Quantico – 2×05 – KMFORGET

Imagem: ABC/Divulgação

Imagem: ABC/Divulgação

Esse episódio foi, de longe, o melhor desde o piloto da primeira temporada. A partir de agora, a trama fica mais recheada de suspeitas e dúvidas. A temporada está conseguindo conciliar perfeitamente bem as duas linhas temporais. Os personagens, sejam veteranos ou novatos, tem sua própria história, que se enlaçam em um mesmo enredo. A evolução é nítida e tenho certeza que, quem abandonou a série, se visse este episódio pensaria duas vezes antes de tirar Quantico da grade.

Uma grande aquisição na segunda metade da temporada passada e que voltou fazendo um trabalho incrível nesse episódio foi Will. O personagem “frágil” mostrou que pode ser muito mais sagaz do que pensamos. Seja mostrando sua desconfiança com o Harry ou ajudando Miranda, e provavelmente aos terroristas, Will voltou mais perspicaz dessa vez. Mesmo ainda acreditando na possibilidade de eles estarem trabalhando como agente triplos  será interessante ver o desenrolar das situações nos próximos episódios.

O ponto auge do episódio, mesmo que tenha sido em vão, foi ver Alex e Ryan tramando contra Harry. Nunca imaginaria ver uma cena dessa na série e isso mostra como os produtores buscam por novas ideias para estabilizar as oscilações de audiência. Foi muito bem planejado e cenas de recapitulação como esta fazem grande sucesso nos clássicos de espionagem. Por mais inconstantes que sejam, o casal trabalha bem em ação e é bacana ver a sintonia dos atores refletida nos personagens.

Continua após a publicidade

Harry foi descoberto e realmente pensei que seria seu fim, já que foi revelado há alguns episódios que ele não termina seu tempo na Fazenda. Mas não será tão fácil assim se livrar do rapaz. Ele pertencer ao MI6 me faz pensar que tudo isso pode vir a ser um jogo da CIA contra as outras organizações do mundo. Será que cada recruta não faz parte de algum movimento e estão lá por um interesse em comum? Realmente ainda é cedo para chegar a conclusões, mas é uma questão que vale a pena pontuar…

Owen realmente está envolvido em muito mais do que imaginamos, e isso se estende a Lydia. A questão de seu passado vai sendo esclarecida aos poucos, mas percebemos que realmente ele não está organizando esse grupo por motivos de treinar agentes. Assim como o plano de Alex e Ryan, a união do agente com Leon proporcionou uma vingança muito bem orquestrada. Agora resta a dúvida de até onde poderemos confiar nele, afinal, seu nome está como suspeito desde o primeiro episódio e suas aparições no sequestro não foram evidentes.

Imagem: ABC/Divulgação

Imagem: ABC/Divulgação

O mistério se intensifica ainda mais com Leon. O personagem me parece frio e calculista, orquestrando sua presença no treinamento com maestria. Mas ao mesmo tempo tem aquela insegurança, principalmente quando remete ao passado. Me lembra muito a questão de Simon na primeira temporada, claro que cada um à sua história pessoal. Essa interação do rapaz com Shelby é bacana de se ver, e mesmo achando que tem algo por detrás disso, vai valer a pena para a garota até que resolvam voltar com o tão aguardado Caleb para a série…

Fazia tempo que não me remeto em uma review de forma tão esperançosa quanto à série. Acredito sim no potencial dessa temporada pois eles estão abordando de uma forma peculiar. Espero continuar vendo mais dessa proposta de treinamento da CIA, pois funciona muito melhor do que as tarefas, muitas vezes sonolentas, do FBI. Espero que tenham gostado do episódio e da evolução da série. Nos vemos em breve.

Tags Quantico
Lucas Franco

Lucas Franco

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.

No comments

Add yours