Para sempre Califórniaaaaaa

Durante um bom tempo da minha vida aos domingos pela manhã, eu tinha um ritual: me transportar para Orange County. E não importava o frio que fazia onde eu moro (sou gaúcha de Porto Alegre tchê), me sentia na Califórnia.

Dona de personagens que até hoje moram em nosso coração, The O.C. marcou época por uma infinidade de motivos. E um deles é bem pessoal, essa série foi responsável por uma revolução no meu playlist, apresentando bandas que representam o que tem de melhor na música indie mundial, como The Killers, Death Cab For Cutie, Band of Horses, Belle & Sebastian, Phoenix, Franz Ferdinand, Kaiser Chiefs, Kasabian, Ok Go e Beck, só para citar alguns.

Outra parte importante e que pouca gente sabe, é que The O.C. é baseada na vida do próprio criador, Josh Schwartz. Ou seja, não é somente uma série teen, é uma série teen biográfica. E quem sabe esse seja o motivo para os personagens serem tão inesquecíveis.

 

Continua após a publicidade

 

Transmitida pela Fox entre 2003 e 2007, a série do já citado Josh Schwartz (que já nos trouxe muitas maravilhas nessa vida) usava como cenário a ensolarada Califórnia, mais precisamente a praia de Newport Beach. E contava a história de Ryan, menino pobre que sofre uma revolução na vida e passa a morar com pessoas ricas. Até agora para você alien que não conhece a série parece tudo bem clichê né? Então é porque você não conhece os personagens, e eles merecem outro parágrafo.

Ahh os personagens, como não se identificar com eles? Pessoas nada mais do que normais, não é difícil esbarrar com um Seth por aí, ou quem sabe com uma Marissa (se você não tiver muita sorte). E esse é um dos grandes trunfos da série, a simplicidade e a verdade geram identificação sempre.

Seth era aquele geek com quem eu e muitas outras gostaria de ter um relacionamento sério. O primeiro nerd da ficção com quem meio mundo se identificava porque não era nada estereotipado, ele era gente como a gente. E foi o primeiro SÍMBOLO SEXUAL NERD. O orkut era lotado com comunidades como “Eu amo Seth Cohen”, e como não amar?  Mas ele tinha Summer, e Summer era a melhor amiga dos sonhos de qualquer um. E os dois juntos eram o melhor casal do mundo.

Aliás, além de trazer o melhor casal do mundo, The O.C. também era detentora da “melhor família do mundo”, e como Sandy, Kirsten, Seth e Ryan eram perfeitos juntos. Donos de diálogos incríveis, quantas vezes tive vontade de entrar naquela cozinha e conversar horas com Sandy sobre como o mundo pode sim ser melhor!

Mas nem tudo eram rosas em The O.C., e tínhamos Marissa, the girl next door, para desandar tudo. Cheia de problemas e rebelde sem causa, ela atazanou a vida de todos durante três temporadas, foi a responsável por fazer “Hallellujah” ser uma das músicas mais tocadas em séries e realitys musicais, e se não tivesse morrido eu mesma teria entrado na TV e enforcado a fia, porque não sou obrigada!

Depois que a chata da Marissa morreu, finalmente a incrível Taylor teve espaço, e como ela e Ryan combinavam. Pena que nessa época a audiência já estava em declínio, e muita gente abandonou a série assim que Mischa deu tchau. Uma injustiça para a ótima Taylor, a minha segunda personagem preferida – depois de Seth claro.

Sei que muita gente torce o nariz para série, mas é inegável que The O.C. é um dos programas mais emblemáticos dos anos 2000. Com personagens incríveis e fáceis de amar – lembrando que a música também era um personagem – e uma história redondinha, que marcou a vida de muita gente. E você, também é órfã de The O.C.?

Relembre AQUI a abertura de The O.C. na nossa coluna especial.

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=3DO11v2kQyc[/youtube]

Tags The OC
Letícia Bastos

Letícia Bastos

Publicitária, social media, mangaká e dançarina em protestos. Também sou apaixonada por séries e admito que novelas são meu Guilty Pleasure. Apaixonada por comédias cult/pop/nerd, ainda pretendo fundar uma seita para os Adoradores de Arrested Development. Aqui no Mix sou editora de Realitys Show e escrevo as reviews de todos os realitys do mundo, como Masterchef BR, The X Factor UK e BR, The Voice US, AUS e BR, BBB e RuPauls Drag Race.

21 comments

Add yours
  1. Avatar
    Thais Fischer 8 agosto, 2014 at 14:52 Responder

    Eu sempre olhava alguns episódios perdidos e finalmente comecei a olhar a série de verdade e cada episódio que passa fico mais ansiosa pelo próximo.É uma pena ter sido cancelada, poderia ter tido muitas temporadas, mas com certeza é uma das melhores séries teen! 🙂

  2. Avatar
    Thais Fischer 8 agosto, 2014 at 14:52 Responder

    Eu sempre olhava alguns episódios perdidos e finalmente comecei a olhar a série de verdade e cada episódio que passa fico mais ansiosa pelo próximo.É uma pena ter sido cancelada, poderia ter tido muitas temporadas, mas com certeza é uma das melhores séries teen! 🙂

  3. Eduardo Nogueira
    Eduardo Nogueira 8 agosto, 2014 at 15:38 Responder

    The OC é um amor mega imensurável, como eu amava. E não pq essa implicância toda com a Marissa, ela causava muito, mas era o que dava gás na história também né? Mataram a série junto com ela.
    Excelente texto Let!

    • Avatar
      Leticia Bastos 8 agosto, 2014 at 16:09 Responder

      Ahh eu detestava a Marissa, só de lembrar detesto mais um pouco. Mas concordo que ela movimentava a série, e depois da morte ficou tudo meio sem rumo. Mas adorei a importância que Taylor ganhou, e como a série ficou mais ensolarada sem Marissa.

  4. Eduardo Nogueira
    Eduardo Nogueira 8 agosto, 2014 at 15:38 Responder

    The OC é um amor mega imensurável, como eu amava. E não pq essa implicância toda com a Marissa, ela causava muito, mas era o que dava gás na história também né? Mataram a série junto com ela.
    Excelente texto Let!

    • Avatar
      Leticia Bastos 8 agosto, 2014 at 16:09 Responder

      Ahh eu detestava a Marissa, só de lembrar detesto mais um pouco. Mas concordo que ela movimentava a série, e depois da morte ficou tudo meio sem rumo. Mas adorei a importância que Taylor ganhou, e como a série ficou mais ensolarada sem Marissa.

  5. Avatar
    Tainara Hijaz 8 agosto, 2014 at 18:25 Responder

    É muito amor pra uma série só. Vou até afirmar o óbvio: melhor série teen da vida.
    Pra ser ainda mais linda, tinha na trilha algumas das minhas principais bandas preferidas (casaria com o Seth só por Death Cab), já que meu gosto musical é quase tão indie quanto possível.
    Único problema é que a série sempre insistia em introduzir um personagem insuportável pra estragar (vide Oliver, Johnny, namoradas do Ryan…). Quando achava que estava livre de um, aparecia um tão mais chato que fazia inveja no anterior. Mas enfim, nada que me impeça de amar e querer rever tudo agora mesmo. <3

  6. Avatar
    Tainara Hijaz 8 agosto, 2014 at 18:25 Responder

    É muito amor pra uma série só. Vou até afirmar o óbvio: melhor série teen da vida.
    Pra ser ainda mais linda, tinha na trilha algumas das minhas principais bandas preferidas (casaria com o Seth só por Death Cab), já que meu gosto musical é quase tão indie quanto possível.
    Único problema é que a série sempre insistia em introduzir um personagem insuportável pra estragar (vide Oliver, Johnny, namoradas do Ryan…). Quando achava que estava livre de um, aparecia um tão mais chato que fazia inveja no anterior. Mas enfim, nada que me impeça de amar e querer rever tudo agora mesmo. <3

  7. Anderson Narciso
    Anderson Narciso 8 agosto, 2014 at 19:54 Responder

    Gosto de The OC. Não tanto quanto OTH, mas lembro que larguei na season 3. Assim como quase todo mundo. Depois de uns dois anos que vi o final, e achei a season 4 massa. A Marissa esgotou minha paciencia com a serie. Mas a season 1 e 2 são memoráveis. Excelente texto lÊ 😀

  8. Anderson Narciso
    Anderson Narciso 8 agosto, 2014 at 19:54 Responder

    Gosto de The OC. Não tanto quanto OTH, mas lembro que larguei na season 3. Assim como quase todo mundo. Depois de uns dois anos que vi o final, e achei a season 4 massa. A Marissa esgotou minha paciencia com a serie. Mas a season 1 e 2 são memoráveis. Excelente texto lÊ 😀

  9. Avatar
    lucas_santtos 13 março, 2015 at 16:30 Responder

    Como não amar eternamente The O.C. ?
    Minha primeira série. Lembro que ainda assistia aos domingo no SBT a inesquecível: OC – Um Estranho no Paraíso.
    A série é maravilhosa e até hoje lembro de cada pedaço, cada personagem, cada temporada e claro, cada música maravilhosa que completava a trilha sonora. E que trilha sonora! Assim como você, a série também me apresentou cantores/bandas que até hoje ocupam espaço na minha vida.

    Seth muito amado por todos e me que você queira me julgar, eu gostava da Marissa, mesmo com aqueles dramas todos e fiquei revoltado quando a personagem morreu. Taylor realmente era ótima, mas não era Marissa. HAHAHAH. Summer, minha eterna Rachel Bilson (que agora vai me abandonar novamente assim que HoD terminar). Muito amor por tudo aquilo!

    Ainda tenho vontade pegar e rever tudo novamente, pena que o tempo não ajuda.

  10. Avatar
    lucas_santtos 13 março, 2015 at 16:30 Responder

    Como não amar eternamente The O.C. ?
    Minha primeira série. Lembro que ainda assistia aos domingo no SBT a inesquecível: OC – Um Estranho no Paraíso.
    A série é maravilhosa e até hoje lembro de cada pedaço, cada personagem, cada temporada e claro, cada música maravilhosa que completava a trilha sonora. E que trilha sonora! Assim como você, a série também me apresentou cantores/bandas que até hoje ocupam espaço na minha vida.

    Seth muito amado por todos e me que você queira me julgar, eu gostava da Marissa, mesmo com aqueles dramas todos e fiquei revoltado quando a personagem morreu. Taylor realmente era ótima, mas não era Marissa. HAHAHAH. Summer, minha eterna Rachel Bilson (que agora vai me abandonar novamente assim que HoD terminar). Muito amor por tudo aquilo!

    Ainda tenho vontade pegar e rever tudo novamente, pena que o tempo não ajuda.

Post a new comment