supergirl 4x10

Crítica: Grande decisão marcou o retorno de Supergirl em 2019

supergirl 4x10

Imagem: The CW/Divulgação

Hora de Supergirl voltar ao batente!

Depois de um crossover, festas de fim de ano e férias, nossa garota de aço está de volta em Supergirl. Amém, não é mesmo? Entretanto esse retorno foi mais moderado, com um plot filler, mas que no final das contas causou um grande rebuliço.

No último episódio antes de Elseworlds, fiquei ansioso para ver como Supergirl lidaria com o fato de ter sido demitida do DEO. Pois bem, da forma como eu imaginava mesmo, agindo por si só. Uma coisa que estou gostando de ver dela nessa temporada é justamente o amadurecimento que vem tendo, seguindo em frente. Ela não deixou se abalar, e continua tentando ajudar a população agora por si só.

Coronel Haley, a embuste

Desde a entrada da Coronel Haley na história, víamos sempre a personagem como uma pedra no sapato das irmãs Danvers. Em reviews passadas eu até cheguei a acreditar que ela mudaria, se juntaria para o lado da heroína, mas parece que não será bem assim. Ela pode estar apenas sendo profissional? Talvez, mas suas atitudes são irritantes e muitas vezes extremas.

Por exemplo, qual o problema de deixar Supergirl agir por conta própria? Eu acho que ela poderia dar um desconto, interferindo apenas em questões que já envolve algo mais sigiloso. Nesse aspecto aí sim concordo que é o momento dela se impor, está ficando tóxico e exagerado. Pra piorar ainda mais a situação, com a heroína acessando um antigo projeto que envolve a personagem, foi a gota para entrar na mira de Haley.

O que era pra ser um plot filler, de repente acabou tomando circunstâncias mais extremistas. Quando me dou conta, a Coronel criou uma obsessão por saber quem era a pessoa por trás da capa vermelha. Confesso que no momento em que ela finalmente descobre que trata-se de Kara me deu uma angústia, ainda mais com seu tom autoritário de que a vida dupla da protagonista havia acabado. Quem a bonita pensa que é na fila do pão? Só sei que amei o murro que a Alex deu nela, me senti representado. Além disso, J’onn finalmente foi útil nessa temporada, apagando sua memória recente.

O que o futuro espera de James e Lena?

Depois de muitos atritos, parece que finalmente as coisas entraram nos eixos para James e Lena. Confesso que agora torço por eles como um casal, pois o rapaz consegue extrair algo bom da irmã de Lex. A personagem é muito solitária, sempre tratada de segundo plano pela mãe (saudades, Lillian Luthor). Depois de tanto enrolarem, parece que finalmente a história dela tem tudo pra desenrolar. Cabe ao jornalista continuar incentivando-a de usar sua recente descoberta para o bem. Apenas atento!

Ah Brainy…

Imagem: The CW/Divulgação

Vamos falar de Brainy? Sim, vamos! Que o personagem vem crescendo cada vez mais isso é fato, mas nesse episódio ele errou feio. O motivo? Nia. Os dois juntos é incrível, venho shippando loucamente esses dois, e quando ele a chamou para jantar pensei logo num date. Mais enganado que a própria coitada! Apesar desse banho de água fria, o personagem teve a melhor das intenções, mesmo não tendo se expressado corretamente. Depois desse jantar desastroso, ela pensou bem em tudo que foi conversado, e pelo visto falta pouquíssimo pro seu lado heroína entrar em ação.

Um sacrifício de partir o coração

Apesar de J’onn ter apagado a memória recente de Haley, a megera ainda tinha sua última cartada na manga. Sua obsessão me fez pegar nojo dela, e no final do episódio apenas desejei constantemente a sua morte. Nada satisfeita, ela simplesmente usou um golpe baixo para conseguir o que queria. E foi nesse momento que fomos levados ao grande plot twist.

Eu simplesmente fiquei sem palavras do que Alex fez. A decisão que ela tomou, como forma de proteger o segredo de Kara. Minha admiração pela personagem apenas se multiplicou, mas estou receoso do que está por vir, agora que ela terá as memórias relacionadas ao fato de Kara ser Supergirl apagadas. Fiquei com o coração partido pela nossa protagonista, pois a irmã é seu principal elo humano. Ok que a decisão foi tomada justamente por amor, mas isso pode mudar muita coisa a partir de agora.

Como Kara lidará com mais essa mudança em sua vida? Por quanto tempo ela conseguirá esconder seu segredo de Alex? Se ela sabe dos poderes da irmã desde sempre, como isso será abordado? Espero que seja apagada apenas a memória dela em relação ao salvamento do avião pra cá, francamente. Só sei que estou confuso aqui.

PS: Mais uma vez a Supergirl comunista foi esquecida no churrasco, apesar de ter aparecido no começo do episódio. Até quando, Brasil?

Tags Supergirl

Share this post

Eduardo Nogueira

Eduardo Nogueira

Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!