Robert Knepper, de Prison Break, é acusado de assédio por figurinista de Hollywood

Imagem: Fox

A semana em Hollywood começou turbulenta. Depois da acusação de estupro contra o ator de Gossip Girl, Ed Westwick, agora foi a vez do ator, Robert Knepper, conhecido por interpretar o vilão T-Bag, em Prison Break, ser denunciado por assédio sexual.

A acusação foi feita pela figurinista de longa data em Hollywood, Susan Bertram. Segundo ela, a situação de assédio aconteceu durante as gravações do filme de 1992, Sonhos Femininos, da diretora Allison Anders.

Em entrevista ao THR, Susan ressaltou que a decisão de expor surgiu em 2016, depois da publicação das fitas onde o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fala sobre seu tratamento com mulheres. “Eu meio que enterrei isso por muito tempo, até Trump aparecer com o seu ‘Pegue-as pelo buceta’. Quando isso aconteceu, eu comecei a cambalear“, disse. “As pessoas pensam que é uma piada, mas isso realmente aconteceu comigo“, ressaltou.

A figurinista contou que tinha 31 anos na época do suposto assédio, em 1991. Depois de um dia inteiro de gravações do filme, ela teria ido ao trailer de Robert para entregar algumas peças de roupas para o ator. Em certo momento, Susan teve que se inclinar para alcançar uma prateleira, quando de repente o ator partiu para cima dela e agarrou sua virilha “o mais forte que ele pode”. Nesse momento, ela teria derrubado tudo e Robert, empurrando-a contra a parede, teria dito “Eu vou te foder até estourar seus miolos”. Susan teria lutado contra ele, o empurrado e dito “Estou trabalhando, estou trabalhando!”.

Eu saí daquele trailer o mais rápido que pude. Eu simplesmente saí pela porta e cai de joelhos no chão sujo”, detalha Susan. Depois do ataque, Bertram se trancou em um banheiro, onde percebeu que sua calcinha havia sido rasgada e ela estava sangrando. “Eu me sentei e chorei por um tempo. Meu vestido estava rasgado, estava sujo. Fiquei sentada lá, me recompus e voltei ao trailer dos figurinos“, relembrou.

Segundo o relato, uma outra assistente, Dominique DuBois, teria testemunhado o suposto crime. “Ela me disse o que ele [Robert Knepper] a forçou a fazer. Ela estava muito chateada, muito abalada. Eu lembro disso“, confirmou DuBois. As duas relatam que não se sentiam seguras e nem protegidas para expor o caso. “Nós não tínhamos nenhuma proteção naquela época. Eu era jovem, era um dos meus primeiros empregos na indústria e eu estava muito longe de casa“, disse Bertram.

Susan, que recentemente trabalhou na sequência do filme Annabelle, indagou: “Mesmo que eu tivesse dito algo, o que eles iriam fazer? Queimar seu ator principal? Teria sido uma puta piada. Isso teria sido verdade até muito recentemente. Muito mudou nas últimas semanas“, disse referindo-se às inúmeras denúncias de assédio sexual contra atores, produtores, agentes e diretores da indústria do entretenimento.

Até o momento, o ator Robert Knepper não se pronunciou sobre as acusações.

Fonte: TheHollywoodReporter

Italo Marciel

Italo Marciel

Cearense, 28 anos. Jornalista especialista em Assessoria de Comunicação. Viciado em séries desde que se entende por gente e apaixonado por cinema. O cara que fica feliz em indicar uma boa série ou um bom filme para os amigos.

2 comments

Add yours

Post a new comment

!!taboola footer2