Queen of the South – 1×02 – Cuarenta Minutos

Queen of the South 1x02

Imagem: Demonoid

 

Após uma overdose de acontecimentos no piloto, que cumpriu seu papel de apresentar os personagens, sua proposta, suas histórias, suas inspirações, a capacidade da sua protagonista de carregar a série nas costas e a qualidade técnica da mesma. O roteiro fica bastante preocupado com a ideia de encontrar o melhor tom para mostrar a que veio e honrar o livro na qual baseou-se, bem porque não pode-se cair na sensação de transformar uma série com um potencial gigantesco em um guilty pleasure policial sem sentido.

Imagem: USA Network

Imagem: USA Network

Continua após a publicidade

Felizmente, vemos todo esse esforço de não sair dos trilhos e focar na proposta darem resultado já nesse segundo episódio. Apesar de manter o nível de ação nas alturas, graças a direção sempre fenomenal de Matthew Penn, responsável por um dos melhores de Orange Is The New Black (Blood Donut) e grande parte de Damages, o foco do texto fica mais na construção dos personagens coadjuvantes e na apresentação da Tereza Mendonza ambiciosa, incansável e batalhadora. 

Alice Braga, como já comentei na review do episódio piloto, é um dos principais motivos pelo qual você deveria estar assistindo Queen of the South nem que seja pelo prazer de criticar depois, porque é uma produção que merece a atenção de todos nós. Em Cuarenta Minutos, entretanto, temos a oportunidade de conhecer um lado da maneira que a brasileira compõe um personagem que esta pessoa que vos escreve, pelo menos, não teve a oportunidade de assistir anteriormente. Foi corajosa em fazer, sem sombra de dúvida, uma das cenas mais difíceis da sua carreira.

Felizmente, temos o prazer de conhecer outros atores além da protagonista. Gosto muito do espaço que Veronica Falcón, intérprete de Camila Vargas, vem recebendo graças ao esforço de construir e trazer ao telespectador personagens femininas fortes. Fiquei extremamente em ver a participação especial do maravilhoso Mark Consuelos, que me deixa feliz e esperançoso para que ele se torne parte do elenco regular, visto que vimos o ator em Alpha House e sabemos dos seus dotes para o ofício. 

Torço que Queen of the South seja responsável por finalmente revelar Peter Gadiot, subaproveitado desde os tempos da terrível e esquecido Once Upon a Time In Wonderland, além de continuar moderando o tom nos próximos episódios sem que torne as coisas enfadonhas.

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=KpGr28Ni5Bc[/youtube]

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours