Sequestro em Cleveland: como Ariel Castro morreu?

Tudo sobre a morte de Ariel Castro, do documentário da Netflix.

Ariel Castro Sequestro em Cleveland

A Netflix trouxe ao Brasil os sequ*stros de Ariel Castro através da produção Sequestro em Cleveland. Na história real, uma jovem de 21 anos e outras duas menores sofreram sequ*stro e ficaram presas em cativeiro por quase 10 anos.

Continua após publicidade

Os detalhes de como ele as ab*sou e do trauma que ele as causou geram um pesadelo. Até mesmo para aqueles que apenas ouvem sobre isso. Seu agressor, Ariel Castro, foi considerado pelo público como um “monstro” pela dor, brutalidade e sofrimento que infligiu às suas vítimas.

Como as acusações contra ele eram de centenas, com três sobreviventes vivos para atestar, o júri não achou difícil sentenciá-lo. Ele mesmo posteriormente se declarou culpado de 937 acusações de est*pro, sequ*stro, bem como ass*ssinato. Desta forma, ele pegou uma condenação de prisão perpétua com mais 1000 anos de prisão sem liberdade condicional. Mas o que aconteceu com Ariel Castro?

Continua após publicidade
Ariel Castro Sequestro em Cleveland
Imagem: Divulgação.

O que aconteceu com Ariel Castro?

Após sua prisão, no mesmo dia em que sua sobrevivente fugiu, ele apareceu pela primeira vez no tribunal em 9 de maio de 2013, onde foi fixada uma fiança de US$ 2 milhões.

Na época, portanto, as acusações contra ele incluíam sequ*stro e hom*cídio qualificado. Dessa forma, as acusações de hom*cídio surgiram pelos abortos que ele forçou em Michelle Knight sofrer por cinco vezes, supostamente usando objetos, pulando em seu estômago, etc. Em 14 de maio, seus advogados afirmaram que ele não se declararia culpado, se fosse indiciado por todos as acusações de sequ*stro e est*pro.

Leia também: Sequestro em Cleveland na Netflix, a história real de Ariel Castro

Então, em junho do mesmo ano, um grande júri do Condado de Cuyahoga devolveu uma acusação com mais de 300 acusações, abrangendo de 2002 a 2007. De qualquer forma, em pouco tempo, ele se declarou culpado de várias acusações.

Continua após publicidade

Antes de sua sentença, ele falou sobre ser viciado em masturbação e pornografia. Além disso, ele afirmou que não havia torturado nenhuma mulher e que todo contato sexual era consensual. Ele também culpou o FBI por não pegá-lo. Castro então disse: “Finalmente gostaria de pedir desculpas às vítimas. Amanda Berry, Gina DeJesus e Michelle Knight. Eu realmente sinto muito pelo que aconteceu. Não sei porque… Eu tinha um emprego, uma casa, meus veículos, meu talento musical. Eu tinha tudo acontecendo para mim, Meritíssimo.”.

Imagem: Divulgação.

A morte de Ariel Castro de Sequestro em Cleveland

Cerca de um mês depois de ser condenado à prisão, encontraram a figura real de Sequestro em Cleveland enforcado em sua cela de detenção, em 3 de setembro de 2013.

Embora os funcionários da prisão tenham tentado reanimá-lo, não adiantou. Uma vez que o levaram para o hospital, o declararam morto. No dia seguinte, o relatório da autópsia afirmou que a causa de sua morte foi su*cídio por enforcamento.

Continua após publicidade

No entanto, em outubro de 2013, o Departamento de Reabilitação e Correção de Ohio afirmou que ele poderia ter morrido de asfixia autoerótica. De acordo com o que um relatório declarou, “Suas calças e cuecas estavam até os tornozelos”. Ele tinha 53 anos quando morreu.

No entanto, o legista Jan Gorniak, que realizou a autópsia, disse: “Eu mesmo fiz a autópsia. Eu vi a ligadura. Eu vi as fotos do celular. Foi su*cídio”. Um relatório em dezembro do mesmo ano apontou que todas as evidências também indicavam um su*cídio.

Segundo relatos, Castro tinha um conjunto de fotos de família e uma Bíblia em sua cela. Além disso, os detentos alegaram ter ouvido falar que dois guardas tinham assediado Castro, que após uma investigação foram colocados em licença administrativa. Assim, sua morte postulou várias teorias, mas foi oficialmente a causa é su*cídio.

Enfim, Sequestro em Cleveland já está disponível na Netflix.

Criador do Mix de Séries, atua hoje como redator e editor chefe do portal. Especialista em SEO e construção de textos para internet, também atua como webwriter com foco em textos para o Google. Autor na internet desde 2011, passou pelos portais TeleSéries e Box de Séries. Fã de carteirinha de Friends, ER e One Tree Hill, é aficionado pelo mundo dos seriados. Também é fã de procedurais, sabendo tudo sobre o universo das séries Chicago, Grey's Anatomy, e séries de sucesso como La Casa de Papel e Lucifer. Também é fã da DC Comics, e acompanha produções inspiradas em personagens da editora, como Titans e até o mais recente produto da editora, Sweet Tooth.