Quantico – 2×20 – GLOBALREACH

Imagem: YouTube/Reprodução

A dúvida paira no ar: Será que os produtores de Quantico tem conhecimento e apreço pelo cenário político brasileiro? Porque realmente podemos afirmar que Claire Haas is the new Dilma. Gostei muito de ver a questão abordada. Acho que souberam trabalhar bem com as decisões do episódio. A série vem se tornando cada vez mais dinâmica e isto é muito interessante quando pensamos em uma renovação. Já cansei de dizer aqui e repito, essa linha temporal única e contínua combina muito bem com o estilo de série que é Quantico. Os produtores vem desenvolvendo um trabalho crescente, com um entendimento linear e bem organizado.

“GLOBALREACH” traz uma premissa incrível de um país em confronto político. Isto pode ser observado diretamente entre as relações de nossos personagens. Acho que alguns pontos são muito bem trabalhados, como a questão muçulmana no país. Todas as leis de registro implantadas pelo atual governo americano, estão refletidas diretamente no âmbito da série. A força-tarefa de nossos personagens, por mais que esteja defasada, está muito bem organizada e trabalhada. Conseguimos pegar a essência de cada um e trazer a tona o carinho que fomos construindo nos meses de treinamento. É bem legal ver como eles estão colocando em prática e trabalhando tudo que aprenderam. Personagens como Shelby, que não dávamos nada no início, carregando grandes plots dentro do seriado. Isso sim é analisar evolução durante os episódios!!

Falando na queridinha odiada da América, sua situação não está nada fácil nos últimos tempos. Sua relação com Clay foi um susto muito grande que jogaram para nós, mas que foi acostumando com o tempo. Realmente ela tem um sex appeal que ninguém da família consegue resistir. Não sei se seria interessante colocar mais uma relação amorosa para a garota e pelo visto os produtores concordam. Já jogaram Clay pra escanteio porque realmente seria uma situação meio creepy. Mas ainda assim, foi bacana ver o crescimento de sentimento entre os dois, que não se suportavam desde o começo. Realmente é verdade quando dizem que amor e ódio andam lado a lado.

Imagem: Youtube/Reprodução

Alex é outra que está carregando o mundo em suas costas. Depois de terem esfriado sua relação com Booth, parecem querer reativar a história dos dois. Esse casal é uma boa versão de Sr e Sra Smith, mas fica muito defasado essa questão de termina/volta. Acho que poderiam muito bem solidificar essa relação e trabalhar a personalidade de cada um isoladamente dentro das organizações e do crime americano. A garota é o maior potencial dentro dessa série, visto que faz um excelente trabalho independente de onde estiver. Gostei de ver o lado humano dela. Jogaram a emoção a flor da pele e realizaram um bom trabalho com seus medos e anseios por estar servindo como agente dupla.

A dois episódios da grande final, viveremos emoções nas alturas. O próximo episódio traz um pouco mais do plano da organização que vai contra o país. Roarke agora assume a presidência e suas ações extremas podem levar nossos heróis a flor da pele. Espero que o próximo episódio traga um desfecho interessante para amarrar a finale. Quantico deu uma guinada muito interessante nas últimas semanas e merece uma continuação desse plot que ainda tem muito a ser abordado.

E vocês, o que acharam?? Continuem acompanhando o Mix para mais novidades e nos encontramos na semana que vem. Até lá… 😀

Tags Quantico
Lucas Franco

Lucas Franco

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.

No comments

Add yours