Scandal – 5×15 – Pencils Down

Imagem: Banco de Series
Imagem: Banco de Series
Imagem: Banco de Series

 

Continua após publicidade

Apesar de ultimamente Scandal estar meio arrastado, esse episódio foi incrível! Nada melhor para movimentar as coisas que uma eleição, não? Dos três candidatos republicanos e dos dois candidatos democratas que conhecemos, difícil dizer quem tem mais ou menos chances. É realmente uma competição onde tudo pode acontecer!

Continua após a publicidade

Finalmente consigo enxergar a Olivia Pope que conhecemos. E a junção dela com Mellie foi a melhor ideia dos produtores nestes últimos anos. Engraçado ver, depois de tudo, as duas se tratando com um pequeno afeto, mesmo que seja minúsculo. Elas agora representam, mais que nunca, a sonoridade que percorre o mundo. Os caminhos das duas não levam mais a Fitz, mas sim uma a outra. E levam as duas à Casa Branca.

Continua após publicidade

Isso se conseguirem chegar lá, não é? Difícil domar uma candidata tão teimosa quanto Mellie, e Olivia está tendo um desafio que não teve com Fitz. Enquanto o ex-namorado ouvia tudo que ela dizia, a senadora Grant rebate cada vírgula de Olivia. Não que não acabe convencida no final. Aquele deslize enorme que deu pode ter sido uma bomba agora, mas já sabemos como tudo pode mudar em questão de segundos. E também já sabemos que podemos confiar em Liv para isso.

Enquanto as coisas correm nas eleições, Quinn fica responsável por ser a cabeça da perseguição a Jake. E claro que tudo volta para a eleição novamente. Já estou cansada desse mimimi e dessa disputa de “quem é o mestre” de Olivia e seu pai. Serio, já deu! Aliás, esse daí já era para ter morrido faz algum tempo. A filha tem tanto desprezo pelo pai, mas é a ele que a mulher recorre sempre que precisa de um conselho. Liv é tão parecida com ele que fica difícil não enxergar o lado obscuro da personagem, às vezes. A conversa dos dois foi incrível! E mesmo sendo pura falsidade do pai, o que ele disse tinha razão.

Continua após publicidade

O ponto positivo da descoberta da próxima armação dos ex-Comandos foi a cena de vingança de Liv com Jake. A RP imitou direitinho o papel ridículo que o ex-namorado fez com ela e, dessa vez, quem se deu mal foi ele. Eu realmente não entendo quem gosta do Jake. Sei que o Fitz é um banana, mas pelo menos é mais autêntico que o protegido de Eli. Afinal, Jake não passa de uma marionete do Papa Pope. E uma bem irritante e arrogante.

A cena de Olivia com o Edison me deu dor no coração por ver o quanto as pessoas podem mudar por mágoa e ganância. Sei que Liv machucou os sentimentos do ex noivo, mas aceitar a ajuda do ser mais maligno do mundo é um pouco de exagero. Eli Pope consegue quase tudo que quer, de alguma forma, e acredito que agora o senador seja o maior concorrente de Mellie. O que ele não pensou é que, ao recepcioná-la daquela forma, Olivia não iria mais ter aquela gratidão pela ajuda que recebeu do ex. Ali, ela teve o seu aval para voltar a ser o Robin Hood que Eli falou. Edison virou o bandido, e lá foi Liv ajudar o povo.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

Correndo por fora, Cyrus continua sendo Cyrus, seja lá onde for, mas agora está vendo que, fora do grupo de Fitz, ele não tem moral. Principalmente com um concorrente como Alex. Vamos combinar que quem deveria estar na disputa era ele, ? Carismático, bonito, inteligente e sem escrúpulos. Não vai ser difícil achar um podre desse homem. Daqui há pouco veremos Cyrus se transformar no monstro que sempre foi novamente, após chantagear o irmão de seu candidato de alguma maneira horripilante.

Por fim, esse triângulo amoroso de Susan-David-Liz já estava tedioso mesmo. Aliás, estava previsível também. Era óbvio que David iria acabar se envolvendo com a vice presidente e dando um pé na bunda da loira. Claro que isso iria acontecer quando Susan descobrisse. O que ela ainda não sabe é que o caso de David era justamente com a sua chefe de gabinete. E se, ao saber da traição, a vice presidente já se desestabilizou, imagina quando descobrir este pequeno detalhe. Vai ficar complicado para o lado deles…

Aliás, isso me faz perguntar se não é exatamente esse fato que Olivia pegou na sua troca de “podres” eleitorais. E se for, será que ela terá coragem de usar? Será que ela usará um homem para atingir uma mulher de forma tão baixa? Bom… Veremos no próximo episódio, que eu já estou loucamente ansiosa!