Supergirl – 2×12 – Luthors

Supergirl 2x12
Imagem: Jerimum Geek
Supergirl 2x12
Imagem: Jerimum Geek

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

Começo essa review falando sobre a nostalgia que senti assistindo a Supergirl essa semana, com referências a Smallville. O foco dessa semana foi em cima de Lena Luthor, que desde o começo venho dizendo que sua relação com Kara lembra e muito a de Clark e Lex na saudosa série também da CW. Já de cara fomos apresentados a um flashback, que já me deixou bastante intrigado. Ao ver que a moça na verdade chegou na mansão dos Luthor como adotada, logo fiquei ressabiado sobre como essa história seria desenvolvida.

Continua após a publicidade

A resistência de Lilian nessa cena inicial ficou mais do que claro o motivo da relação entre mãe e filha sempre ter sido conflituosa, lembrando muito a de Lionel e Lex. Falando no patriarca da família, o pouco mostrado a seu respeito não me convenceu tanto, pois já estou acostumado com uma imagem totalmente sua, e espero que mais flashbacks com ele em cena sejam apresentados. Mas calma gente, que ainda voltarei nesse assunto adiante no texto.

Continua após publicidade

Depois de ter sido presa, achei que a vilã perdeu totalmente o destaque na série, assim como sua filha. Por conta disso esse progresso já para o seu julgamento achei rápido demais, e francamente isso poderia muito bem ter sido melhor desenvolvido em episódios passados. Pelo menos algo de bom tudo isso trouxe, que foi a volta de Metallo. A forma como ele acabou ressurgindo foi bem mais convincente, sem contar que apenas serviu também para ressaltar do que um Luthor é capaz. A cena dele atacando no tribunal foi bem eletrizante, mas por um momento fiquei com receio de Kara tentar bancar a heroína, e Lena então observando tudo, mas ainda bem que não aconteceu isso, e posso respirar mais tranquilizado.

Imagem: Banco de Séries

Falando na nossa heroína, até ela acabou meio que ficando de segundo plano. O seu lance com Mon-El, os mimimis em relação a James, esses itens até que chegaram a serem mencionados no episódio, mas não da forma como já foi visto semanas atrás. Gostei de ver o seu lado Kara jornalista, ou a Supergirl com propósito de justiça que, convenhamos, depois dos últimos acontecimentos, tinha perdido um pouco a mão nesse quesito. Que continue nessa linha novamente, por favor.

Continua após publicidade

Voltando para o que realmente interessa, tudo começou a conspirar contra Lena, e quando o vídeo dela supostamente roubando a kryptonita de um cofre para entregar a Metallo, logo já deduzi que aquilo não passava de um golpe, e foi dito e feito. Graças à Kara e sua teimosia, descobrimos que quem estava por trás disso foi o verdadeiro Hank Henshaw. Apesar disso tudo, ainda tenho um pé atrás com a moça e sei que ela ainda vai colocar as asinhas de fora, e será quando todos menos esperarem. Por um momento cheguei a pensar que ela se juntaria a sua mãe, com a revelação de que ela era filha biológica de Lionel com outra mulher, sendo então uma verdadeira Luthor. História essa que lembrou e muito a de Tess Mercer em Smallville, que na temporada final acabamos descobrindo que seu nome verdadeiro era Lutessa Lena Luthor, quem lembra?

O que foi o confronto de Supergirl com Metallo? Diferente da primeira vez, ela finalmente conseguiu lidar com o vilão sozinha e, graças à sua trupa, a personagem conseguiu uma forma de enfraquece-lo, o único problema que isso causou uma atenção sem fim. Quando ele explodiu, juro que fiquei com um baita medo dela não ter conseguido escapar a tempo, mas estamos falando da garota de aço, não é mesmo? Com o rival derrotado, Kara encontrou a oportunidade perfeita para ganhar visibilidade junto a Snapper, e sua então amizade com Lena fortalecendo ainda mais. Amiga, abra o olho, foge enquanto ainda dá tempo, vai por mim, que já vi essa história de outros carnavais.

Uma das cenas finais de Lena Luthor, relembrando de quando Lex lhe ensinou a jogar xadrez, me deixou bem ressabiado, fazendo com tudo que falei a seu respeito até hoje possa ser verdade. Ou ela terá um destino igual ao de Tess Mercer em Smallville, com um ar misterioso e no fim mostrando-se então ser realmente confiável? Pra finalizar, depois de ter conseguido salvar o dia e a reputação da amiga/crush, era hora de Kara finalmente se resolver com Mon-El. Eu já estava aqui quase pulando de alegria ao vê-los perto de se beijar, aí então me aparece Mr. Mxyzptlk para estragar o clima, e dizendo que amava nossa protagonista. Tipo, QUÊ?

PS: Impressão minha ou Kara está finalmente aceitando James como Guardião? Será que em breve finalmente veremos a formação do #TeamSupergirl?

PS 2: Por mais episódios com flashbacks focados na família Luthor, pois algo me diz que ainda podemos nos surpreender com esse Lionel, apesar dele parecer um verdadeiro bocó.

[spacer height=”20px”]

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=Q4vTgxNi-uw[/youtube]

Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!