“Se você não é a solução, é parte do problema”, diz ator de Arrow sobre assédio de produtor

Imagem: CW/Divulgação

Depois de Melissa Benoist ter declarado apoio às vítimas de assédio sexual do showrunner e produtor Andrew Kreisberg, Stephen Amell quebrou o silêncio na última segunda-feira (13) e falou sobre o caso. As informações são da TV Line.

Durante um “ao vivo” na sua página do Facebook, Amell disse – “Eu não tenho o menor interesse em falar sobre uma investigação ainda em andamento, mas se você não sabe o sobre o que eu estou falando, eu tenho certeza que você consegue entender – além do que a WB está conduzindo uma investigação sobre pelo menos uma alegação de uma das produtoras da nossa série, e se eles precisarem de ajuda pelo caminho, ele vão encontrar“.

Eu pensei que seria apropriado antes de falar com vocês, ou de falar publicamente, em discutir como nosso elenco e equipe, atitude que eu tomei nesta manhã,” continuou. “Eu certamente não consigo pontuar de uma maneira eloquente ou sucinta da mesma maneira que Emily [Bett Rickards], Melissa [Benoist] e Caity Lotz fizeram. Eu me coloco apoiando completamente tudo que elas disseram“.

Continua após a publicidade

A maior força delas e também a nossa e a capacidade de trabalharmos como uma equipe. Eu penso que nós podemos fazer isso porque nós promovemos e encorajamos um ambiente seguro e avançado no local de trabalho. Eu disse pra eles nesta manhã, e repito pra vocês agora – e eu falo sério – se alguém não se sentir 100% seguro e se sente que não pode se expressar para ser quem são, eles devem procurar qualquer pessoa de nível superior, e eu vou apoia-las em qualquer momento. Eu falarei em nome delas se necessário“.

Amell concluiu o vídeo declarando que “em situação como essa, se você não participou ativamente da solução, então você é parte do problema. Ponto. É isso. Nós vamos fazer o melhor para tornar o local de trabalho seguro. Nós vamos continuar fazendo isso. Novamente, eu repito o que os meus amigos e colegas de trabalho, Emily Bett Rickards, Caity Lotz, Melissa Benoist e todo seu coro, para pedir por um ambiente de trabalho melhor, mais justo e mais seguro“.

Suspenso desde a última sexta-feira (10) pela Warner Bros. TV, Kreisberg, que servia como co-showrunner de Supergirl The Flash, mas também desempenhava as funções de produtor executivo em Arrow e Legends of Tomorrow, foi mais um nome no mar de acusações de assédio sexual que Hollywood vem enfrentando desde quando Harvey Weinstein foi exposto pelo The New York Times.

Kreisberg é investigado por inúmeras alegações de assédio sexual endêmico e contatos físicos impróprios.

Tags ArrowCW
Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours