Raízes: uma belíssima pintura da escravidão norte-americana

Imagem: History

Imagem: History

 

Já na sua tradicional linha de verão noturna, a Rede Globo este ano investiu em produções bem conceituadas. Roots, ou Raízes, como foi traduzida, é uma delas.

Os mais novos podem não se lembrar, mas Raízes é uma produção feita pela ABC no fim da década de 1970, e que foi retransmitida aqui no Brasil pela Rede Globo, alguns anos depois. Chocou o público ao mostrar uma realidade da escravidão negra lá fora – que muito se assemelhava a vivida por aqui. Em uma época que o negro ainda começava sua luta por mais espaço social, o show acabou sendo considerado um marco para enaltecer vozes que ainda precisavam ser ouvidas.

Em 2016 o canal History, famoso por produzir séries como Vikings, resolveu apostar em um remake, feito em forma de minissérie – com quatro episódios e, novamente, acabou sendo elogiada. Primeiro, pelo elenco fantástico, incluindo Laurence Fishburne, Anna Paquin e Jonathan Rhys Meyers, este último que já fez muito sucesso em outra produção histórica, The Tudors. Para viver o protagonista, o canal escalou Malachi Kirby, que teve passagem por produções independentes e pequenas, até conseguir um destaque em Fallen, e aqui, prova mais uma vez o seu talento.

O show atem-se a contar alguns fatos envolvendo a escravidão norte-americana, numa época em que a Inglaterra ainda dominava o território pertencente hoje aos Estados Unidos. O herói, Kunta Kinte, nasceu em Juffure, na África Ocidental, e é sequestrado por um navio traficante de escravos. A viagem de três meses dentro do navio é conturbada e chocante, a ponto de ser vendido como escravo e, então, passar a viver uma vida miserável e sofrida. Um dos pontos altos é a sua chegada em Annápolis, onde uma cena – que ficou famosa na versão original – choca o público.

Inspirada no livro homônimo de Alex Haley, Roots se preocupa em atravessar a ótica da escravidão sob o ponto de vista das famílias e das gerações. Como que ser escravo tinha representatividade para esse povo e, através de resistências, como os negros lutaram por sua liberdade e igualdade. O show se preocupa em abordar acontecimentos importantes da história norte-americana, como a Guerra Civil e o fim da escravidão, acompanhando o neto e o bisneto de Kunta, fechando uma trinca que leva suas raízes por várias gerações.

Com indicações a seis Emmys, incluindo o de Melhor Minissérie, Roots apresenta uma belíssima fotografia e cenários deslumbrantes. Com uma composição que acerta em todos os quesitos, a série é um prato cheio para quem gosta de produções históricas, principalmente essa que destaca a luta negra e as dificuldades vividas por todo esse povo que, futuramente, abracaria uma nação que o incorporaria como “filho”.

Você confere os episódios de Terça à Sexta, às 23h na Rede Globo.

Share this post

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.