Ringue Mix: Caça aos anjos, demônios e similares

MIX-RINGE-Supernatural-Constantine

 

As séries sobrenaturais são de um gênero que prende e cativa principalmente o público jovem, por conta das diversas facetas que são mostradas mitologias de anjos, demônios, vampiros, entre outros seres do tipo. O boom aconteceu em 2005, quando a extinta The WB lançou Supernatural, a série tem um apelo tão grande, que está no ar até hoje.

Vendo o sucesso, o canal NBC recentemente decidiu entrar de cabeça nesse Universo, trazendo um clássico das HQs para a TV. Constantine já teve adaptação no cinema estrelada por Keanu Reeves na década passada, e agora ganhou uma nova abordagem em forma de série. O Ringue Mix de hoje vai justamente abordar esse território, com as duas séries do gênero que são destaques na TV aberta americana.

Continua após a publicidade

 

De Um Lado do Ringue…

Supernatural

10 temporadas (2005 – atual)

211 episódios

Criado por Eric Kripke

SupernaturalSupernatural começa com a misteriosa morte de Mary Winchester, uma jovem caçadora que é casada com John e tem dois filhos com ele, o pequeno Dean e o recém-nascido Sam. Após o acontecimento, a série ainda nos primeiros minutos tem um salto no tempo de 22 anos, onde mostra Sam como um estudante de Direito, tendo uma vida aparentemente normal. Tudo corre muito bem, até que seu irmão mais velho, que acabou se tornando um caçador igual seus pais, decide lhe fazer uma visita falando que o pai deles desapareceu e que precisa de sua ajuda para encontrá-lo. O rapaz é relutante a princípio, pois ele não quer seguir os passos de toda sua família, porém ele acaba mudando de ideia após sua namorada Jess morrer da mesma forma que sua mãe. A partir desse ponto, os irmãos Winchester começam uma jornada em busca do pai, onde encontram no meio do caminho vários demônios, entre outros seres sobrenaturais.

 

Do Outro Lado do Ringue…

Constantine

1 temporada (2014 – atual)

13 episódios

Criado por Daniel Cerone e David S. Goyer

constantine-nbcConstantine veio com a premissa de abordar grande parte da história do personagem, baseada nos quadrinhos Hellblazer, publicados através da DC Comics. A história gira em torno do enigmático exorcista John Constantine, que começa a série internado numa clínica psiquiátrica, para tentar livrar-se de tudo que aborda o tema sobre demônios. Tudo corria bem, até que um fato curioso acontece no local, e ele percebe que é a hora de voltar ao batente, e que esse é seu destino. Nessa “volta ao batente”, o personagem conhece Liv, uma jovem que é filha de um antigo amigo, e vê como obrigação protegê-la inicialmente. Sempre ao lado de seu fiel amigo Chas, a partir do segundo episódio o protagonista também começa a contar com a ajuda da misteriosa Zed em solucionar os casos de acontecimentos sobrenaturais, e assim defender aqueles que possam estar em perigo nas mãos de seres.

 

fight

 

Duas séries tão iguais na premissa, mas totalmente diferentes no desenrolar de suas histórias. Ambas possuem o objetivo de caçar demônios, para então evitar uma ameaça maior à humanidade. Porém não é apenas uma simples caça, há uma história toda envolvida por trás, e vez ou outra tanto uma série como a outra acabam encontrada em seus caminhos outros seres sobrenaturais.

Supernatural criou um legado único ao longo desses dez anos, sendo na época que estreou a que possuía um grande diferencial entre as demais. A saga dos irmãos Winchester acabou criando uma legião de fãs, principalmente na internet, que com certeza faria os números da audiência na TV aumentar ainda mais.

Constantine por sua vez veio de um legado já vindo das HQs, e que sua última adaptação aconteceu no cinema, em um longa protagonizado por Keanu Reeves. Quando a NBC anunciou que seria criada a série sobre a saga de John Constantine, a expectativa foi muito grande justamente por conta de todo o histórico do personagem, porém um pé atrás também por conta da emissora que pegou a produção para ela, a qual possui um histórico bastante inconstante.

Um ponto que vale a ser apontado em ambos os casos são os personagens secundários. Supernatural não gira única e exclusivamente em Dean e Sam, pois senão o marasmo e o tédio seriam predominantes. Ao longo do tempo em que está no ar, já passaram pela trama memoráveis personagens como Bobby, Ruby, Bella, Jo, Ellen, Kevin, entre outros. Atualmente os irmãos contam com Castiel, que os acompanha desde a quarta temporada, além do demônio Crowley, vilão que vem a cada temporada ganhando mais destaque e hoje é uma peça fundamental na história.

Já na saga de John Constantine, o exorcista conta com a misteriosa Zed, além de seu amigo e fiel escudeiro Chas. Assim como os irmãos Winchester, o rapaz tem um anjo que está sempre em cena, que por sua vez atende ao nome de Manny. Não podemos esquecer também de Ritchie e Anne, que fazem parte do passado do protagonista de Constantine, além dos jovens Liv e Jim.

As referências ao bom e velho rock n’ roll também não podem deixar de serem mencionadas. Ambas as séries tem um grandíssimo ponto forte quando o assunto é trilha sonora, pois a cada episódio sempre de fundo nos deparamos com diversos clássicos do estilo. Isso é algo totalmente condizente à temática delas, pois jamais conseguiria imaginar uma delas tendo em suas trilhas Katy Perry, por exemplo, apesar de um episódio da atual temporada de Supernatural ter tocado Taylor Swift, mas nesse caso foi uma excepcionalidade por conta do plot apresentado.

 E o vencedor é…

As duas séries, na minha opinião, são muito boas, e de qualidades incríveis. Apesar disso, é inegável a qualidade de Supernatural. Mesmo apresentando algumas histórias repetitivas e vez ou outra Dean e Sam revezarem em quem vai morrer na season finale, a atração tem um público fiel, e soube rapidamente cativar o público. Sem contar que ela esteve no fundo do poço após duas temporadas desastrosas como foram a sexta e a sétima, mas conseguiu dar a volta por cima, e recuperar não apenas sua qualidade, como também sua audiência. Hoje ela é a terceira, e às vezes a segunda série mais vista da CW, e já tem sua 11ª temporada garantida.

O mesmo não podemos dizer de Constantine, que apesar de ser muito boa também, ela não nos mostrou ainda para que veio, mesmo tendo um incrível potencial. Ela é uma daquelas séries que surgiu na hora certa, porém no canal errado. A NBC a jogou logo de cara para as noites de sexta-feira, mas também não cooperou em sua divulgação. Ela vem sendo considerado por todos os meios da mídia como cancelada, porém ainda não houve nenhum comunicado oficial, e por conta disso há rumores dela ganhar uma segunda temporada pelo canal a cabo SyFy. Caso isso realmente aconteça, essa será a chance dela evoluir de vez.

 

Supernatural-Wins

 

Por conta disso, acho que temos um vencedor aqui, mais do que óbvio e justo. Saving people, hunting things… the family business.

 

Eduardo Nogueira

Eduardo Nogueira

Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!

2 comments

Add yours
    • Eduardo Nogueira
      Eduardo Nogueira 24 março, 2015 at 16:35 Responder

      Gosto muito de Constantine, mas caso haja a remota possibilidade de ser renovada, terá que comer muito arroz com feijão para chegar aos pés do legado histórico de SPN

Post a new comment