Riverdale – 1×12 – Anatomy of a Murder

Imagem: Riverdale Brasil
Imagem: CW/Divulgação

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

Quando o penúltimo episódio se inicia, começamos a vislumbrar uma luz no fim do túnel com uma conclusão esclarecedora (ou não). O grupo composto por Betty, Archie, Veronica, Jughead e agora Kevin continua sua investigação à parte, mas se surpreendem com a confissão de FP. O que ele esconde ou quem ele protege? Será que ele realmente é culpado?

Continua após a publicidade

As coisas ficam estranhas quando a família Cooper descobre que também são Blossom. Oi? O avô falecido era na verdade um Blossom e o sobrenome foi alterado para Cooper, após sua morte, ou seja, Polly e Jason eram parentes? Algumas coisas clareiam, após essa informação, uma vez que faz sentido o por quê de Hal, pai de Betty e Polly, querer o fim do relacionamento… Mas será que os Blossom também não queriam?

Continua após publicidade

Na verdade, o episódio realmente esquenta quando o grupo encontra a jaqueta de Jason e dentro dela um pen drive. O pen drive não apenas mostrava quem matou Jason, como surpreendentemente mostrava seu pai!

Finalmente chegamos ao fim do mistério de quem matou Jason Blossom. Mas mesmo tendo sido ameaçado para confessar, FP está longe de se livrar da prisão, devido aos tantos outros crimes que cometeu.

Continua após publicidade

E as bombas não param. Será que Hiram ser solto e voltar para casa será uma coisa boa?

Como Jughead narra no final do episódio, uma pergunta foi respondida: quem matou Jason Blossom, mas outra ainda paira no ar: qual o motivo?

E então mais uma surpresa: Clifford se enforcou! E mais mistérios surgem em Riverdale. Acho que 40 minutos serão pouco para o último episódio!