Shooter – 2×05 – The Man Called Noon

Imagem: Isabella Vosmikova (USA Network/Divulgação)
Imagem: Isabella Vosmikova (USA Network/Divulgação)

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

“Não corto as pontas soltas. Eu queimo a corda” – Solotov

Dessa leva de novos episódios, este foi de longe o melhor. Muita tensão, muitas respostas e adrenalina do começo ao fim. Ao contrário da primeira temporada, nesta caminhamos para um desfecho dos acontecimentos. Tudo acontecendo muito rápido para concluir o que os autores desejam para Shooter, que certamente deve ser renovada, pois mantém os mesmos índices de audiência. No capítulo de hoje, amiguinhos, mais uma vez devemos usar preto, pois fomos convidados ao luto de mais um integrante do 8113.

Continua após a publicidade

Zehnder, até então dado como morto, é encontrado por Nadine. Ela promete segurança para o fuzileiro. Mas parece que não era bem o que ele queria. Dadas muitas e muitas voltas, ele acabou por deixar todos na mão e comprometendo sua própria integridade física. Tem coisas que acontecem na telinha que nos chocam pela obviedade com que raciocinamos o que vai acontecer em seguida. Nesse ponto o perdão deve ser aplicado, pois há mais pessoas na lista do vilão Solotov.

Continua após publicidade
Imagem: Isabella Vosmikova (USA Network/Divulgação)

E pegando o gancho de burrice… e a Julie, hein? Que agonia! Eu achei que não iria conseguir superar aqueles momentos de saber se ela seria sequestrada, morta ou torturada. “Nada” ter acontecido foi uma grata surpresa. Ela jogou fora todo aprendizado da situação e se comportou de uma maneira totalmente inesperada para o momento que ela vive. Neste ponto, aplaudo de pé Solotov por sua perspicácia. O disfarce não foi dos melhores, mas pensou ele: “Estão todos com pensamentos vagos. Para que me preocupar?”. Parabéns para ele que conseguiu o que queria e fazer uma emboscada perfeita.

Alexi, o gangster que conhecemos na primeira temporada, quando Bob Lee foi preso, retorna por cima da carne seca. O dinheiro faz maravilhas, não é mesmo? E tudo isso para nos apresentar um dos melhores momentos do capítulo. Em uma tacada só, ambos os lados são beneficiados, e Alexi aponta um caminho para os heróis encontrarem respostas. Atlas: uma organização criminosa acima do que está se passando. O próximo passo é juntar os pontos e impedir novas mortes. Espero que dê tempo de isso ser feito nos próximos três episódios.

Continua após publicidade

Não sei vocês, mas vejo muitas semelhanças entre herói e vilão. Swagger é alguém decidido e ninguém tira uma ideia de sua cabeça. O outro também. Bob é o melhor no que faz. O vilão tem se mostrado o melhor também. Até nas expressões podemos encontrar similaridades. É muito bom, para variar, ter um rosto por de trás dos acontecimentos. Alguém para culpar, saber em quem descarregar nossa raiva. Só que verdade seja dita: não consigo odiar ninguém até agora. O cara é muito bom no que faz. Ele só precisa parar de matar personagens queridos <3

Sabedoria Solotov: “O anonimato não é uma escolha para mim. É um requisito”.
Sabedoria Solotov 2: “Essa é a maldição do herói. Ele termina de pé no corpo de seus amigos mortos”.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!