Rising Star – 1×02 – Auditions

rising-star-02

Continua após a publicidade

OLAR! Voltamos com o segundo episódio das audições de Rising Star, e sim amigos, podemos dizer que o reality já tem seu jeitinho. Esse jeitinho está no tipo de act que surge, está nas reações do jurados, está nas escolhas do público. Já tá dando para prever, e isso é ótimo. Mostra que o reality apesar de novo, já criou sua personalidade.

Bom, passado o nervosismo da estreia, é fato que essa segunda noite nos trouxe participantes muito mais densos e talentosos. Nos trouxe também alguns erros de song choice, mas isso é normal. Outro fato importante que vimos nessa formação da personalidade do programa, é como o tal telão que só sobe com os votos pode ser injusto, mas isso deixamos para vocês julgarem.

Bom, vamos ao que interessa. Com vocês tudo de bom e de ruim que vimos no segundo episódio de Rising Star:

 

Shameia Crawford – We Are Young (69%)

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=ZaVLBXZsVVk&list=PLp_hv829JnZ8HTour85kAgvGOUlJ-_Bnm&index=4[/youtube]

 

Carine (70%) – Ai que aflição! Por 1%! Super fiquei na torcida pra ela passar. Tudo bem que tiveram alguns momentos bem ruins, tipo o finalzinho, mas Shameia tem uma ótima voz e gostaria de escutar cantando outras coisas.

Eduardo (60%) – Sinceramente não sei o que dizer sobre ela. A princípio fiquei surpreso para sua versão desse grande hit do fun., mas na minha opinião ela oscilou muito, e achei em alguns momentos até que ela se perdeu um pouco. O pecado de Shameia foi a song choice com certeza.

Fábio (70%) – Sem duvidas esse desepero por conta de UM PORCENTO deu um gás para empolgar com esse formato de audition do Rising Star é uma agonia por cada porcento. Shameia tem uma baita voz que e cantou uma das minhas músicas favoritas de uns dois anos atrás, uma pena não ter passado.

Letícia (65%) – Assim, eu até gostei, mas não amei. Realmente, a song choice foi tensa, porque aquela música complica na hora de mostrar potência de voz. E para alguém que vai mais para o lado do grave, é um grande escolher uma música mais aguda. Ela ainda está meio confusa em estilo musical, e seu jeitinho Janelle Monáe que incentivou essa escolha. Volta ano que vem migaa.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”66″]

 

April Lockhart – Say You’ll Be There (84%)

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=97Yv1ZFF6EY&list=PLp_hv829JnZ8HTour85kAgvGOUlJ-_Bnm&index=1[/youtube]

 

Carine (90%) – Amei muito. Sou fã de versões diferentes e essa ficou tão bonitinha. Fora que April é uma simpatia e tem cara de finalista. Mal posso esperar para escutar de novo.

Eduardo (90%) – April já ganhou pontos comigo que não usou da sua história de vida para se fazer de coitadinha, e deu um show, tocando melhor que muita gente aí. E essa versão que ela fez das Spice Girls? Foi sensacional, menina esperta, e deve continuar inovando grandes hits com versões bem diferentes, pois assim ela tem chances de ir bem longe na competição.

Fábio (85%) – Algo na April me fez lembrar vagamente da menina Grimmie, não sei o que, mas fez. E mesmo ela dando aquela pequena desafinada no finalzinho não mudou em nada no que achei dessa ótima voz e performance dela. Só pra constar April já é uma das minhas favoritas.

Letícia (95%) – Gente que voz é essa? E como ela é fofa. Adoro gente que se supera sempre, que não usa suas limitações como desculpa para nada. Tocando super bem, e com um estilo indie e bem definido, April tem futuro nessa competição. Já virou minha queridinha.

 [skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”90″]

 

Austin French – Georgia On My Mind (87%)

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=rJxmIsj4_Eg&index=5&list=PLp_hv829JnZ8HTour85kAgvGOUlJ-_Bnm[/youtube]

 

Carine (75%) – Então, vou ser do contra nessa aí e dizer que não gostei tanto assim, mas só pela song choice que eu já cansei de ouvir e porque acho que Austin não consegue cantar coisas muito diferentes disso. Mas ele é bom, é o bonitinho com violão e vai ganhar muitas fãs por aí.

Eduardo (95%) – Como ninguém descobriu esse ser antes? George foi sensacional, já começou se impondo, mas teve alguns deslizes durante a performance. O jovem tem presença de palco e sabe controlar a situação, e já tem seu estilo definido, ele não pode sair disso, pois se tentar inovar poderá não ser tão bom assim.

