Preview 2016: O que o próximo ano nos reserva?

Preview 2016

O ano de 2015 vai chegando ao fim com a certeza de que vimos grandes programas. É notável, por exemplo, o crescimento na produção de séries este ano com relação a 2014. As emissoras estão cada vez mais interessadas em produzir e distribuir novos projetos, aumentando a concorrência e trazendo dois lados de uma mesma moeda: quanto mais estreias, há grandes chances de termos excelentes novas séries. O problema é que as chances de desastre também são maiores. Até então, tudo são palpites e esperanças, e a única certeza é que muita coisa boa parece vir por aí.

Continua após a publicidade

Mas 2015 agora é história. Vamos dar uma olhada no que 2016 nos reserva? Começamos com as estreia mais aguardadas:

As Estreias

Logo em janeiro já temos grandes estreias na TV. Os seriadores precisarão ficar atentos, pois é quase uma novidade por dia. Logo no dia 12 chega às telas a série Shadowhunters, da ABC. O show é uma adaptação da saga Os Instrumentos Mortais, da escritora Cassandra Clare. O universo criado por Clare já foi adaptado aos cinemas em 2013, mas não fez muito sucesso. A saída foi levar as tramas e personagens para a televisão. As informações que se têm até então é que a série irá ignorar o filme, adaptando a saga desde o primeiro livro. Além disso, a própria autora dos romances confirmou que o programa não trará um livro por temporada, mas sim uma mistura de eventos.

Em seguida, no dia 14, estreia Colony, da USA Network. Com Josh Holloway na linha de frente, a série se passa num futuro próximo e foca em uma família que precisam tomar decisões difíceis enquanto tentam sobreviver. Eles vivem em uma Los Angeles ocupada por invasores e cercada por um muro. Muitos tentam sobreviver e outros tentam se adaptar à nova vida. Holloway é um agente designado a acabar com a Resistência contra os invasores.

previewlegendsAinda em janeiro, no dia 21, o canal CW estreia Legends of Tomorrow. A premissa básica é que Rip Hunter viaja no tempo chegando ao presente, trazendo consigo um time de heróis e vilões com o objetivo de prevenir que Vandal Savage detrua o mundo e o próprio tempo. Outra adaptação do universo da DC Comics é Lucifer. A série já teve seu piloto divulgado e agradou o público. O capeta descolado e galã chega na Fox no dia 25 de janeiro.

Uma série que promete agitar o mundo televisivo é American Crime Story, da FX. Ainda que seja produzida por Ryan Murphy, os criadores desta antologia são Scott Alexander e Larry Karaszewski. Trata-se de um projeto nos mesmos moldes de AHS, a diferença é que cada temporada de Crime trará um novo crime/caso central. Na primeira temporada, protagonizada por Cuba Gooding Jr., Sarah Paulson e John Travolta, a série acompanhará o julgamento de O.J. Simpson, acusado de assassinar a ex-mulher e o amigo em 1994.

A TV fechada também promete entrar em efervescência com a estreia de Vinyl, da HBO, e Billions, do Showtime. Vinyl é criada por Terrencer Winter (Boardwalk Empire) e produzida por ninguém mais que Martin Scorsese e Mick Jagger. A primeira temporada, de 10 episódios, estreia em 14 de fevereiro e acompanha os bastidores da música em Nova York nos anos 70. Já Billions traz Damian Lewis e Paul Giamatti no elenco e acompanha dois sujeitos poderosos (leia-se: ricos e inteligentes) que duelam para ver quem é o mais influente.

A TV promete beber muito na fonte do cinema e trará diversas adaptações das telas grandes para as pequenas. Uma delas é Damien, baseada no clássico A Profecia, de 1976. A série mostrará Damien Thorn com 30 anos e como fotógrafo de guerra. Tendo esquecido seu passado satânico, o sujeito começa a encarar sua verdadeira identidade e segredos. Ann, que sempre o acompanhou e o tratou como filho, fará de tudo para que o lado Anticristo de Damien não o possua completamente.

