Queen of the South – 1×06 – El Engano Como la Regla

Queen of the South El Engano Como la Regla MAIOR

Imagem: USA Network

Continua após as recomendações

É evidente o momento que uma série começa a valer a pena, e é quando se percebe que se está ansioso para assistir ao próximo episódio e correr para comentar com vocês. E é exatamente esse o sentimento que Queen of the South me despertou a partir de tudo aquilo que assistimos anteriormente, porque mesmo longe de ser o primor que se espera de uma produção da TV a cabo em tempos competitivos, mostrou uma grata melhora e sinalizou uma retomada da qualidade, outrora vista no piloto.

Continua após a publicidade

Queen of the South El Engano Como la Regla MENOR

Imagem: USA Network

Novamente em uma missão, Teresa foi incumbida de uma tarefa ainda maior e mais ousada do que todas as outras anteriores. Tal avanço me fez pular de ansiedade pela possibilidade de vermos a maturidade da direção em comandar cenas difíceis, grandes e envolvendo muitos atores. Sabemos que manter tudo em ordem e em pleno funcionamento não é fácil, o que infelizmente ficou um tanto quanto evidente nas trocas bruscas de câmera, na falta de organização dos atores, dos dublês e dos figurantes, além de um péssimo trabalho de edição na hora de juntar todas as sequências.

O que se errou neste momento, acertou-se num dos momentos mais sensíveis e emotivos que Queen of the South nos trouxe desde sua estreia. Pode parecer clichê e até mesmo um pouquinho piegas em destacar uma conversa entre mãe e filho como uma das cenas principais de “El Engano Como la Regla”, mas foi ali que Justina Machado voltou a roubar a cena, e o diretor redimiu-se ao construir lindamente um momento que muitas vezes passa batido em produções com muitos tiros, sangue e drogas. É mais uma sinalização para a entrada de um drama com mais emoção, o que pode elevar o nível ainda mais.

Outro ponto que me chamou atenção foi a qualidade de certos diálogos, não todos, mas uns aqui e outros acolá que mostram uma melhora significativa. Gostaria de assistir mais conversas em espanhol, acredito que traz verossimilhança para a trama e uma pegada mais intensa, algo que normalmente a língua latina traz para qualquer narrativa. Serei repetitivo ao ressaltar (mais uma vez) que espero, pacientemente, para sentir esse clima eleitoral, pois mesmo sabendo que uma candidatura ao governo de um estado americano não possui tanta pompa quanto ao senado, estou empolgado para saber qual será a abordagem.

[youtube] https://www.youtube.com/watch?v=qX2ZC3oYZic [/youtube]

Nenhum comentário

Adicione o seu