Quantico – 2×14 – LNWILT

Imagem: TV Show Time

Continua após as recomendações

Plagiando levemente alguns comentários dá internet, posso confirmar algo a vocês com todas as letras: “MINHA QUANTICO ESTÁ VIVA”. O retorno trouxe uma nova conformação para a série que alavancou o episódio em 200%. Convenhamos que aquela dualidade temporal nos episódios estava bastante monótona já. Mas agora tivemos um episódio linear incrível, com mínimas falhas de atuação e um andamento de episódio que me empolgou bastante. Claro que a ligeira decepção inicial de personagem me deixou um pouco abatido e com aquele sentimento de ter sido enganado, mas vamos discursar melhor isso ao decorrer do texto.

Continua após a publicidade

Alex Parrish e sua terrível sensualidade que me impede de odiá-la. A personagem volta cada vez mais forte e com garra no olhar. Suas cenas mostram isso nitidamente. Até mesmo no mimimi do relacionamento ela consegue fazer algo natural e divertido. Quase caí da cadeira quando vi Harry em cena. E o beijo dos dois?? Me diverti como nunca nesse momento. A presença do ator quebra muito o clima tenso e ajuda demais no desenrolar da trama. É mais do que nítida sua química com 99% dos personagens, mas há algo especial no brotp com Alex.

Imagem: TV Show Time

Enquanto a emoção preenchia meus pensamentos pela volta do personagem, o sentimento de ser trollado falava do outro lado. O filho de Claire Haas comandando a equipe era mais do que poderíamos sonhar, e foi. Todos achando que finalmente teríamos a volta de Caleb e a leve decepção se faz presente. Mas até que eu gostei da presença de Clay. O personagem tem seus atributos e é tão misterioso quanto qualquer um daquela família. Claro que o retorno de Caleb pode intensificar mais ainda com a trama, mas é melhor irmos sensibilizando aos poucos com essa família insana.

FBI e CIA trabalhando em conjunto foi mais do que eu imaginava. Claro que os conflitos e jogos de ironia me divertiram do início ao fim. Mas foi na cena da festa que percebi o potencial da série em sua nova jornada. Sem mimimi, sem enrolação. Direto ao ponto da maneira que sempre desejamos. Algumas personalidades chamam a atenção somente por existir. Aquela jornalista não se fez de besta e já foi logo entendendo a vida de Ryan. Será que temos uma concorrente em potencial para Alex? Não seria de todo mal, afinal, eles já vivem essa dualidade louca de briga e separa. Quem sabe uma crise de ciúme não poderia apimentar um pouco mais as coisas?

A relutância contra a entrada de Harry no time, os diversos problemas internos dos agentes, o sequestro final de Leon e sua síndrome de Alex nessa nova trama… Tudo são pontas que vão se resolvendo com o tempo. Estes poucos episódios até o fim da temporada só nos mostram uma coisa que já digo a tempos: Quantico não é preparada para uma temporada com 22 episódios. Não que a série tenha um baixo potencial. O fato é que a nova conformação dos seriados nos trás tramas mais simples e bem desenvolvidas. A série em questão se encaixaria perfeitamente nesse quesito. Espero que essa recepção boa à nova ideologia do seriado faça com que os produtores pensem um pouco mais sobre o sucesso da série. E vocês, o que acharam?? Continuem acompanhando o Mix para mais novidades e até a próxima semana!

Tags Quantico
Lucas Franco

Lucas Franco

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.

No comments

Add yours