#SDCC: Painéis de Vikings, The 100, Falling Skies, e mais

12Monkey-100-mais-Comic-Con

Continua após publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após publicidade

Foi um dia cheio de painéis e novidades, mas ainda tem muitas outras atrações que passaram por San Diego e deixaram sua marca nos fãs que passaram por lá. Além Scream, The Originals, Game of Thrones, The Walking Dead e outras, nossos colaboradores reuniram um apunhado geral de outras séries que participaram do evento nesta sexta-feira. Confere só:

Vikings

Continua após publicidade

A energia do painel de Vikings foi muito boa! Até os atores falaram isso. Algumas revelações legais ocorreram: Ragnar sentirá falta de Athelstan mas mesmo assim voltará sem medo da morte para a nova temporada. Além disso, ele encontrará um novo interesse amoroso – de uma forma inesperada – nessa temporada e enfrentará problemas em confiar nas pessoas depois dos acontecimentos da terceira temporada. E curioso como sempre ele vai procurar respostas sobre a morte, pois ele fica intrigado com isso. Rollo também ficará com constante saudade de Siggy. King Ecbert vai continuar sua estrada rumo ao trono, ele quer mandar em todo mundo.

Katheryn Winnick (Lagertha) disse que adora lutar, ama as cenas de luta. E completou que uma Shield Maiden também consegue ser sexy, engraçada e inteligente. E que ela é assim mandona na vida real. Falando das gravações ela diz que as vezes tem que regravar cenas pois algumas cabras e bodes ficam gritando ao fundo.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

Vikings comic conTravis Fimmel afirma que Ragnar é seu melhor personagem até agora, o mais divertido de fazer. The Seer (bonequinho na mão de Clive) falou que se os fãs soubessem o que está por vir na quarta temporada todos estariam dançando pelados no corredor. Clive Standen (Rollo) diz que sua cena preferida foi aquela onde caiu da torre durante o ataque a Paris.

Perguntaram a eles se os Vikings vão continuar a invadir a Europa e conquistar novas terras. Responderam que sim, “pois essa é uma jornada não só de Ragnar mas também dos filhos dele”. Michael Hirst também solta o spoiler de que veremos um Deus na quarta temporada. Eles tem um historiador do set para manter tudo o mais fiel possível ao que se conhece daquele povo naquele tempo. Talvez tenhamos um salto no tempo agora.

Travis é muito simpático, e saiu do palco e do protocolo para abraçar fã! Alexander Ludwig também fez graça no começo puxando a cadeira de Travis antes dele sentar. No final, buzinas tocando e muita gritaria que dava de se ouvir nos corredores. Pediram para os atores tirarem a camisa mas não rolou. Clive ainda se despediu tirando uma selfie com a galera. E aqui a History lança o trailer da quarta temporada, muito bom o painel, os fãs ficaram extasiados com o carisma do elenco!

Deem uma olhada que maravilha o que está por vir

“WHO IS OUR KING? – RAGNAR! RAGNAR!!”

 

iZombie

Os zumbis estarão em perigo na segunda temporada de iZombie. No season finale, Liv (Rose McIver) desistiu de sua chance de tomar a cura, dando metade para Major (Robert Buckley) e a outra metade para seu inimigo Blaine (David Anders), que ameaçou um apocalipse zumbi se ele não estivesse por perto para manter os mortos-vivos alimentadps. Mas essa não é a única ameaça que está por vir.

Vaughn, chefão nefasto de Max Rager (Steven Weber) vai cumprir sua promessa de cuidar dos zumbis antes do lançamento do Super Max. “Os zumbis na ofensiva na primeira temporada irão para a defensiva,” apontou o produtor executivo Rob Thomas. Segundo ele, isso irá aproximar Blaine e Liv.

Blaine pode realmente ser o único amigo de Liv quando a série retorna, especialmente depois dela dizer a sua mãe para não doar sangue para o seu irmão depois da explosão no Meat Cute. “Todo mundo odeia Liv neste momento”, disse Thomas. “À medida que começar a segunda temporada, Major ainda não está bem sobre o fato de que Liv não deixá-lo entrar em seu segredo zumbi.” Mas o boa notícia é Ally Michalka estará de volta na nova temporada.

 

Falling Skies

O elenco de Falling Skies fez sua última reunião com o público hoje na Comic Con. O produtor Olatunde Osunsanmi, produtor e ator Noah Wyle juntamente com os colegas de elenco Moon Bloodgood, Colin Cunningham, Drew Roy, Sarah Carter, Conner Jessup, e Doug Jones levaram através de algumas memórias favoritas da série TNT e ofereceram algumas novidades da última temporada, que estreou no dia 28 de junho.

