Supergirl – 2×21 – Resist

supergirl 2x21
supergirl 2x21

Imagem: YouTube/Reprodução

Caros amigos e leitores, QUE EPISÓDIO FOI ESSE? Gente, é sério, a adrenalina pairou do começo ao fim, com tantas informações. A forma como tudo foi conduzido é algo que só de lembrar, o fôlego aqui já me faltar, é sério. De todas as aparições de Rhea até agora, essa foi, até agora, a que ela esteve mais impiedosa que nunca. E eu aqui achando que Lillian Luthor seria quem ia ditar as regras na reta final, mas isso é algo que entrarei maiores detalhes daqui a pouco.

Uma coisa que não entendi até agora foi a obsessão da vilã por Lena. O lance de casar ela com Mon-El foi o cúmulo, soando algo tão primitivo e ultrapassado, sem contar a vontade dela de ter um neto deles. Amiga, por favor, não força. Só que, ao mesmo tempo, isso deu um gás ainda maior na história, enquanto National City passava por uma onda de caos constante. Fiquei com receio do casamento realmente acontecer, e se isso se concretizasse, em contrapartida, seria bem bizarro.

Continua após a publicidade

É claro que nesse meio tempo outra megera que infernizou a vida do bonde durante a temporada estaria de volta, já que seu bibelô encontrava-se em perigo. O retorno de Lillian era algo que eu esperava que fosse acontecer apenas no próximo episódio, e fiquei com um receio enorme de Supergirl e a galera do DOE acatasse a parceria proposta pela vilã logo de cara. Ainda bem que isso não aconteceu, mas foi nítido o quanto isso deixou a nossa heroína balançada. Mesmo aliviado, me bateu uma preocupação grande de como eles sairiam dessa, pois a situação apenas piorava, e meu desespero aumentando.

Imagem: YouTube/Reprodução

No meio dessa tensão toda, um dos momentos mais aguardados por muitos fãs da série finalmente aconteceu. Sim, sim e sim! CAT GRANT IS BACK BITCHES! Que saudades eu estava dessa figura maravilhosa, que proporcionou um retorno pra lá de triunfal. Cat chegou com tudo, humilhando Rhea de todas as proporções, no meio de uma discussão tensa entre a mãe de Mon-El e a Presidente dos Estados Unidos. O que foi essa discussão entre as eternas Lois Lane e Mulher Maravilha? Foi simplesmente épico, mas nada se compara com nossa editora chefe predileta soltando suas tiradas pra lá de ácidas. Se amei? Com certeza, e em quantidades absurdas.

Quando eu já tinha desistido do plot da Presidente, achando que ele havia sido resgatado no churrasco, eis que trazem o assunto de volta á tona. A personagem na verdade é uma alienígena, cujo seu planeta foi destruído impiedosamente, e os sobreviventes então se espalhando pelo Universo. Agora está explicado o porquê dela defender a entrada de seres refugiados de outros planetas dentro do país. Por um momento pensei que ela seria alguma vilã, mas ainda bem que não. A personagem teve papel fundamental nesse penúltimo episódio, mas essa não é a última vez que falarei dela aqui na review.

Com um decreto dado, e tendo risco de perder o namorado e a melhor amiga falsiane sonsiane, Supergirl se viu em um dilema bem complicado.  Ainda bem que Cat está de volta e soube dar os conselhos certos para a nossa heroína, pois dessa vez realmente ela estava numa verdadeira boca de sinuca. Aliás, que saudades que estava desse momento entre as duas, e já estou ansioso pelo reencontro da rainha com Kara. Falando em Cat – por mim faria uma review só dela – amei por demais os momentos dela e Winn juntos. Calista, por favor, eu te imploro, olha a falta que você faz nessa série. Abre uma exceção e aceita em aparecer pelo menos uns oito a dez episódios da terceira temporada, por favor.

O inevitável aconteceu, e nosso time de heróis tiveram que recorrer a Lillian Luthor. Foi burrada? É claro, mas sem ela na jogada as coisas poderiam ter sido bem piores. É claro que ela bancaria a Judas do rolê, alguém tinha alguma dúvida disso? Se ela vai aparecer na season finale ainda não sou capaz de opinar, mas que depois da trégua com Supergirl tendo chegado ao fim, com certeza a próxima temporada será seu trunfo, e agora ela vai manipular a filha mais que nunca, levando-a ao caminho da vilania. Algo que já vimos em Smallville, entre Lionel e Lex. A história está se repetindo e ninguém está vendo.

Eu fiquei com uma raiva tão grande de Supergirl, apesar de que, no lugar dela, eu teria a mesma atitude. Sério mesmo que ela preferiu se sacrificar, na tentativa de conseguir a redenção de Rhea? Gente, é nítido que a megera é a personificação do capiroto, e nada fará mudar seus conceitos e ponto de vista. Quando achávamos que esse episódio não tinha mais como nos surpreender, um plot twist explosivo agitou os segundos finais, com a volta de Superman, e o pior de tudo, sendo controlado por ela. Esse foi o melhor episódio da série até agora, mas mesmo assim a season finale promete ser fantástica.

PS: A Presidente vai ter papel decisivo na hora de derrotar Rhea, anotem.

Tags Supergirl
Eduardo Nogueira

Eduardo Nogueira

Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!

No comments

Add yours