Fábio (75%) – Austin vem e canta uma das músicas mais cantadas em reality, e ele tem exatamente o tipo de voz que fica excelente com George On My Mind. Não é nem de perto uma das melhores versões que escuto dessa música, porém fez seu trabalho direitinho e mandou bem.

Letícia (80%) – Já temos o Philip Philips da competição. Com uma voz marcante, mas não potente, Austin chegou cheio de estilo, e mesmo cantando uma das músicas mais batidas da história dos realitys musicais, ele foi bem. Que siga por esse caminho, que tem futuro.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”81″]

 

Trinitii – Problem (30%)

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=08uaKZP7BVE&list=PLp_hv829JnZ8HTour85kAgvGOUlJ-_Bnm&index=6[/youtube]

 

Carine (50%) – To aqui tentando formular uma opinião sobre elas e ainda não decidi se gostei ou não. A versão ficou boa, todas cantam bem, sei lá, só não consegui me conectar com elas. Talvez elas não estivessem tão a vontade, talvez tenha sido falta de ensaio, não sei mesmo o que pegou, mas potencial as meninas têm.

Eduardo (20%) – Inconstante, é o que posso resumir essa performance. As três são muito talentosas, principalmente a Jessica, e quando cantam juntas conseguiram superar Ariana Grande com seu mais recente hit, mas individualmente são perdidas e sem foco. Treinem mais garotas, quem sabe numa próxima?

Fábio (10%) – Não, apenas Quer ter um grupo? Primeira coisa que é preciso ter é harmonia e essas três passaram longe de ter. Talvez se fossem se apresentar individualmente, uma das três teria a possibilidade de passar.

Letícia (40%) – Só digo que, se caso isso fosse The X Factor US, elas passariam fácil. Mas aqui o perfil é outro. Vamos confessar, talento vocal não faltou, todas cantam bem, quase superaram Ariana Grande e Iggy Azalea, mas quem sabe a falta de presença de palco foi determinante. Acho que sim, elas funcionam, mas nem penso que elas devam tentar ano que vem, e sim tentar outro reality.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”30″]

 

Alice J. Lee – You And I (73%)

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=RalVoJXn6K8&index=7&list=PLp_hv829JnZ8HTour85kAgvGOUlJ-_Bnm[/youtube]

 

Carine (60%) – Momento desabafo: não peguem músicas conhecidas e tentem cantar igual a original, principalmente quando você não pode superar a original. Façam versões diferentes, mudem nem que sejam algumas notas, mas não apresentem a mesma coisa porque aí fica mais do mesmo. Acho que foi aí que Alice errou. Se quiser seguir em frente vai ter que inovar e surpreender.

Eduardo (50%) – Francamente Alice tem um talento imensurável e tem grandes chances de ir bem além nessa competição, porém ela pecou em um quesito: song choice. Cantar “You And I” não é para qualquer pessoa, e ela com certeza não é uma.

Fábio (70%) – Mesmo sabendo que ela não vai muito longe eu até que gostei da Alice. De uma maneira bem estranha, mas gostei. Talvez a simpatia da mãe dela torcendo que me fez empolgar com ela.

Letícia (70%) – Tô boazinha hoje, porque curti Alice. Concordo, não é qualquer um que canta You and I, tá que ela não tem a mesma potência vocal de Lady Gaga (ninguém tem), mas foi bem. Faltou um pouco que carisma, mas nada que ela não supere com o tempo. Voz tem, e é isso no fim que importa.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”62″]

 

Rye Davis – When You Say Nothing It All (46%)

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=FqclxrfiKHo&index=8&list=PLp_hv829JnZ8HTour85kAgvGOUlJ-_Bnm[/youtube]

 

Carine (5%) – Senhoras e senhores, na pior performance da noite, apresento Rye Davis! Não é mentira, eu realmente quase dormi e acho que o povo foi muuuuito generoso em dar 46% pra ele. Ta faltando tipo tudo nesse cara.

Eduardo (10%) – WHAT THE HELL? Faltou carisma, uma song choice digna e presença de palco. Vendo a performance dele me deu vontade de dormir e acordar apenas no natal de 2027.

Fábio (5%) – Como eu já disse aqui na semana passada, até tenho uma afeição pelo country. Mas por favor, não sou obrigado a aturar essas pedras que aparecem para cantar.

