Supernatural – 11×12 – Don’t You Forget About Me

Fonte: spoilersguide.com

Continua após as recomendações

E com um nome um tanto quanto sugestivo, SPN volta com mais um episódio (filler) recheado de participações especiais de personagens já conhecidos: a mais que querida Jody, a xerife que partiu meu coração na season 5, quando teve que perder o próprio filho de novo; Claire, a emogótica do reino da revolta adolescente e filha do receptáculo do Castiel; e Alex, a ex-isca de vampiro. Das três, a única que não me empolgou, mesmo no episódio de introdução, foi Alex, justamente pelo fato de ela parecer muito com um “personagem do dia”, daqueles que jamais retorna, uma vez que falta potencial da atriz e da personagem. Não tem trama, fato que é comprovado nesse fraquíssimo episódio.

Desde que comecei a assistir, senti uma aura de previsibilidade e já sabia que não seria nem de longe tão bom quanto o episódio anterior, que, mesmo sendo um filler, conseguiu ser cativante e tecer uma leve crítica social interessante. Criaturas previsíveis (nunca acertaram bem o ponto com os vampiros, que não ficam bons quando usados, não animam), assim como o enredo geral, eu já sabia o que iria acontecer logo que vi os quinze primeiros minutos. Uma pena, pois aqui jazia uma oportunidade tão grande de realmente pôr uma pedra no passado de Alex, mas até mesmo a atriz não colaborou muito, dando uma atuação forçada e pouco crível.

Continua após a publicidade

Outra surpresa não muito boa foi toda a exploração do drama adolescente com uma abordagem extremamente superficial. Na verdade, aqui tenho um misto de sentimentos, pois achei incrível a escolha dos escritores de dar uma nova chance de família à xerife, que parece ter criado uma “família de retalhos”, unindo ela, Claire e Alex, sendo que cada uma já sofreu grandes perdas e, ao se unirem, reagiram às suas próprias maneiras. Só que, por mais que isso tenha sido bacana, a exploração e excessiva dramatização tornaram o subplot cansativo e vazio.

Se alguma coisa foi bem feita nesse episódio foi a cena do jantar, em que Jody começa a dar um sermão em Alex e lhe fala para ter sexo seguro (eu ri tanto na cena da conversa de jantar mais embaraçosa de todas que juro ter pensado que ia perder o resto do episódio, porque não conseguia parar de gargalhar). A cena toda foi tão bizarra e o ambiente familiar contribuiu, ainda mais por parecer o tipo de coisa que realmente acontece, permeado pela briga das duas irmãs. E, aliás, preciso falar da relação entre Alex e Claire. Eu percebi claramente um contraste entre as duas, que se assemelha (e muito) à relação dos dois irmãos protagonistas: Dean, assim como Claire, resolveu adentrar de cabeça no mundo sobrenatural dos caçadores, enquanto que Alex, por experiências passadas traumáticas, tenta afastar-se e finge não ver o que está diante dela, parecendo bastante com um jovem Sam da primeira temporada. Para mim, uma alusão bem feita.

Um episódio pouco cativante, mesmo com o uso de participações especiais, continuo sentindo que foi abaixo do que foi trazido pelo último, até pelo plot inicial totalmente previsível, péssimas atuações dos vilões e de Alex, excesso de drama adolescente mal resolvido e uma falta de desenrolar da trama núcleo da temporada (notem que não vimos mais Amara ou Lúcifer/Cas fazendo algo de importante já há uns dois episódios). Supernatural sempre foi uma série irregular, de erros e acertos, com episódios brilhantes e outros simplesmente tapa-buraco, como o caso de “Don’t You Forget About Me”, mas ao menos algumas das cenas funcionaram e a ideia de trazer uma nova família para personagens que já haviam sofrido tanto foi uma boa. Fica a espera por um episódio mais bem desenvolvido e com um melhor aproveitamento das participações.

2 comentários

Adicione o seu
    • Avatar
      Roger Olly 7 fevereiro, 2016 at 23:27 Responder

      O clima família foi super divertido e definitivamente a melhor parte do episódio, mas no resto todo eles erraram a mão. Fico triste, porque essa season tá boa, sabe, mas o último episódio foi tão amarradinho que esse não conseguiu se equiparar

Post a new comment