O grupo divulgou clipes dos próximos episódios, um dos quais exibiu os sobreviventes da invasão alienígena que tenta entrar na mente de um Skittler em preparação para a batalha épica final com os extraterrestres. Tom Mason (Wyle) tortura o invasor para obter informações sobre o próximo ataque. “Tom tornou-se mais agressivo em sua estratégia e muito mais frio em seu pensamento,” apontou Wyle. Outro personagem que se transforma é Anne (Bloodgood), que se tornou uma guerreira mais agressivo e mais determinada “a lutar pela sua humanidade.”

falling skies comic conComo sendo a última temporada, o grupo garantiu aos fãs que eles iriam receber uma conclusão adequada para histórias da série, incluindo o triângulo amoroso de Maggie e os irmãos Hal e Ben (Carter, Roy e Jessup). “Ela tem que tomar uma grande decisão que muda sua vida”, disse Carter. Bem como uma resolução da rixa entre Mason e Pope (Cunningham). “Eles tiveram alguns atritos, mas que sempre foi parado em um momento decisivo final. Esta temporada sendo o último, nós nãos vamos parar”.

Wyle, que faz sua estreia na direção no episódio 8, lamentou ter que se despedir do elenco e da equipe. “A única coisa que você tira são as amizades e as memórias de estar na trincheira juntos”, disse ele. Jessup adicionou, “o que eu tiro do show é, literalmente, as relações que tenho com essas pessoas.”

Esta quinta e última temporada, que está sendo descrito como “o apocalipse em crystal meth“, e ninguém está verdadeiramente seguro. “Eu não posso quem chega até o final”, adiantou Jessup. Mas os fãs podem esperar cenas intensas mais emocionais e aspectos desagradáveis da humanidade, quando confrontado com circunstâncias atenuantes.

 

Colony

O produtor executivo Carlton Cuse se juntou a quatro estrelas do seu novo show Colony: Carl Weathers, Kathleen Rose Perkins, Paul Guilfoyle e Kathy Baker. Cuse tentou manter tanto quanto podia em segredo durante o painel, no entanto, os primeiros 11 minutos do piloto mostrou uma reação variada.

Em Colony, Los Angeles tem sido ocupado por uma “força de invasão misteriosa”. Cuse não contou se eram aliens ou, como ele brincou, os canadenses. Alguns dos personagens na série escolhem colaborar com as autoridades e se beneficiam da nova ordem, enquanto outros se rebelam e sofrem as consequências.

Ryan Condal revelou que esta temporada é sobre uma família dilacerada pela tensão da força de ocupação… e a força de resistência. Cuse explicou que sua inspiração para o show resultou de fotos “da ocupação nazista. Havia pessoas sentadas bebendo cafés espressos quando as tropas nazistas marcharam. Havia uma incongruência. Fiquei fascinado com o que poderíamos fazer em um ambiente contemporâneo”.

Cuse explicou que o personagem de Holloway é um agente do FBI que foi anteriormente disfarçado durante a chegada. O personagem de Peter Jacobson o propõe no governo, o que coloca o personagem de Holloway e sua família em uma situação estabilizada. Esperamos que Holloway não dê azar mais uma vez!

A atração estreia nesta fall season, na USA Network.

 

Minority Report

Depois revelar os primeiros 20 minutos da nova atração Minority Report – que foi fortemente aplaudido -, o produtor executivo Kevin Falls rapidamente adiantou que a aparição de Tom Cruise é “algo que pode ou não pode acontecer.” No entanto, rumores apontam que a aparição da estrela do filme em que a série é inspirada seria apenas um desejo.

Com base na adaptação no filme de Steven Spielberg de 2002, Minority Report se passa em 2065, dez anos após o filme em que Cruise interpretou John Anderton, que está enquadrado no sistema de previsão de pré-crime. A série oferece um novo elenco de personagens, exceto por Wally (Daniel London), que cuidou do psicológico dos Pré-Cogs, e da Pre-Cog Agatha (interpretado no filme por Samantha Morton e retratada na série por Laura Regan).

Os produtores garantiram que Spielberg está acompanhando tudo de perto, “envolvido em um processo diário em todos os aspectos. Ele trabalhou em histórias, arcos, lançando cenografias e efeitos visuais”.

“No final do filme, descobrimos que a infra-estrutura da polícia entrou em colapso e os Pré-Cogs entrar em proteção. Essa é a última do filme. O show é sobre o que acontece a seguir a estas pessoas”, apontou Max Borenstein.

