Petição online exige que Netflix cancele ‘Making a Murderer’

making a murderer
Imagem: Netflix/Divulgação
making a murderer
Imagem: Netflix/Divulgação

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

Está circulando na internet uma petição que exige que a Netflix cancele a série documental Making a Murderer e que remova a primeira temporada, lançada em 2015, de seu catálogo.

Continua após a publicidade

A produção que expõe detalhes sobre o julgamento e condenação de Steven Avery, que cumpriu 18 anos de prisão pelo suposto estupro e assassinato da fotógrafa Teresa Halbach, fez um enorme sucesso no mundo inteiro e muitos dos fãs pedem a continuação da cobertura do caso que foi reaberto e está reanalisado.

Continua após publicidade

No início deste ano, a Netflix chegou a anunciar que uma segunda temporada da série estaria sendo gravada e seria lançada antes do fim de 2017, mas o fato do caso ter sido reaberto complica a produção. Em outubro, a defesa de Steven alegou possuir provas que poderiam render uma nova audiência sobre o caso.

Continua após publicidade

Um dos argumentos da petição – que pode ser acessada AQUI – é de que a série teria causado danos às supostas vítimas de Avery e suas famílias, e que a Netflix deveria remover o conteúdo para poupar mais traumas.

Steven Avery possui um longo histórico como abusador de mulheres (ex-esposa, ex-namoradas, primas, etc.), além de ser acusado de estuprar sua sobrinha (embora ela tenha desistido da acusação após ele ter sido acusado de assassinato). Sem mencionar a confissão de seu sobrinho, que destaca o estupro e assassinato de Teresa Halbach por Steven Avery. Ambos os irmãos de Steven também foram acusados ​​e condenados por agressão sexual contra as mulheres”, diz o texto do pedido.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

O texto da petição também expõe um único e complicado argumento, ao dizer que a série da Netflix é tendenciosa, algo não muito facil de se comprovar. O autor da solicitação online também usa como argumento o fato da empresa ter demitido Kevin Spacey, de House Of Cards, e ter cancelado o especial de Louis C.K, ambos acusados de abuso sexual.

No entanto, vale lembrar que Steven Avery já está sendo processado por seus supostos crimes e a produção baseia-se exatamente nesse processo.

O que vocês acham? Making a Murderer está sendo tendenciosa e tirando a culpa de um criminoso ou está apenas fazendo um papel informativo?

Deixei seus comentários!