Pesquisa revela que consumidores da TV paga estão divididos em “tribos televisivas”

Um estudo amplo e bastante curioso da NAGRA, em parceria com a Ampere Analises, revelou que os consumidores da TV paga de dez países, incluindo o Brasil, estão atualmente distribuídos em Television Tribes, isto é “tribos televisivas”.

São elas:

  • Connoisseurs [Conhecedor] de Conteúdo – Jovem, afluente e experiente em tecnologia, grupo jovem que deseja que tudo seja on demand e está disposto a pagar por isso.
  • Bingers – Um grupo que gasta menos, e gosta de assistir temporadas completas em DVD e/ou outras plataformas.
  • Desapegados digitais – Uma geração mais velha, difícil de atingir e menos inclinada a gastar dinheiro em conteúdo digital
  • Tradicionalistas de TV – Um grupo de meia idade de consumidores de TV, mais interessados na tela grande e particularmente em esportes
  • Gastões – Especialistas em TV linear, isto é plataformas tradicionais de assistir televisão, com dinheiro para gastar em pacotes de conteúdo completo.

A pesquisa britânica, entretanto, foca no primeiro grupo, Connoisseurs de Conteúdo, aquele que conhece sobre o assunto e consome da mesma quantidade, presumidamente por fazerem parte da população economicamente ativa (o PEA), além de estarem em constante expansão e são aqueles que mais exigem conteúdo. Eles (ou diria nós?) representam mais de 24% do mercado consumidor ao redor do mundo.

Segundo a pesquisa, eles são os que estão mais dispostos a gastar e consomem, significativamente, mais conteúdo das plataformas On Demand, como Netflix, Amazon Prime Video, Hulu e Crackle, do que os meios tradicionais. Quanto ao comportamento, revela-se que tal “tribo” quer montar seu próprio pacote de televisão à la carte. Isto é, não gostam daqueles pacotes grandiosos, e esperam experiências de alta qualidade através de dispositivos diversos.

Continua após a publicidade

Quase 80% desses consumidores desses consumidores citam plataformas de vídeo online como sua principal fonte de conteúdo televisivo e de filmes, sem contar que preveem que suas casas vão parar de assistir TV linear, ou seja, TV aberta completamente dentro de cinco anos. Mas seu amor pelo conteúdo os torna mais inclinados a assinar serviços de TV paga.

Os tradicionalistas são o segundo grupo mais valioso para os operadoras de TV paga. Representando 18% do mercado, eles são constantemente negligenciados na era multi-dispositivos. Tal grupo está disposto a pagar por serviços principais de TV como filmes e esportes, mas são menos inclinados a se rebelar, ou seja, trocar de plano ou operadora, com apenas 9% tendo trocado de operador nos últimos seis meses.

Qual gênero esses consumidores mais apreciam? De acordo com a pesquisa, eles gostam mais de comédia, ficção científica, esportes, ação/aventura e crimes/investigações, sendo que os tradicionais desejam mais crimes/investigações, comédia e ficção científica.

Guy Bisson, diretor de pesquisa da Ampere afirma que “o futuro não é sobre fugir das mudanças no mercado de TV paga, mas sobre abraçá-los. Operadores de sucesso percebem que o mundo do conteúdo pago foi além da simplicidade de contar apenas com esportes e filmes de Hollywood para trazer assinantes. Para alcançar o sucesso, os operadores precisam compreender as diferentes demandas dos consumidores de hoje, e continuar fornecendo o que eles querem, abraçando oportunidades oferecidas por serviços de streaming e conteúdo”.

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours