Scandal – 5×20 – Trump Card

scandal1
Imagem: Banco de Séries

 

Continua após publicidade

Um pouco de tratamento psicológico com o psiquiatra da Mellie cairia bem após assistir a esse episódio. Scandal mostrou essa semana que pode sobreviver sem aqueles dramas aleatórios e que ninguém se importa, e que também pode mostrar o que muitos pensam, mas não são capazes de falar.

Continua após a publicidade

Primeiramente, o nome do episódio que foi digamos “um pouco” dúbio e uma crítica direta, já que o Doyle é a versão “Hollwoodiana” do Donald Trump. A parte maravilhosa a respeito disso é que o Doyle (diferentemente da vida real, infelizmente) caiu e saiu da disputa a presidência. UFA! Menos um drama e menos raiva para passar assistindo a série. Fica a dica de como derrubar o Trump, Hillary e Bernie.

Continua após publicidade

O Trump Card do episódio foi literalmente jogar na roda os podres das candidatas (Mellie e Susan) e ver qual estava mais suja para sair da campanha presidencial. E com isso, graças à Abby, que escondeu o “real trunfo” para tirar Mellie da disputa, Susan saiu da campanha. O segredo não era exatamente sobre a Mellie, e sim da Olivia, que tinha realizado um aborto no dia daquele jantar fancy na Casa Branca, e na mesma noite, saiu de lá e voltou para o apartamento dela.

scandal2
Imagem: Banco de Séries

Foi legal da parte da Abby se preocupar com a Olivia sobre esse assunto, que ainda é muito discutido em todo o mundo, e principalmente porque ninguém da sala sabia, principalmente o Fitz. Imagina a torta de climão que seria a situação? Não, está tudo quase começando a dar certo, isso só geraria um desconforto enorme, e muito mimimi #Olitz. Obrigada, Abby. Mas por outro lado, fiquei triste por Susan ter saído da disputa, pois essa personalidade dela cativou muita gente.

Continua após publicidade

Ainda falando sobre o “trunfo” da Abby, Como que o Papa Pope sabe de tudo a respeito de todos? Não é possível isso! Mas Olivia falando que não tem vergonha do que fez foi uma tapa na cara da sociedade que trata o aborto como um assunto abominável. Palmas, Livinha!

“God, I know that! I know I’m amazing. I’m witty and cute and funny and smarter than you. I’m incredible, David! I’m going to change the damn world, which is why this is over. I know, but you don’t. I can’t be with someone who doesn’t believe me whether I’m the president of the United States or some substitute teacher in suburbia somewhere. I believe in myself and I need to be with someone who feels the same way.” ROSS, Susan.

Manda mais palavras de empoderamento feminino que está pouco, Shonda Rhimes! É nessas horas que eu lembro o porque de amar tanto essa sádica psíquica e tudo o que ela faz. Susan, sempre te amei, agora mais ainda. David pisou muito na bola ao não pensar que ela era capaz de fazer as coisas sozinha.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

Mas mudando de assunto, vamos para o lado democrata da moeda: Jake Ballard se tornando VP, pode? Ele tem que resolver o que quer da vida, isso sim. Edison é um cara bom, mas se deixou levar pela ilusão de alcançar a Casa Branca. Olivia abriu o olho dele várias vezes, mas ele só percebeu agora com esse lance do VP. Tudo o que ele falou para as câmeras é o que os “anti-Trump” pensam, mas não tem coragem de expressar.

Vargas aparece 3 segundos em cada episódio, será que isso quer dizer algo? Não estão dando muito espaço para ele porque ele vai chegar sambando logo de cara? Vamos acompanhar essa corrida presidencial que já está chegando na etapa final.

#Mellie2016