Um dos pré-Cogs, Dash (Stark Sands) – que também é irmão adotivo de Agatha – opta por ter uma vida própria. Ele é assombrado por visões do futuro, mas com a ajuda da detetive Laura (Meagan Good), aprende a ficar em sincronia com o seu dom. Mark Mylod dirigiu o piloto com roteiro de Borenstein.

Wilmer Valderrama, que interpreta o policial Will Blake, revelou um detalhe subplot durante o painel: Ele tem uma história romântica com Laura. As coisas foram interrompidas entre eles, quando ele ficou com uma promoção que Laura acredita que ela merecia.

A série ainda conta com Nick Zano, no papel do pre-cog Arthur. Minority Report estreia nesta fall season, na Fox.

 

The 100

Na esteira da aniquilação de Clarke na Montanha Weather e, em seguida, basicamente, abandonando seu povo, The 100 vai começar a terceira temporada com um salto no tempo.

“Nós vamos ter o nosso primeiro salto tempo entre temporadas,” disse Jason Rothenberg aos fãs na Comic-Con. “Nós começar alguns meses depois de Clarke ser banida de seu povo.”

The 100 Comic ConNo final da temporada, Clarke foi forçado a matar homens, mulheres e crianças dentro da Montanha Weather em uma tentativa de salvar seu povo e, mesmo assim, o Grounders abandonou eles em um negócio cruel com os homens da montanha para ter suas próprias pessoas de volta. Quem precisa de sangue quando as de Grounder na medula óssea de Pessoas do céu é como o ouro?

Mas os sacrifícios que ela fez, incluindo a morte misericordiosa de Finn (Thomas McDonnell), foram demais para suportar, por isso, Clarke se despediu de seu povo e caminhou para dentro da floresta. “O que ela fez no final da temporada foi tão grande e traumático”, disse Taylor. “Ela está fugindo, que é muito incomum pra ela. Quando voltarmos, ela vai estar um pouco perdida… Ela não está lidando com isso muito bem “.

Em sua ausência, Bellamy (Bob Morley) será “forçado a demitir-se de sua posição para cuidar dos 44 sozinho”, diz Morley. “Clarke deixou-o lá para fazer isso, então eu assumo que ele vai fazer o que Clarke não faria e se tornar o líder.” Isso, é claro, coloca um freio sobre qualquer potencial romance entre Clarke e Bellamy. “Eles eram uma boa equipe, mas romanticamente não tanto”, disse Morley. “Clarke deu a Bellamy a confiança para tomar decisões e para confiar nele. Ele não confia em si mesmo para ser capaz de fazer isso sem ela.”

“Eu não acho que estou pensando em alguém neste momento”, acrescentou Taylor. E isso inclui Lexa (Alycia Debnam-Carey), que irá retornar na terceira temporada. “Quando eles se reúnem pela primeira vez, haverá fogos de artifício de uma forma que nunca vimos antes, porque Clarke está chateada”, Rothenberg disse, acrescentando que o show irá mais fundo no mundo do Grounder e na mitologia. “Há uma grande quantidade de sangue ruim em certos níveis, mas quando voltar, a guerra não começou e a tensão foi ligeiramente lançada, mas isso não vai durar por muito tempo.”

Falando nisso, Octavia (Marie Avgeropoulos) enfrenta uma batalha difícil no retorno o Acampamento Jaha depois de ser abandonado pelos Grounders. “Octavia não se enquadra muito bem em qualquer lugar ficando por baixo”, disse Avgeropoulos. “Através de Lincoln [Ricky Whittle], ela realmente encontrou seu lugar dentro do mundo com o Grounders e eles realmente despertaram o guerreiro nela. Acho que ela vai ter um tempo difícil voltar para [Acampamento Jaha] e ter algum ressentimento em relação a eles.”

Todos no Acampamento Jaha lideram com transtornos de estresse, mas Raven (Lindsey Morgan) está realmente na “pior situação”. “Emocionalmente, ela está realmente vivendo sua vida sem o Finn e vive com essa dor. Há alguém novo em sua vida e isso é um novo obstáculo para ela. Ela mudou e ela está tentando reconstruir a si mesma peça por peça”.

Em outro lugar na terra, o novo enredo com Jaha (Isaiah Washington) descobrindo a mansão e o misterioso AI, que parece ter objetivos nefastos, irá desempenhar um grande papel na terceira temporada. “A história do [AI] realmente nos coloca em uma nova direção com muito mais ficção científica”, disse Rothenberg. “Começamos o show como um verdadeiro show sci-fi no espaço. Obviamente, nós perdemos isso e eu realmente perdi isso. Isso nos permite voltar para a ficção científica”.

The 100 retorna na midseason, na The CW.