Supergirl – 1×07 – Human for a Day

Supergirl
Imagem: Plano Crítico/Dilvulgação

 

Continua após publicidade

O terror de cada super herói é poder sentir o seu poder e ter isso tirado de você. Supergirl enfrenta isso neste episódio. O que causa isso é o encontro com o vilão do episódio anterior, e é claro, neste momento de ausência que a heroína enfrenta os seus maiores problemas. Como uma simples gripe, representada por espirros no elevador.

Continua após a publicidade

Levando adiante, o caos se instala de diferentes maneiras o que deixa Kara a mercê como qualquer ser humano normal ficaria. O que este episódio tenta enfatizar, um tanto quanto já esperado, é o fato de Kara ser heroína e isto não estar atrelado a qualquer poder e sim as características da protagonista como pessoa. Ou seja, sua família nasceu com o duro fardo de ser heróis. O que mostra contradição na cena do crime, quando ela só consegue convencer o meliante a largar a arma pois o mesmo fica com medo da heroína demonstrar seus poderes.

Continua após publicidade

Já no DEO, Jemm consegue escapar. Na busca, Hank perde dois agentes. e acontece uma clássica desconfiança entre Alex e Hank, o que mostra, como já falamos anteriormente, um plot que vai dar o que falar até o fim dessa temporada.

A conversa no final entre Supergirl e Cat Grant mostra uma gratidão por parte da heroína e finalmente mostra a chefe durona admitindo que todos precisam dela, que finaliza com uma carismática troca de sorrisos entre as duas.

Continua após publicidade

Pode-se considerar esse como o primeiro episódio que não tivemos uma grande evolução e sim um trabalho dentro dos plots já existentes. O grande segredo agora é não se prender demais a esses arcos na história para que possamos conhecer quem realmente é Supergirl.