Quantico – 2×13 – EPICSHELTER

Imagem: TV Show Time
Imagem: TV Show Time

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

Quando tudo começou a se resolver na metade do episódio, já imaginei que revelações bombásticas viriam por aí. “Vamos mudar um pouco a estrutura da série”, disseram os produtores. Realmente eles conseguiram o que prometeram. Quantico finaliza o episódio com uma pausa de um mês e uma promessa de transição. A trama agora se unifica. O treinamento da Farm chegou ao fim, e já conseguimos linkar os eventos do passado com o que está acontecendo no momento. Com uma narrativa linear, os produtores deverão suar um pouco mais para desenvolver algo que não fique monótono nos episódios restantes. A proposta é sensacional, mas deve ser bem executada.

Continua após a publicidade

Mas o que aconteceu na Farm para eles acabarem com a dualidade temporal? Simples, o cerco estava se fechando. Alex e Owen estavam finalmente descobrindo a existência da AIC, Harry e Sebastian estavam no clímax do “relacionamento”… Tudo se direcionava para um fim comum e assim o fizeram. Owen levando o crédito pelas confusões e conspirações de sua filha. Harry abrindo o jogo do MI6 para que pudesse voltar para a Inglaterra. Ambas foram sacadas finais para encerrar um plot que não estava mais tão em voga. Claro que a ideia de dar sequência ao plot das organizações teve seu papel importante na unificação, mas a monotonia do passado também o influenciou.

Continua após publicidade
Imagem: TV Show Time

Agora necessito de algumas linhas para tentar explicar o que entendi de tudo até agora. As declarações de Miranda fizeram um nó na minha cabeça, mas agora as coisas estão se esclarecendo. Depois de Jeremy Miller fingir sua morte e recusar entrar-se na AIC, ele foi buscar ajuda na CLF. Até aí tudo bem, pois isso explica o porque do FBI estar no meio dos “terroristas” durante o ataque. Mas as ações radicalistas da CLF fizeram com que Miranda e Shelby ficassem com um pé atrás em relação à eles. Lydia provavelmente está presa neste momento, e Owen deve tomar a liberdade. Contudo, ainda não foi elucidado o real motivo pela qual a AIC odeia tanto os USA e quis expor suas informações para todo o mundo. Espero que isso possa ser abordado com maior intensidade neste retorno…

Lendo alguns comentários na internet, percebi que as pessoas estão se lamentando pela saída de Harry da série. Mas aí eu fiquei pensando um pouco… Sim, o rapaz encerrou suas atividades no passado como todos os personagens, porque esta linha temporal não existe mais. Contudo, o presente ainda está aí. Mesmo que ele não esteja diretamente ligado ao combate nos ataques ao USA, poderemos vê-lo em alguns episódios. Não se esqueçam que sua vida com Sebastian ainda não foi totalmente elucidada e depois daquele tiro, o rapaz religioso finalmente reconheceu o carinho que sente pelo ex-companheiro. Prevejo ligações diretas do casal com a série, mesmo depois de tudo que ocorreu.

Continua após publicidade

O final sempre guarda o melhor!! Alex, Shelby, Booth, Nimah e Dayana. Cinco nomes que estarão na frente de defesa do país. Provavelmente cinco dos melhores nomes que o USA possui para lutar contra atividades terroristas. Claro que senti falta de Leon, Will, Harry e Sebastian por ali, mas vamos ver o que o futuro nos aguarda. Agora, é inevitável a expressão de espanto quando ouvimos o doce som de Clarie Haas dizer: “My Son”. Caleb está de volta e pronto para chefiar todo mundo. Não sei se nossos heróis americanos vão aceitar essa decisão facilmente, pois o passado de Caleb não é dos melhores, mas que a volta do personagem trará grandes emoções à serie, isso eu posso garantir…

Se o fim do episódio já foi empolgante, esperem pra ver o retorno em março. Sei que chamadas geralmente trazem muito mais emoção do que o episódio em si, mas o trabalho realizado aqui abaixo foi incrível e digno de esperanças. Espero que vocês tenham gostado e continuem acompanhando o Mix para mais novidades. Aguardo vocês no próximo mês, um abraço e até lá… 😀

[spacer height=”20px”]

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=ZDDDwVrSglM[/youtube]

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.