Queen of the South – 1×09 – Coge Todo lo Que Puede Llevar

Coge Todo lo Que Puede Llevar

Imagem: Entertainment Weekly

Na minha review anterior, trouxe uma analogia entre a situação complicada de Queen of the South criativamente e um político mentiroso, que aperta sua mão em tempos de eleições, mas sequer lembra que você existe quando ele vence uma disputa proporcional ou majoritária. Pois bem, a má notícia é que os problemas desta série se repetem, mas a comparação mudou um pouquinho – ao invés de mentiroso, temos aqui um episódio que se encaixa perfeitamente na definição de político demagógico.

Coge Todo lo Que Puede Llevar MENOR

Imagem: Extra Imago

Continua após a publicidade

Não pense que adjetivo “Coge Todo lo Que Puede Llevar” desta forma com gosto e com alegria, bem porque não acredito que ninguém aqui foste desse tipo de representante. Queen of the South está a apenas três episódios do Season Finale, mas ele continua prometendo, gritando e esforçando-se para fazer com que o telespectador acredite que desta vez a história vai engatinhar, que ele entendeu os problemas e que corrigirá todos posteriormente, mas todos nós já escutamos essas promessas anteriormente e nada foi consertado.

O roteiro continua, infelizmente, insistindo que tramas que até o momento não foram a lugar algum, mas engatarão de alguma forma que nos fará esquecer todas as lambanças feitas até aqui. Por mais que haja uma correção expressa na reta final desta temporada, é preciso que a produção passe por um longo período sabático com o objetivo de estabelecer perspectivas mais claras, mais interessantes e empolgantes e que não demandem muito tempo de desenvolvimento.

Não tenho nada a reclamar do elenco, até porque mesmo que a direção não saiba como dirigi-los e se preocupe mais com os dublês e as explosões, sempre entregam um trabalho excepcional apesar dos diálogos paupérrimos de qualidade e das marcações equivocadas. Mantenho meu destaque para Peter Gadiot que claramente se firma como uma das principais revelações desta fraquíssima Summer Season. Acredito que poderia dar uma chance para Brenda (Justina Machado) numa sequência dramática, principalmente se envolvermos seu filho. Já disse e repito – ela tem qualidade, basta que ganhe uma oportunidade.

Nas eleições de 1972 que concorreu contra John Kennedy para Presidente dos Estados Unidos, um dos principais símbolos da demagogia mundial, Richard Nixon disse que “voters quickly forget what a man say” (ou “eleitores rapidamente esquecem o que um homem fala”), mas nesse caso eu garanto que não esquecerei que Queen of the South já prometeu melhorar diversas vezes, mas até o momento nada aconteceu.

[youtube] https://www.youtube.com/watch?v=V3Nh8ysyHtI [/youtube]

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours