Scandal – 5×07 – Even the Devil Deserves a Second Chance

scandal
Imagem: Banco de Séries

 

Continua após publicidade

Olivia Pope, o que fazer com você? Este episódio foi um misto de emoções no quesito amor e ódio a futura (?) primeira dama.

Continua após a publicidade

Antes de mais nada, gostaria de expor minha decepção com o sumiço da Mellie nesse episódio. Como assim ela não apareceu, e nem ao menos foi citada? Depois do samba que foi o final do episódio passado, deveriam ter dado sequência ao #TeamMellie com o Papa Pope.

Continua após publicidade

Olivia Pope Associados recebeu uma cliente que pediu a ajuda da firma para expor um escritor que recebeu um prêmio pelo seu trabalho, vida e obra voltado às mulheres. Voltado até demais ao assunto, já que ele foi acusado de estuprar várias alunas, e a esposa sabia dos abusos, e não falou nada com a justificativa de que ele ajudou e ajuda muita gente com seu trabalho. Olivia fazendo o que sabe fazer de melhor: Dando os melhores desfechos aos sex scandals que aparecem na OPA. Obrigada, Olivia, por não desistir, e servir como exemplo para tantas mulheres que ficam caladas diante dessa situação. Who run the world? Girls!

Gostei da Senhora Pope desse episódio, pois mostra quem está no comando. Se Cyrus não fosse tão cego pelo presidente, ele já teria percebido isso há muito tempo, pois o que estamos presenciando é: Olivia manda, Fitz obedece, e fim de papo. Ele tem o nome, mas ela é quem dá as ordens. Incrível como ele olha para ela para ver o que vai falar. E ela está errada? Claro que não. Está certíssima. Tem o salão oval para si, e nem é o nome dela que está na porta.

Continua após publicidade
scandal
Imagem: Banco de Séries

Só bastou um olhar para que Abby percebesse que a culpa da soltura do Eli, e da resolução do impeachment ter sido, sequencialmente direta e indiretamente culpa da Olivia. E Fitz não percebeu exatamente NADA de estranho a respeito do fim do processo contra ele? Sabendo que Liv é capaz de tudo para deixar ele no governo? O pior cego é aquele que não se enxerga, e nem quer ver. Who run the world? Olivia Pope. Deixa o Fitz pensar que é ele, deixa…

Abby sendo “infantil” roubando o livro da Liz, e saindo em passos apressados de volta para a Casa Branca foi o momento mais engraçado do episódio. Confesso que realmente desejo uma amizade das duas, pois elas são ótimas juntas destilando veneno uma na outra.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

E por falar em Liz: Como assim, David Rosen e Elizabeth Northman? Não! Nunca passou isso pela minha cabeça e achei forçada aquela situação. Liz, você não vale nada mas eu gosto de você, mas Susan Ross é uma fofa, e shippei os dois desde o episódio passado.

Deixei para falar do Jake por último, pois eu ainda estou absorvendo tudo o que ele falou para Olivia, e a cara dela de sofrimento (que esse episódio bateu o recorde na quantidade de vezes) com todas as coisas que ele jogou na cara dela. E dando o beijo nela no final só deixou claro uma coisa: #Olitz só existe por causa do poder que está entre eles. Será que se Jake pressionasse um pouco mais, ela cederia? Já que ela quer todos, mas também não quer ninguém? E certamente ele vai tentar descontar a raiva que ele está dela, no pai dela. Assim espero.

 

P.S: Esse episódio sobre condecorar alguém que logo depois foi acusado de estupro me fez lembrar do episódio de House of Cards, em que Claire Underwood conta sobre o estupro que ela sofreu no passado, e faz outras vítimas do mesmo homem também denunciá-lo.