Grey’s Anatomy: Ellen Pompeo dirigirá episódio; tragédia e romances na reta final da temporada

Imagem: TV Line

Depois de anos trabalhando com excelência na frente das câmeras, Ellen Pompeo fará sua grande estreia como diretora de um episódio de Grey’s Anatomy, cuja exibição nos Estados Unidos deverá acontecer na quinta-feira, 30 de março.

A atriz conta, entretanto, que não foi algo fácil para ela. “Eu tenho trabalhado nessa série por treze temporadas, então eu não fiquei muito nervosa em relação as cenas, mas não quero soar arrogante,” disse Pompeo no painel da série na PaleyFest no último domingo (19). “Eu estava mais nervosa quanto aos aspectos técnicos… Eu tenho o melhor elenco do mundo para trabalhar.”.

Continua após a publicidade

Ellen também ressaltou o papel da sua mentora, Debbie Allen, que além de diretora e produtora de Grey’s Anatomy também interpreta a Dra. Catherine Avery no drama médico. “Essa força da natureza não aceita não como resposta,” disse Pompeo. “Serei eternamente grata pelo seu espírito de generosidade,” completou. Quanto a história do episódio, a atriz disse que – “mal poderia esperar para fazer todo mundo chorar.” [Spoilers – alguém morrerá].

Mesmo que o “afeto” que Nathan Riggs demonstra ter por Meredith Grey frustra alguns fãs de Grey’s Anatomy, Martin Henderson (que interpreta Riggs) pontua que – “Tem sido maravilhoso construir um personagem misterioso e, ao mesmo tempo, “polarizante”. É impossível ser um grande homem sem uma grande esposa ao seu lado.”.

Quanto aos relacionamentos da série, algumas mudanças estão por vir. Uma delas é a história de Maggie que deve mudar completamente. “Eu penso que grandes eventos na vida possibilitam que você mude sua perspectiva e reavalie o que é importante,” sinaliza Kelly McCreary. Já em relação ao novo romance entre Arizona e Eliza, Jessica Capshaw diz que “há uma luz e uma energia que realmente estão lá. Eu não tenho a menor ideia se ela é A escolhida, mas tem sido muito divertido explorar esse relacionamento.”.

Jesse Williams, por sua vez, espera que o roteiro possa explorar mais da história envolvendo o pai de Jackson, interpretado por Eric Roberts. “Eu acho que tem muito o que fazer ainda,” diz Jesse. “Nós plantamos muitas sementes nessa temporada e sobre essa, em particular, ainda há mais por vir,” sinaliza Debbie Allen. Quanta a dinâmica entre Jackson e sua ex-esposa, April, após os acontecimentos do último episódio, Sarah Drew diz que “há muito amor ali, muito respeito, eles se conhecem muito bem… Eles sempre serão “a pessoa” um do outro”.

Owen e Amelia não estão num bom momento, grande parte por causa do medo dele, porque ele está “desesperado para ter um bebê,” explica Kevin McKidd. “Owen está realmente lutando. Ele é um cara que se tortura muito. Ele pensa naquilo que vai lhe fazer bem é ter uma família com sua linda esposa,” completa.

Para finalizar, Debbie Allen sugere que a conclusão da temporada será “quente”.

Grey’s Anatomy continua com episódios inéditos, nos Estados Unidos, todas as quintas.

Fonte: TV Line

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours