Shadowhunters – 1×01 – The Mortal Cup

Fonte: spoilersguide.com

Gente, confesso que tenho uma queda por séries assim. Séries adolescentes, meio brain junk, com plots mirabolantes, personagens sem um desenvolvimento tão profundo e muito drama adolescente, porque esse tipo de série faz muito bem o que muitas outras, a maioria criticamente aclamadas, não conseguem fazer comigo: entreter.

Por estar alojada na grade da emissora Freeform (a antiga ABC Family), eu já comecei presumindo que, a exemplo das companheiras de emissora, como Stitchers e a cancelada Nine Lives of Chloe King, essa também não teria tantos efeitos bons (gente, os efeitos na hora do stitch, em stitchers, são HORRÍVEIS), mas até que me enganei, e a maioria dos efeitos é boa, se considerarmos que o orçamento não é grande.

A personagem principal, Clary Fray, é interpretada por ninguém menos que Katherine McNamara, conhecida por Girl vs Monster, da Disney. Desde o começo eu senti dela uma vibe meio Elena, de TVD. Boa moça, certinha, maneirismos parecidos… Já o resto do cast me deixou com um sabor agridoce: alguns até que tem uma atuação boa, mas outros são sofríveis (a exemplo da interpretação do Jace e da Jocelyn… O que foi aquilo???)

Continua após a publicidade

Até mais ou menos metade do episódio, não acontece nada de muito interessante. Sem muita ação, só diálogos, e bem clichês. Aliás há o uso de muitas frases feitas, como as boas e velhas “nada acontece na minha vida” e “minha mãe não consegue esconder nada de mim” que já foram usadas em tantas outros programas. Como toda série, esta também contém os elementos clássicos, apresentados desde o começo: o melhor amigo na friendzone, a protagonista que não faz ideia dos sentimentos dele, a amiga que fica de vela. A partir da segunda metade do episódio é que a estória ganha embalo. Ocorrem algumas lutas, surgem os primeiros indícios de um shipp (Clace = Clary+Jace) e o Big Bad da temporada aparece, também, mas tudo ocorre bem rasamente, sem aprofundamentos. E nada de muito inovador. Tudo bem formulaico.

Sobre o universo da série, ele não é tão bem explicado, o que deixa as pessoas que assistem, mas que não leram as obras (como é o meu caso) um tanto quanto perdidas. Claro, eu não estou pedindo que a série faça como Sleepy Hollow, que a cada segundo constantemente lembra o espectador do que está acontecendo, mas um pouco de explicação cairia bem, até para evitar que os espectadores sejam limitados à fanbase da obra literária original.

O único problema real para mim foi que a série parece se levar muito a sério, não mergulha de cabeça no universo nonsense em que era para estar imersa. A cada momento uma cara ameaçadora de algum personagem ou algo novo é revelado, mas tudo parece muito pouco crível. No lado positivo, a série é bem divertida. Tem uns draminhas, umas lutas de sabre de luz legais, gente bonita e efeitos bacanas, levando em conta que é uma produção televisiva. Tem também um visual bacana, uma aura sóbria e escura que são características de séries como Gotham e uma boa trilha sonora. Para completar o molde série adolescente/sobrenatural só faltou uma pitada de humor.

Francamente, entre mortos e feridos salvam-se todos. Os atores são um pouco inexperientes, mas ninguém vai se prestar a assistir uma série adolescente esperando algo digno de um emmy, né? Além do mais, com o tempo eles vão melhorar, espero. Eu diria que a série fica num lugar entre TVD e Teen Wolf. Foca em ação, como TW, mas também faz um uso bacana do drama, como em TVD. Se você não se incomoda com alguns (poucos) efeitos especiais aquém do verossímil e uma atuação mediana de alguns atores, pode assistir, tranquilamente, porque vai te divertir horrores.

Não vá com as expectativas muito altas, para não se decepcionar, mas, no nicho em que ela se insere (o mesmo que TVD, TO, PLL, TW) ela está muito bem e não perde em muita coisa para as outras. E até que a emissora em que ela é exibida faz bem esse tipo, mesmo. Emissora de Guilty Pleasures, assim como a CW; e quem gosta das séries de uma, com certeza gostará das séries da outra.

Avatar

Roger Olly

Virginiano com ascendente em gêmeos. Fã de The Magicians e Imposters. Faço reviews de New Girl, Teen Wolf e escrevo a coluna Spoiler Alert.

No comments

Add yours