Shada: A aventura perdida de Doctor Who

Doctor Who 4

Continua após publicidade

 

Continua após a publicidade

A convergência entre as mídias tem feito muito bem às produções, sejam elas televisivas ou cinematográficas. Já falamos aqui de séries adaptadas dos livros, de novelizações feitas do roteiro original e até mesmo sobre produtos que só existiam dentro da ficção, até virarem de fato objeto presente nas prateleiras. Dessa vez a coluna Da Estante Para a TV fala de um roteiro que não viu a luz do dia em sua totalidade na TV, mas veio ao mundo por meio da literatura.

Continua após publicidade

Lançado em fevereiro deste ano pela editora Suma das Letras, “Shada” foi escrito por Gareth Roberts, que ficou conhecido nos anos 1990 por escrever romances e contos inspirados nas histórias de Doctor Who. Gareth ainda escreveu alguns episódios da versão contemporânea da série, como “The Shakespeare Code” (S03E02) e “Closing Time” (S06E12).

Doctor WhoO livro é inspirado no arco de seis partes criado por Douglas Adams – sim, o autor da fantástica série “O Guia do Mochileiro das Galáxias” – que serviria para concluir a 17ª temporada se não tivesse as gravações interrompidas pela greve que afetou a BBC na época. Doze anos depois, a história foi lançada com a narração do quarto doutor, interpretado na série por Tom Baker, completando a história. O arco de episódios foi readaptado posteriormente em uma espécie de áudio book animado lançado pelo website da emissora, mas dessa vez o ator Paul McGann (o próprio Doctor em sua oitava encarnação) deu voz ao doutor de Baker.

Continua após publicidade

Em “Shada”, Chris Parsons e Clare são dois estudantes que vivem na cidade de Cambridge e passam por um momento confuso na relação. Quando Parsons visita a sala de um simpático professor, ele acaba encontrando duas coisas que vão mudar o rumo do casal. A primeira delas é uma cabine de polícia azul, e a outra é o “Venerável e Ancestral Livro das Leis de Gallifrey”, que, obviamente, leva os jovens a vivenciar coisas que eles não esperavam. O enredo traz, além do quarto Doctor, sua companion Romana, o cachorro robô K-9 e o vilão Skagra, com toda sua peculiaridade.

Para os fãs, a novelização de Gareth Roberts poderia parecer até mesmo como algo esperado e fácil de fazer, mas o autor conseguiu ir além do que o roteiro original apresentou. “Shada” é uma verdadeira viagem pelo universo do Doctor, com uma passagem pela sua história citando até alguns Time Lords que não eram conhecidos do público. Com uma ambientação mais clássica, é possível notar que o autor ainda assim conseguiu incluir elementos atuais. Outro detalhe interessante é que Roberts soube reescrever muito bem as cenas originalmente pensadas por Adams, lembrando bastante do estilo do autor.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

Interessante, atual e bem humorado, o livro que leva o nome do planeta-prisão é certamente um item que faz toda diferença para qualquer fã, seja da série da BBC ou de Douglas Adams, e arrisco dizer ainda, de qualquer fã de ficção científica.