Suits – 7×10 – Donna

Imagem: USA Network/Divulgação

Depois de uma longa eternidade e 102 episódios depois, finalmente, um episódio dedicado a minha diva ruivinha mais poderosa da TV aconteceu. E de brinde ainda ganhamos um beijo Darvey de verdade e não um mero sonho. Tem como não amar esse episódio? O único problema vai ser aguentar a ansiedade e esperar até janeiro do ano que vem para saber o que vai acontecer com o meu OTP do seriado. É muito amor por Darvey que não sei explicar. Donna é a rainha desse seriado e não dá mais para ver Suits depois deste episódio.

Eu estou ainda vendo pássaros voando de tanta alegria ao assistir esse episódio de Suits. Não consigo expressar minhas palavras pelo o que senti ao ver meus amados personagens dando o máximo deles num dos melhores episódios do seriado. Eu gostei muito de ver Rachel ganhando um pouco mais de destaque e espero que os roteiristas tragam boas surpresas para a personagem ano que vem. Foi muito bacana terem colocado Rachel e o pai dela trabalhando juntos e mostrando aqueles flashbacks. Conhecer um pouco mais sobre o passado da família Zane foi algo inédito e espero rever os dois trabalhando juntos mais vezes.

Se Rachel acabou descobrindo algumas coisas sobre o seu passado e percebeu o quanto o preconceito e o racismo ainda fazem parte da história dos Estados Unidos atualmente, Mike e Harvey suaram demais para ajudar Donna no julgamento. Aquele promotor é um filho da mãe e mesmo que Louis pudesse ter ajudado Donna e prepará-la para o julgamento, sabemos muito bem que aquele promotor ainda teria mais cartas na manga. No final, eles venceram o promotor, mas não a guerra, afinal, o nome da Jessica ficou manchado. Eu até gostei dessa história em como retirar o nome dela da firma, até porque não faz mais sentido a firma se chamar PSL se Jessica foi embora e ganhará um seriado só seu. Porém, estou receosa para saber como ficará a PSL depois de mais um banque desses. Quando Mike foi desmascarado, eles quase perderam tudo que construíram e agora vai sofrer mais uma reviravolta.

Continua após a publicidade

Sabe o que eu mais gostei desse episódio? Foi saber que Mike é team Darvey! Sim, isso me deixou com um sorriso bobo de orelha à orelha. Ele dando aqueles conselhos para Donna foi a coisa mais linda que já vi. Embora tenha sido Louis o responsável por Donna acordar, Mike sabe que ela merece ser feliz e é a única capaz de trazer uma felicidade completa a Harvey. Só Harvey ainda não percebeu que Donna é sua alma gêmea, mas acredito que isso está prestes de acabar. O beijo que rolou entre eles foi inesquecível e surpreendente.

Louis e seu discurso me deixaram sem ar. É incrível o quanto ele amadureceu durante esses sete anos. Posso até estar sendo repetitiva, mas Louis foi o personagem que mais cresceu em Suits. Fiquei com dó dele ao falar que tinha perdido Sheila para sempre e se ele não tivesse se aberto com Donna, minha ruivinha ainda estaria chorando pelos cantos da PSL sem saber o que realmente sentia por seus ex-chefe. Dentre tantas amizades no seriado, Louis e Donna foi a que mais cresceu e vem se destacando nessa temporada. Eu acredito que depois do beijo Darvey, as vidas de Donna e Harvey jamais serão as mesmas até porque ambos se amam, mas lutam contra esse amor.

Agora, só teremos que aguardar esse longo hiatus para saber o que acontecerá com os dois. E que venha Darvey!

Tags Suits
Avatar

Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.

4 comments

Add yours

Post a new comment