Criadora de Gilmore Girls comenta mudanças na história do revival

Continua após as recomendações

A matéria a seguir contém spoilers de “Fall”, o quarto episódio de Gilmore Girls: A Year in the Life.

O esperado casamento entre Lorelai e Luke em Gilmore Girls: A Year in the Life passou por uns esbarrões. A criadora Amy Sherman-Palladino contou que por razões de limitação de orçamento ela e o colega – e marido – Daniel Palladino, também produtor executivo da série, tiveram que abortar seu Plano A (uma grande e extravagante festa) e bolaram um Plano B (algo mais simples – porém não menos mágico – que os espectadores viram).

Continua após a publicidade

“O casamento era originalmente muito maior”, explicou AS-P. “O casamento era completo. E eles retiraram dinheiro da gente. Qualquer coisa que tivesse extras e figurino se tornou um pesadelo. Então tivemos que bolar como fazer dele um casamento satisfatório sem fazer a grande festa de casamento.”

De “um modo meio esquisito, continuou AS-P, o “casamento intimista ‘foi melhor’, completando, “você pode reclamar e espernear sobre dinheiro e restrições orçamentárias, mas às vezes trabalhar com uma margem apertada te força a fazer coisas que normalmente não teria feito e que acabam, de fato, sendo dramaticamente melhores. Pesando os prós e contras, a gente chega ao fundo da questão: é Luke, Lorelai e Rory. E isso o fez mais íntimo e deu mais emoção.”

AS-P prontamente notou que o casamento em si nunca esteve em risco. “Nós sabíamos que tínhamos que fazer um casamento”, ela diz. “Nós sabíamos que tínhamos que casá-los. Não havia como sair dali sem casá-los. Os fãs esperaram demais por isso.”

Fonte: TV Line

Melina Galante

Melina Galante

Produtora e realizadora audiovisual, no momento em processo acadêmico. 99% seriadora com aquele 1% noveleira. Divide as fases da vida em Buffy, a Caça-Vampiros, Gilmore Girls e Grey's Anatomy. Sua menina dos olhos, porém, é Penny Dreadful. No Mix de Séries escreve as reviews de Modern Family, Orange is the New Black, Scandal e o que vier.

No comments

Add yours