Supergirl – 2×08 – Medusa (1)

Imagem: Banco de Séries

Imagem: Youtube/Reprodução

O dia de Ação de Graças chegou em Supergirl, e cheio de tiros. O jantar trouxe a eterna garota de aço das telonas, Helen Slater, de volta novamente como a mãe de Kara e Alex. Falando na agente, estava amando a personagem bêbada e prestes a se assumir abertamente na ocasião, sendo interrompida por um misterioso portal, do qual falaremos mais adiante. O lado bom disso tudo é que ela conseguiu evitar que James se revelasse ser o Guardião e ainda bem, pois numa semana decisiva na CW, nada a ver o insuportável roubar as atenções, me poupe.

O que eu gostei desse episódio foi o fato deles não terem enrolado, dando então continuidade imediata ao plot da semana passada. Para quem não se lembra, o sangue da Supergirl foi tirado a mando de Lillian Luthor, pelo Cadmus, e o mesmo foi usado para que Hank Shaw pudesse entrar na Fortaleza da Solidão. Eu já imaginava que o projeto Medusa seria algo bombástico, mas em nenhum momento passou pela minha cabeça a proporção disso tudo.

Com a proliferação de um vírus mortal – criado por seu pai biológico – prestes a ser espalhado por National City, nossa heroína precisou correr contra o tempo para deter o plano diabólico de Luthor de matar Mon-El e os demais extraterrestres. Sua visita a Lena foi precipitada, mas que serviu de grande constatação: não confiar nela.

Continua após a publicidade

Imagem: Banco de Séries

Imagem: Youtube/Reprodução

Já como Supergirl, serviu meio como um pé pelas mãos, afinal de contas ninguém gosta de ouvir que a própria mãe seja uma assassina, mesmo não sendo lá aquelas coisas. Sem muita saída adquirir o elemento fundamental para deter Cadmus, que encontra-se dentro da LCorp, Kara se viu perdida em como salvar o daxamita, e foi nesse momento meus amigos que… GOL!!!!!!!! ROLOU O PRIMEIRO BEIJO MONARA!!! Eu gritei, pulei e vibrei, uma pena que o momento não foi muito propício.

Passado o momento shipp alert modo explosivo, era de voltar a se preocupar com o que realmente importava. O elemento infelizmente foi parar nas mãos de Lillian, e através das mãos de Lena. Pensa numa pessoa que xingou muito nessa hora. Eu mesmo, Eduardo Nogueira. A sequência seguinte foi de uma adrenalina sem fim, com Supergirl tentando a todo custo deter o míssil soltado pelas Luthor, enquanto J’onn e Superman Ciborgue duelavam de forma épica. Resumindo, o falso e o verdadeiro Hank Hanshaw. No final das contas, Lena surpreendeu dando exatamente algo totalmente diferente do que sua mãe planejava, com direito a denunciar a vilã. Essa não é a última vez que veremos Lillian Luthor em cena, e com certeza sua próxima aparição vai render e muito. Sobre sua filha? Apesar de tal atitude, ainda não tem minha confiança. Pela milésima vez, ela é a versão feminina escancarada de Lex Luthor de Smallville, podem anotar.

Graças a Eliza, Mon-El foi curado, e J’onn também, voltando então a ser um marciano verde. Será que ele contará isso a M’ggan? Falando no daxamita, ele mostrou não se “lembrar” de ter beijado Kara. O motivo das aspas é porque o rapaz com certeza fingiu o esquecimento, e essa história ainda vai render bastante. Falando em beijo, finalmente Alex e Maggie saíram do café com leite, e foi meu segundo pulo do episódio. MEU SHIPP COURO TÁ FINALMENTE ACONTECENDO, BRASIL!!!

Agora a pergunta que não quer calar: e o crossover? Muita gente ficou indignada em relação a isso, pois Barry apareceu apenas no final do episódio – através daquele portal que apareceu no começo e durante o episódio -, vindo cobrar a retribuição da ajudada dada a Kara no encontro entre os dois no começo do ano. O evento em si deu sua largada dada nos instantes finais, e pra mim isso soou como um desfecho desse episódio, que mais pareceu uma season finale de arrepiar, mas que na realidade foi uma fall finale.

Agora meu amigo Luke Franco assume o comando do mega crossover daqui em diante, e Supergirl agora retorna apenas ano que vem.

PS 1: A cena de Alex tentando contar para mãe, e a mesma deduzindo sobre a sexualidade da filha foi uma cena que merece destaque.

PS 2: Como assim ninguém contou para Eliza que Jeremiah está vivo? E se fizeram isso, por que não mostraram? Será que ela sabe disso e muito mais além?

PS 3: Deus abençoe Helen Slater, que deixa bem claro que o tempo só vem lhe favorecendo cada vez mais.

Não deixem de conferir o nosso especial sobre o Arco Invasion e acompanhem as outras reviews do mega crossover da CW/DC aqui no Mix de Séries.

Eduardo Nogueira

Eduardo Nogueira

Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!

No comments

Add yours