Scandal – 5×17 – Thwack!

scandal1
Imagem: Banco de Séries

 

Continua após publicidade

Choque não chega nem perto de resumir esse episódio de Scandal. Olivia virou uma Pope. De  verdade.

Continua após a publicidade

Visto que a série vem andando um pouco devagar quase parando, assisti despretensiosa, e levei na cara. Primeiramente, Andrew, voltou do mundo dos esquecidos só para fazer o mal e dar sinal de que está vivo e se curando. Coisa que eu não sabia que era possível depois do que o Huck fez com ele, mas enfim…

Continua após publicidade

Após todo esse tempo sumido devido ao derrame que ele teve que foi causado pelo Huck (caso alguém tenha esquecido), ele voltou para contar para ex peguete do Fitz, que também é repórter, que ele armou uma guerra para salvar Olivia Pope do sequestro, que o próprio Andrew estava envolvido, mas claro que ele não colocou o nome dele na história.

Todos estão ligados diretamente ou indiretamente com o caso. Abby, para tentar salvar o legado de Fitz, Olivia para não deixar o affair de Mellie com Andrew ser exposto, o próprio sequestro, e as consequências, e Elizabeth que estava também envolvida com o Andrew, o que leva a Susan ser pega nesse fogo cruzado.

Continua após publicidade
scandal2
Imagem: Banco de Séries

Elizabeth contrata mais uma vez Huck para dar um jeito no Andrew, mas ao invés disso, Huck leva ele para a sala secreta da Casa Branca, e lá Olivia oferece dinheiro para ele, que aceita, mas depois volta atrás e fica de gracinha com a cara dela.

Nesse meio-tempo, Abby toma uma atitude (que diga-se de passagem: a coisa mais estúpida que ela já poderia ter pensado na vida), que é: Jogar Mellie Grant na frente do ônibus e comprar uma briga muito grande com Olivia. Certo, ela pensou no Fitz quando o fez, e quando Olivia falou: “Você pode voltar a trabalhar comigo” também me deu raiva. Mas além de fazer um acordo com Andrew, ainda revogar o direito da Olivia entrar na Casa Branca, e ainda se achar por cima da carne seca dando lição de moral? Eu amo (ou amava?) a relação delas duas, mas depois dessa, Abby realmente pediu para levar na cara.

Quando Olivia entra na sala secreta da Casa Branca com a ajuda do Jake, nunca imaginei o que estava por vir. O cinismo que o Andrew estava tratando a situação, os flashbacks do tempo que ela esteve no cativeiro por conta única e exclusivamente dele, e também como Olivia Pope nunca perde, fez-me ficar angustiada, e BAM!!! Olivia Pope perde o autocontrole, e é cadeirada para todo canto na cara dele.

Achei a cena forte? Achei. Fiquei chocada? Fiquei, mas tento não julgar pois cada um sabe o que consegue aguentar, não é mesmo? Mas que foi uma cena inesperada e bem feita foi sim. E nada paga a cara da Abby quando viu toda a situação, e Olivia falando para ela o que fazer, e basicamente soltando um: Te vira, você tem uma hora para resolver.

NEVER. CROSS ME. AGAIN.

Espero que tenha entendido o recado, Abby Wheler. Agora rezar pra essa morte não ter um efeito negativo na Olivia e todo aquele drama volte.

Susan Ross não apareceu nesse episódio, e pela primeira vez eu agradeci por isso. Pelo menos ela ficou longe dessa treta toda que aconteceu.

OBS.: Um agradecimento especial:  Jake, obrigada por emprestar o seu cartão do ponto para Olivia poder encenar a cena que levarei um bom tempo para esquecer.