Prison Break: Saudades de Fox River

Quando estreou em 2004, pela Fox, Prison Break logo se tornou um fenômeno de audiência e originalidade.  Despertando atenção ao trazer uma história onde todos os clichês dos filmes de ação e do subgênero “fuga de prisão” foram usados, para contar a história de Michael Scofield, dono de um plano realmente mirabolante para arrancar de um presídio de segurança máxima o irmão Burrows, condenado injustamente à pena de morte, e claro, com os dias contados.

Continua após as recomendações

 

prison-break-2

Continua após a publicidade

                                                 Imagem: Divulgação/Fox

Claro que a presença do bonitão Wentworth Miller no papel central também dava um jeito de garantir atenção à trama que, com um roteiro inteligente e sem muita enrolação, trazia uma mistura da brutalidade de Oz, com o ritmo e as reviravoltas de último minuto usadas em 24 Horas.

Prison Break foi planejada para ser uma minissérie de apenas uma temporada, mas seu ritmo alucinante, o carisma dos personagens e o clima envolvente da história, acabou transformando-a em um sucesso de audiência, um produto viciante que gerou alguns pensamentos impróprios na emissora Fox. Sim, é isso mesmo, eles prorrogaram a série para não uma ou duas, e sim três temporadas.

A excelente primeira temporada terminou com a iminente fuga dos prisioneiros, após o plano genial do personagem principal. Scofield elaborou um plano (quase) perfeito de fuga da prisão, usando alguns materiais simples como um parafuso, e uma tatuagem de corpo inteiro, que apenas era o mapa da prisão de forma criptografada. Prisão essa que ele foi responsável pela reforma, vejam só.

Bom, após a fuga dos oito de Fox River, o grupo se separou e tentou viver vidas normais, mas aí começaram a ser perseguidos pela tal Companhia, causadora de todo o mal do mundo e de todas as acusações infundadas contra Burrows. Além de serem perseguidos também pelo agente do FBI Alex Mahone. Na terceira temporada tivemos a tentativa bizarra de recriar o clima da primeira por meio da horrível prisão de Sona. E na quarta e última temporada tivemos a vingança dos integrantes do grupo de fugitivos contra a Companhia.

 

prison-break-1

                                                 Imagem: Divulgação/Fox

Dos erros incompreensíveis cometidos na série, como a ressurreição de Sarah e Kellerman, nenhum supera a morte de Scofield. Sabe, apenas não precisava daquilo. Um homem tão inteligente morrer eletrocutado? Aff, Prison Break.

Mas de qualquer forma, mesmo errando, Prison Break ainda é uma série que será lembrada pelos seus grandes acertos. Pela sua inesquecível primeira temporada, pelos seus incríveis personagens (como T-Bag, Scofield e Mahone) e principalmente por ser uma série extremamente original. Do triunfo ao desastre, Prison Break é uma série para ficar na memória de qualquer seriemaníaco de verdade.