Letícia (5%) – Gente, acabou? Nossa que apresentação Zzzzz. Já odiei ele desde o momento em que entrou no palco com aquele andar confiante. Estragou uma das músicas mais fofinhas do mundo, e se apoiou em uma voz graça e boring, e esqueceu que talento também era necessário. Adeus Rye.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”6″]

 

Sonnet Simmons – Wicked Games (81%)

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=mI8hdWBRA8E&index=9&list=PLp_hv829JnZ8HTour85kAgvGOUlJ-_Bnm[/youtube]

 

Carine (80%) – Cara, eu adorei a voz. Concordo que a música não é nada animada, mas ela atingiu belas notas, o que me fez gostar. Agora fica a dica pra escolher melhores canções porque não quero ver a Sonnet eliminada tão cedo.

Eduardo (70%) – Ela tem uma voz linda, além de outros atributos também. Apesar dessas características, Sonnet tem que tomar cuidado pra não se prender a músicas nessa pegada, pois senão ficará rotulada de “boring”, e pessoas assim não tem futuro em competições do gênero.

Fábio (80%) – Ow moço que parece uma pedra que se apresentou antes, aprende ai como soltar a voz. Sonnet é aquele tipo de act que você pode esperar que ela irá surpreender nas próximas performances, anota ai.

Letícia (60%) – Assim, até gostei de Sonnet, mas é outra que Zzzzzzz. A voz é ótima, mas a escolha foi confusa, uma música antiga, sem apelo popular. Acredito que todos que votaram nela foi só porque pensaram que ela pode surpreender no futuro. Mas eu acho que não vai rolar, e que ela não passa nem da próxima apresentação.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”72″]

 

Deedra Ervin – Anything Could Happen (26%)

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=wlxlo9sXCo8&index=10&list=PLp_hv829JnZ8HTour85kAgvGOUlJ-_Bnm[/youtube]

 

Carine (20%) – Sabe o que eu gostei? Dá animação dele ao cantar. Mesmo vendo que o telão não subia nunca, Deedra cantou com vontade e não parou de pular no palco. Mas foi só isso mesmo que eu gostei. A música não rolou e a voz dele também não me agrada. Sorry, Deedra.

Eduardo (50%) – A má escolha de uma song choice pode acabar com todas as expectativas numa competição musical, e foi o que aconteceu com o jovem. A canção não combinou com seu estilo, e teve obviamente índices baixos, porém talento não falta e eu achei bem humano da parte dele ter chorado por não ter passado nas auditions. Deedra, não desista e espero te ver em outras competições e bem melhor.

Fábio (10%) – Ow filhão, não usa Army Card não, sério. E só por conta da historia bem triste dele, vou ser simpatico como os jurados e dizer que: É talvez foi a música errada pra ele.

Letícia (60%) – Ah gente, gostei de Deedra. Mas concordo, aquela música não combina com seu estilo, aliás, fioooo, porque você escolheu essa música? Só a inexperiência explica mesmo. Mas talento sei que ele tem, volta ano que vem Deedra.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”35″]

 

Will Roth – Sweater Weather (83%)

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=wDpdQgZJIOw&list=PLp_hv829JnZ8HTour85kAgvGOUlJ-_Bnm&index=11[/youtube]

 

Carine (95%) – Para tudo que eu tô apaixonada aqui. Podem me julgar, mas já ganhou meu sim só pela aparência. Que gatinho, gente! E que voz! Não conhecia essa música e adorei. Will, continue me surpreendendo nas próximas etapas que você vai longe.

Eduardo (85%) – E essa sensação de ser subestimado novamente? Will chegou com uma perfomance fraca e sem graça, mas que foi melhorando gradativamente quando… O QUE É ISSO? O cara teve uma evolução drástica, que me impressionou de uma forma que jamais esperava. Só precisa de um pouco mais de preparo em algumas coisas nas próximas fases.

Fábio (90%) – Will não tem nenhum fator que me faça não gostar dele. Tem uma ótima voz, um timbre que realmente sou fã, presença. Ah o cara manda muito bem e acabou. E assim como a Carine também não conhecia a música e curti muito.

Letícia (90%) – Ahh eu amei Will. Que estilo, que voz, era de um participante assim que o programa estava precisando. Uma apresentação poderosa, cheia de groove, que conquistou e deixou a noite agradável novamente. Esse tem futuro.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”90″]

 

Egypt Dixon – Fancy (44%)

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=jbspPVm_wr4&list=PLp_hv829JnZ8HTour85kAgvGOUlJ-_Bnm&index=12[/youtube]

 

Carine (60%) – Olha, achei que ela segurou bem a onda e imagino que não seja muito fácil cantar essa música. Só acho que o que me impediu de gostar realmente foi a song choice (me julguem de novo, sei que o mundo todo está amando Iggy Azalea, menos eu). Realmente causou uma certa estranheza, afinal não estamos muito acostumados a ouvir mulheres no hip hop. Quem sabe em algum tempo o estilo não ganha mais espaço e as coisas não melhoram para Egypt?