Outras transições do cinema para a televisão são Rush Hour, baseada em A Hora do Rush, e School of Rock, inspirada em Escola de Rock. A primeira acompanha a clássica história do detetive radical que precisa se acostumar com o parceiro correto e bem educado. Já a segunda promete trazer uma releitura do longa-metragem de Richard Linklater. Ambas não possuem datas oficiais para estrear.preacher

O horror também será explorado em duas interessantes estreias. Uma é Preacher, da AMC. Criada por Seth Rogen, Sam Catlin e Evan Goldberg, a série promete aliar humor e horror quase na mesma medida e traz como centro o pastor Jesse Custer. O sujeito traz dentro de si uma misteriosa entidade que o permite desfrutar de um grande poder. Jesse, sua ex-namorada Tulip e um vampiro irlandês chamado Cassidy embarcam em uma jornada para encontrar Deus. Sim, Ele mesmo. Deus.

Outra é Outcast, da Cinemax. Criada por Robert Kirkman (The Walking Dead), que se baseou nos próprios quadrinhos para dar vida à produção, a série acompanha um homem que busca por respostas: por que ele foi possuído por seres sobrenaturais durante toda a sua vida?

A Netflix também não ficará de fora da festa e três novas produções já despertam interesse. A primeira é Luke Cage, nova peça no quebra-cabeças da Marvel. A história começa depois de uma sabotagem em um experimento concede superforça e uma pele inquebrável a Luke Cage. Ele então se torna um fugitivo, e tenta construir sua vida no Harlem, onde irá encarar o passado enquanto luta contra o crime.

Outra aposta da Netlfix é The Get Down. Criada por Baz Luhrmann (Moulin Rouge) e Shawn Ryan (The Shield), trata-se de um drama musical que acompanha um grupo de adolescentes vivendo através da rebeldia e da música no Bronx dos anos 70. Outra produção da plataforma é Stranger Things. Ambientada em Nova York nos anos 80, a série acompanha a história de uma mãe (Winona Ryder) que precisa descobrir o que aconteceu com seu filho depois que o menino desparece sem deixar vestígios.

previewWestworldPara encerrar, falamos sobre aquela que talvez seja a mais aguardada de todas: Westworld, da HBO. Criada por Lisa Joy e Jonathan Nolan (irmão de Christopher e criador de Person of Interest), a série traz nomes como Anthony Hopkins, Ed Harris, Evan Rachel Wood, James Marsden, Thandie Newton e Rodrigo Santoro. O show é baseado no filme homônimo de 1973 e é ambientado em um parque temático do velho oeste que é habitado por robôs. A trama ainda é misteriosa, mas o hype é imenso.

As Minisséries e os Retornos das Cinzas

Dentre as minisséries, uma que chama atenção é 11/22/63. Baseada no Best-seller de Stephen King, a produção do Hulu é protagonizada por James Franco, que interpreta um professor que descobre um portal para o passado. Sua missão, passada para ele por outro homem, é salvar o presidente Kennedy de ser assassinado no fatídico 22 de novembro de 1963. Jake, como é chamado, pode retornar para o presente quando quiser, o problema é que não pode voltar para o passado novamente, já que, cada vez que passa pelo portal, a história é “reiniciada”, ou seja, quando volta para o passado uma segunda vez, tudo que ele havia mudado na viagem anterior cai por terra, voltando tudo ao começo. Assim, Jake precisa ir definitivamente, fazer o que precisa fazer e ainda conviver com a dúvida: o que é melhor, viver no passado ou no presente? 11/22/63 será disponibilizada no Hulu em 16 de fevereiro.

x2-81Outra minissérie aguardada é o retorno dos agentes Mulder e Scully em The X-Files. A nova empreitada dos investigadores em 24 de janeiro e trará episódios que aprofundam a mitologia e outros que apresentam casos isolados. Não se sabe ao certo a abordagem do revival, mas tudo indica que o primeiro episódio trará a dupla investigando uma possível abdução alienígena.

2016, aliás, parece o ano dos renascimentos. Retornam para novas temporadas ou especiais: Arrested Development, Samurai Jack, Fuller House e Gilmore Girls.

Matheus Pereira

Matheus Pereira

Gaúcho, estudante de jornalismo e viciado em séries. Tem séries pra assistir de mais e tempo de menos. Séries favoritas? Six Feet Under e Breaking Bad.

No comments

Add yours