Scream – 2×08 – Village Of The Damned

Imagem: Banco de Séries

Imagem: Banco de Séries

A cidade de Lakewood fez aniversário nesse último episódio de Scream, atingindo a marca de 100 anos de muitos mistérios. O foco aqui foi justamente as comemorações da data que, apesar dos massacres voltarem a acontecer, e agora de forma mais silenciosa, tem que comemorar né?

O assassino continua me surpreendendo a cada semana que passa, por conta de sua criatividade. Diferente de quaisquer outros psicopatas da franquia, seja no cinema ou na TV, esse ou essa age pro lado muito mais psicológico, com joguinhos, do que o tradicional método de ligar ameaçando, perseguindo e por último metendo a faca nas vísceras da vítima. A tortura com Audrey está cada vez mais surpreendente, o que foi aquelas ameças no quarto da garota, escritas a sangue? E afinal também, de quem era?

Continua após a publicidade

Foi descoberto também mais um pouco sobre o passado de Eli, e a certeza absoluto que ele não é flor que se cheire. Até aí nenhuma novidade, mas apesar de tais revelações sobre seus problemas do passado, eu descarto agora o personagem da lista de possíveis suspeitos. O rapaz é o típico jovem norte americano babaca e transtornado, que gosta de causar balburdia por onde passa, nada mais além disso. É claro que isso já se tornou motivo para Emma ficar com um pé atrás, digamos que isso foi bem previsível também.

Imagem: Banco de Séries

Imagem: Banco de Séries

Se na semana passada colocaram Zoe com algumas atitudes nada confiantes, dessa vez ela voltou a ser aquela personagem que cativou o público. Sua amizade com Brooke, na minha opinião, vem sendo um dos pontos altos dessa temporada. Quero shippar as duas, mas também shippo a loira com Audrey, pois a cada dia que passa elas estão mais unidas também, como lidar? Só sei que gostei da patricinha ajudando sua nova amiga a vencer o concurso de comemoração da cidade.

Stavo finalmente voltou, e já se tornou bem nítido o conflito entre ele e seu pai. É claro que isso foi fio condutor para percebermos que há muito ainda a ser explorado sobre o garoto, que tal obsessão dele por assuntos que envolvam psicopatas não é algo em vão. Esse plot foi pequeno, porém o suficiente para deixar uma ótima ponta a ser explorada nos próximos episódios. Já no aguardo!

Na minha opinião o tempo em cena da festa de Lakewood foi menor do que eu esperava, mas o suficiente para render ótimos momentos. Teve grandes momentos, é claro, como treta entre Kieran e Eli, além do shipp moment entre Noah e Zoe. Pra mim o discurso da Brooke foi o ápice de tudo, ela simplesmente sambou na cara de cada um ali presente, revelando alguns podres da cidade. Não sei nem o que dizer mais sobre isso, apenas que aplaudi minha loira preferida de pé, e muito merecidamente.

Os momentos finais ficaram marcados pelo jogo de perseguição entre Emma e o ghostface, e sinceramente eu esperava muito mais. É claro que amei a hora que a garota sacou uma arma para atirar no assassino, aliás cada vez mais a minha birra com ela vem se diluindo, pois a jovem está descontrolada, surtada, e totalmente badass, fatores esses o suficiente para não descartar que seja uma das assassinas. Só que a cena que a “máscara” é tirada e está Kieran “rendido” não me convenceu, foi clichê demais. Pode ter sido para nos confundir ainda mais? Com toda a certeza, mas é de ficarmos mais atentos com o rapaz a partir de agora. O tal segredo revelado a Emma com certeza não é aquilo de ter causado a morte da mãe, e sim algo mais além. E se Piper tivesse sido filha adotiva de seu padrasto? Uma boa teoria, não acham.

O episódio se encerrou com dois ótimos plot twists, em que o primeiro é a identificação do corpo de Branson (grazadeus), e quando Audrey finalmente esteve pronta para contar toda verdade a Emma, a protagonista meio que já descobriu tudo. E agora? Já estou ansioso para semana que vem!

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=bJdUEXT2btc[/youtube]

Tags Scream
Eduardo Nogueira

Eduardo Nogueira

Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!

No comments

Add yours