Eduardo (60%) – Eu francamente gostei muito da voz dela, porém a jovem escolheu uma música erradíssima, que não cativou ao público. Sem contar também que seu nervosismo era evidente, ajudando e muito em complicar as coisas para Egypt.

Fábio (70%) – E não é que eu gostei da Egypt. Me lembrou um pouco a Cher Lloyd, mas só um pouco mesmo. E diferente dos jurados eu até que gostei do rap dela, mas algo que eu realmente não sei o que dizer no momento, faltou pra ela nessa performance. Talvez mais atitude ao performar.

Letícia (80%) – Ai adorei essa menina.Mas assim que ela começou a cantar, fiquei apreensiva, afinal hip hop (feminino, vamos deixar claro) não é um estilo muito popular, principalmente em realitys show. Tá, a escolha não foi lá muito certa, mas pelo menoos serviu para mostrar sua voz, e que voz. Futuro ela tem, personalidade também, adorei o nome, o cabelo, a voz, o rebolado, me lembrou muito Iggy Azalea. Certeza que ainda veremos Egypt por aí, mas não será no palco de um reality musical.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”67″]

 

Adam Jaymes – I Won’t Give Up (87%)

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=DVee573ylos&list=PLp_hv829JnZ8HTour85kAgvGOUlJ-_Bnm&index=13[/youtube]

 

Carine (90%) – Adam me arrepiou desde a primeira estrofe, principalmente porque senti que ele cantou com o coração e deu tudo de si. Acho que muitos cantores deixam o nervosismo falar mais alto e esquecem de sentir a música e, para mim, não foi o que Adam fez. Pode não ser a melhor voz de todas, pode não ser um candidato tão forte, mas me ganhou totalmente com essa apresentação.

Eduardo (100%) – Cara que performance foi essa? Emocionante foi pouco, tudo sincronizou tão perfeitamente, o arranjo, a escolha da música, a história de vida dele. Adam é um grande titã na competição, ele tem talento, carisma e presença de palco. Boa sorte!

Fábio (70%) – Bom, Adam. Adam é o tipo de act que gosto, mas fico receoso. Mandou bem? Mandou, porém não esse overreacting todo. Durante a música toda eu fiquei esperando chegar nos refrões para conseguir aquele “momento”, aquele “agora foi garoto”, mas não chegou. Espero que ele não seja esse cantor limitado que estou achando que ele é e me surpreenda nas próximas rodadas.

Letícia (70%) – Olha, vou ser sincera, eu não gostei. Foi tão boring, mas tão boring, aff! Achei a voz fraca, o nervosismo atrapalhou, zero presença de palco, e não trouxe nada de novo, a música original continua melhor. Foi só ok! Sinceramente, tô torcendo para que ele me surpreenda e eu morda a língua, mas por enquanto ainda não sou fã de Adamboring.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”82″]

 

Megan Tibbits – All Of Me (68%)

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=lWSpdjYEJ_s&index=14&list=PLp_hv829JnZ8HTour85kAgvGOUlJ-_Bnm[/youtube]

 

Carine (40%) – A harpa ficou linda, mas a voz, minha flor, precisa melhorar um pouquinho. Tinha tudo pra me emocionar e só me deu sono. A verdade é que achei que apesar de bonito, o instrumento acabou atrapalhando a Megan. Se ela tivesse deixado de lado e se concentrado só em cantar talvez conseguisse os 2% que faltaram.

Eduardo (30%) – Uma performance diferente, mas que pensei que fosse entrar em coma durante alguns momentos. Desculpa Megan, mas não colou muito. A minha reação foi semelhante a do Ludacris até.

Fábio (75%) – Vou ser muito sincero aqui, curti demais a Megan e achei ela super subestimada. Cara ela veio tocando uma harpa, vocês queriam que ela se apresentasse com a agitação e estilo de um Black Eyed Peas da vida? Ok, ok ela não tem uma das vozes mais emocionantes para o estilo que ela apresentou, mas ainda sim foi muito bem.

Letícia (80%) – Ah para, eu adorei a Megan. Toda delicada e com uma voz linda, tanto que até “perdoei” a harpa e aprovaria certo. Não entendi o motivo da rejeição geral da nação, porque ela trouxe uma apresentação bem consistente. Adoraria ver o que mais ela tinha para nos oferecer, pena que só Kesha concordou comigo.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”56″]

 

Essas foram as apresentações da segunda noite de audições de Rising Star. E vocês, o que acharam?

Avatar

Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.

No comments

Add yours