Quantico – 2×19 – MHORDER

Imagem: TV Show Time

Continua após as recomendações

Temos um pensamento unânime? Claro que temos. Quantico não pode sofrer nas mãos da terrível bolha do cancelamento. “MHORDER” veio pra comprovar isso mais uma vez. Que episódio meus amigos, que episódio… Aqui tivemos um grande divisor de águas do “não to entendendo nada” para “alguma coisa faz sentido”. Não sei se foi a comicidade de Caleb ou a envolvimento do grupo, mas houve algo de especial nesta semana. Claro que estamos na reta final e a tendência é ver as coisas melhorarem, mas ainda tenho certo brilho no olhar por essa série e seu histórico.

Continua após a publicidade

Já estava mais do que na hora de nossos heróis partirem para a ação, né? A dinâmica proposta foi muito bem executada. O plano de abordagem na festa de casamento foi quase impecável, apesar dos diversos erros e contratempos. Gostei de ver o time em ação e espero isso em uma próxima temporada – se houver. Aquela coisa em que a ação de um já é complementada pela reação do outro e assim vão trabalhando essa eterna improvisação. É divertido, dinâmico e traz um sentimento legal de que as coisas estão fluindo entre os personagens.

Imagem: TV Show Time

A noiva de Clay foi uma grande surpresa pra mim, pois acreditei que ela seria um grande pastel na série. Espero que ainda cozinhem esse drama familiar por mais um ou dois episódios. Quantico trouxe à tona uma questão que divide muitas opiniões, mas que veio com esta intenção. Shelby e Caleb sempre foram o casal queridinho da série, mas a oportunidade de Clay na jogada muda tudo. A garota realmente quer fechar a família desse jeito. Acho que eles conseguem dividir as coisas e espero ver o desenrolar destes fatos. A cena do break-up entre os dois foi realmente chocante. Shelby fica agora naquela corda bamba, ao lado de Caleb e pensando em Clay. Quão mais embaraçoso isso poderia ser?

É até bacana ver um casal acontecer, surgir de uma forma natural. Agora, o que não pode rolar é a tal da forçação de barra. Pelo amor de Deus, nada de Alex e Owen. Essa coisa de juntar Alex com os professores já não podia ter rolado lá na season one, não será aqui que cometeremos o mesmo erro né? A crítica não vem aliada a diferença de idade, mas no fundamento de que eles nunca dariam certo. Alex é dominante em seu âmbito, uma heroína nacional. Owen está mais para um cara reservado, de meias e inteligentes palavras. Realmente não vejo os dois trabalhando em sintonia ou conciliando suas vidas em conjunto.

Quando vi Ryan entregando todo o plano para Alice, meu senso de dúvida acendeu. Claro que tudo tinha seu propósito e eu realmente gostei da atitude impulsiva para conquistar os meios. A dúvida cruel que vive por aqui é: Alice revelou o vídeo para a imprensa ou Owen/Alex que tramaram tudo isso? Porque ainda não ficou bem definido se o plano deles de infiltrar na cúpula da AIC foi executado daquela forma ou se apenas pegaram um gancho. Só sei que as coisas parecem mudar radicalmente e teremos cada vez mais ação – pelo menos eu espero. Ainda acredito na possibilidade de renovação, então agora é #focoforçaefé.

E vocês?? O que acharam do episódio?? Ainda existe chance para Quantico?? Não deixem de acompanhar as novidades e reviews aqui no Mix. Um abraço e até semana que vem… 😀

Tags Quantico
Lucas Franco

Lucas Franco

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.

No comments

Add yours