Quantico – 2×04 – Kubark

Imagem: TV Show Time/Divulgação

Imagem: TV Show Time

O mais engraçado de se perceber durante o episódio, é como a dinâmica do seriado mudou. Tivemos uma primeira temporada onde o verdadeiro culpado ficava a todo momento escondido, mascarado por suspeitas… Desta vez, os produtores estão fazendo tudo que podem para apontar as suspeitas à Miranda, levando a algumas dúvidas. Será que realmente ela está com os terroristas? Será que existe algum agente infiltrado? O que levou ela a essa rebeldia toda contra o governo? O plot está bem trabalhado, infinitamente melhor do que o da primeira temporada, e se você aguentou até aqui, não está na hora de desistir da série né?

Outra coisa que me chama muito a atenção, e eu já cansei de falar isso por aqui, é como a dinâmica da CIA é diferente e muito mais instigante. Os personagens são mais obscuros, temos aquele pensamento de que não sabemos nada a respeito deles, e realmente não sabemos… Mas o trabalho feito em cima deles é infinitamente melhor do que o do ano passado. Não que eu esteja julgando a história dos nossos queridos e amados veteranos, mas os novatos tem um clima de mistério diferente dos demais. Todo o jogo de Harry, usando Will como arma pra descobrir coisas de Alex e Booth foi muito bem planejado.

Continua após a publicidade

Imagem: TV Show Time/Divulgação

Imagem: TV Show Time/Divulgação

Parece que os ships estão começando a se formar… Isso é bem clássico de séries, um grupo que se une para uma atividade em comum sempre tende a aflorar seu lado sexual. Leon e Dayana são um casal evidente, existe uma química entre os dois, uma troca de olhares… Já colocam isto para fazer os fãs sofrerem em um futuro que eles provavelmente não estarão juntos. Agora, uma dupla com teor romântico não explorado, mas que provavelmente irá ser abordada é Harry e Sebastian. Os colegas de quarto não se dão muito bem desde o começo por suas diferenças, mas depois daquela conversa sobre suas intimidações, tenho a impressão que sairá algo dali.

A relação de Lydia e Owen tá meio morna nessa história toda. Na verdade a personagem caiu muito nesses três últimos episódios. Ela chegou incrivelmente bem, com um plot twist bacana já no primeiro episódio, mas acho que se perdeu um pouco com esse dilema pai e filha. Sabemos que há algo por trás dessa relação, que a filha parece se vingar do pai por algum motivo, mas realmente ainda não me desceu. Espero que saibam trabalhar melhor esse plot, para que não fique cansativo rápido e acabe afetando outras ideias geniais dos produtores.

Queria dar os parabéns para Boyer neste episódio. Em uma aparição rápida, de 10-15 minutos, ele conseguiu expor Miranda para Shelby e ainda sacrificou a própria vida numa naturalidade incrível, tudo isso para ajudar nas investigações. E agora Shelby tem o ouro nas mãos para contra-atacar Miranda e tentar salvar a vida dos que ainda estão lá dentro, isso se realmente ela for uma agente duplo. Quantico me impressiona nestas situações de plot twist, fazendo sempre um final que valha por todos os 40 minutos. Espero que vocês tenham gostado, e até a próxima! 😀

Tags Quantico
Lucas Franco

Lucas Franco

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.

No comments

Add yours