Shadowhunters – 2×19 – Hail and Farewell

Imagem: Freeform/Divulgação

Continua após as recomendações

Como já era de se esperar, as coisas ficam realmente boas mais para o final da temporada. “Hail and Farewell” prometeu a ação e drama necessários para a construção de uma grande final, e cumpriu. O episódio foi realmente empolgante e trouxe grandes novidades, principalmente para aqueles que não estão acostumados com a trama literária.

Continua após a publicidade

Enquanto o submundo é ameaçado e Sebastian toca o terror com seu plano de destruição, não podemos ficar sem o momento drama da série, não é mesmo? Em meio a tanta ameaça por aí o casal Clace ainda encontrou um tempo para trabalhar em algo, como posso dizer, meio tântrico. A conexão entre os dois está de volta assim como o shipp de muitos fãs. Como já disse algumas vezes por aqui, acabo aceitando essa união porque ambos realmente se merecem.

Voltando um pouco o foco para a realidade brasileira de situações inimagináveis, Sebastian surpreendeu grandemente essa semana. Depois de um blackout do personagem com a chegada de Jonathan, fazendo ainda algumas aparições cruciais, mas sem o devido foco que lhe foi concedido na temporada anterior, nosso grande vilão arquiteta um plano curiosamente interessante. O papai do ano não perdeu sua posição de individualista e ainda sonha em governar o submundo. Resta saber como a união Seelie vai lhe beneficiar e como ele irá trair a Rainha no próximo episódio, porque isso já é certo.

Enquanto o pai sai como grande organizador de toda a confusão, o pequeno e indefeso Jonathan vê seu destino mais cedo do que imaginava. Acredito que esta morte não irá tirar o ator da série assim tão fácil, uma vez que seu trabalho foi estupendo. Os produtores trouxeram exatamente a medida certa de ingenuidade com desejo de destruição e fizeram um personagem brilhante. Durante as cenas, percebemos diversos momentos em que ambas características entravam em conflito e o rapaz se sentia perdido em meio ao mundo em seu redor.

Imagem: Freeform/Divulgação

E foi exatamente por causa disso que pudemos presenciar uma cena clássica da série, protagonizada pela querida Izzy. A personagem teve uma ascensão incrível nessa temporada, não perdendo a postura badass, mas criando uma identidade própria. Sua luta com Jonathan revelou um grande momento de vingança – ou até mesmo justiça – para com quem a acolheu e manipulou sua bondade. A personagem ainda vem com suas sábias palavras, mesmo em momentos de tensão e crise como aquele. Finalmente vemos um trabalho que vale a pena sendo realizado sobre a série.

Que o Submundo está em crise todos sabemos, mas como isso encaixará para a grande final ainda é um mistério. O sequestro de Maia associado à união Seelie/Valentine já nos mostra o rompimento definitivo entre as partes. Na próxima semana teremos o foco nessa divisão e, pelos comentários que rolam por aí, um grande acontecimento literário está próximo. Para você que ainda não leu os livros, espere para momentos de tensão.

Ansioso para o próximo episódio?? O que achou da temporada até aqui? Continue acompanhando as notícias e reviews aqui no Mix e até a próxima semana!

https://www.youtube.com/watch?v=4cmwHWW5dUU

Nenhum comentário

Adicione o seu