Quantico – 1×01 – Run [SERIES PREMIERE]

quantico-abc

Imagem: Variety

 

“O que dizer sobre uma série que conheço a pouco tempo, mas já considero muito?”. Isto mesmo meus queridos, dentre todas as novidades e saudades proporcionadas pela fall season, na minha singela opinião, Quantico entra como uma das melhores e mais cativantes produções deste período. O gênero investigativo está em alta nesta temporada, uma vez que Blindspot também estreou com boa pontuação e segue uma linha de ideias semelhante a de Quantico. Mas o que pode fazer essa série se destacar dentre outras e ser um grande sucesso?

No piloto da série, os produtores já começam a nos apresentar uma ideia do que podem fazer e onde pretendem chegar. O inicio começa basicamente dando uma passada pela vida dos personagens para que tenhamos um conhecimento prévio dos rostos que veremos pelos próximos episódios e ao mesmo tempo temos um salto temporal para uma catástrofe em NY semelhante ao 11/09. Essa apresentação temporal paralela nos remete um pouco a How To Get Away With Murder, que apresenta situações temporais distintas e como o desfecho de uma explica o começo da outra.

Com cinco minutos de episódio, já é quase impossível não shippar Alex e Ryan. O mais cômico da situação é ver como ela trata com simplicidade o fato deles acabarem de ter feito sexo após se conhecerem e como ele fica parcialmente chocado com a situação. Chegando a academia do FBI percebemos um início de integração entre os personagens e seus instrutores, e somos então pegos de surpresa quando os candidatos devem escolher uma ficha com informações dos outros e pesquisar a fundo um possível segredo que este possa esconder.

O clima começa a ficar tenso e vemos que eles fazem de tudo em busca de alguma pista que possa levar a uma informação relevante. Durante a prova, temos revelações e plot twists intensos. Com a ajuda de um polígrafo e apenas com respostas de sim ou não, descobrimos que Shelby perdeu os pais no acidente de 11/09, Simon é um judeu conservador que viajou para Gaza para viver com palestinos, Alex viu a mãe matar o pai durante uma agressão, mas na verdade ela mentiu, e quem disparou contra ele foi a própria garota.

Dentre todas as descobertas, a mais intensa foi a de Eric que após dias de pressão psicológica, surta na sala ameaçando Caleb, caso o mesmo conte a verdade. Após um tempo, Eric não aguenta a pressão e acaba se matando. A verdade era que ele tinha engravidado uma garota de 14 anos em uma missão, que morreu na tentativa de aborto. Durante todo esse tempo, descobrimos ainda que Caleb está lá por ser filho de agentes e não possui nenhuma habilidade para o trabalho, e que Nimah na verdade são duas pessoas, provavelmente irmãs, que revezam os turnos para cumprir as obrigações por um motivo ainda misterioso.

No salto temporal da história, as coisas estão bastante confusas. Alex é encontrada viva nos destroços da explosão e levada para interrogatório, uma vez que o suspeito é um dos agentes do FBI. Após um tempo de relato sobre histórias do passado, é encontrado na casa da garota explosivos e o corpo de Ryan baleado ao chão. Alex é levada presa e fica em choque com a situação. Mas quando é transportada para a prisão, acaba saindo do carro com a ajuda de Miranda que afirma que ela está sendo incriminada injustamente.

Temos então muitas informações para assimilar: personagens divertidos, misteriosos e inéditos; um enredo interessante com salto temporal e diversas novas histórias e explicações pelos episódios seguintes. Em minha humilde opinião, acredito que esta série tem elementos bons o suficiente para crescer e se tornar uma grande promessa da ABC para esta temporada. Não percam as reviews toda semana aqui no Mix e comentem também sobre o que acharam do episódio.

Lucas Franco

Lucas Franco

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.

2 comments

Add yours

Post a new comment