Quantico – 1×15 – Turn

quantico
Imagem: Banco de Séries

 

Continua após publicidade

Nada melhor para um reviewer do que ver sua serie decorrendo bem com os episódios, e as coisas a cada semana estão melhores em Quantico. Tivemos um dinamismo incrível neste episódio, com cinco dilemas principais divididos em passado e futuro que foram coordenando as cenas: a questão familiar de Shelby, o tiroteio na academia, os terroristas atacando a casa de Miranda, a relação de Alex e Ryan e o grande culpado perseguindo e manipulando Alex.

Continua após a publicidade

Vamos por partes e comecemos com aquele rostinho bonito ali em cima. Shelby só se ferra na vida mesmo, não tem jeito. Depois de levar um choque sobre o encontro de Caleb e Samar, e ainda ficar sozinha no meio da confusão na academia, ela ainda tem que passar pela barra de descobrir que seus pais estão vivos e extorquindo seu dinheiro a anos. Não se sabe a veracidade e a situação real que vivem os seus pais, mas ela está com sangue nos olhos e não vai deixar esse abandono passar batido…

Continua após publicidade

Antes de continuar, quero tirar algumas linhas para parabenizar Quantico a respeito de trabalhar com a questão do preconceito e das diferenças. Ver como a situação foi abordada na academia com os casos de ataque à minorias e também quando Raina discursa sobre sua religião e como ela não prega a violência, foi incrível. Um verdadeiro tapa, mesmo que leve, na sociedade, para mostrar como o julgamento ainda se faz presente em todos os meios, até mesmo em países miscigenados como USA.

Voltando ao episódio em si, ambas as cenas do tiroteio e da casa de Miranda me deixaram bem angustiado. Foram cenas intensas e com grandes coisas envolvidas por detrás dos tiros. A relação de O`Connor e Perales foi bem trabalhada e resolvida da melhor maneira possível, uma vez que falamos de dois agentes bem semelhantes no quesito sentimentos. Diferente da casa de Miranda, quando vimos Charlie ser baleado. A cena não me trouxe arrepios, mas no fundo tive pena de Miranda, ela é mais uma sofredora da série e chegar ao ponto de atirar em seu filho não é uma escolha simples de tomar.

Continua após publicidade
quantico
Imagem: Banco de Séries

No presente, Alex se vê em um beco sem saída e só conta com o apoio de Simon. Mas no seu pé ainda está Hannah, que de estrela da primeira metade, está se tornando um verdadeiro problema para Alex. Vamos ver se agora, com ela aceitando a posição de que há um terrorista ainda a solta, as coisas fluam mais intensamente para a captura do verdadeiro culpado. Ela mencionar Natalie no episódio me deu uma saudade da personagem, ainda tenho esperanças de que ela esteja viva #VoltaNatalie.

Alex e Ryan andam pelos altos e baixos. A garota é muito cheia de si e não consegue colocar sentimentos sobre sua carreira definitivamente. Tenho pena do pobre Booth que sofre de amores por ela mas também se vê na difícil decisão entre sua carreira e seu relacionamento. Espero que nessa reta final, as coisas se encaminhem e eles resolvam suas diferenças logo, porque não quero passar por episódios mimimi`s daqui a um tempo. Ah, e lembrem de avisar aos produtores, que cenas do passado com ele de cabelo grande devem encaixar com o cabelo raspado do presente no início da temporada, uma vez que a linha temporal deve ser respeitada…

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.