Supernatural – 11×22 – We happy few

sn22x11 4
Imagem: Arquivo Pessoal

[spacer size = “20”]

Continua após publicidade

– “To be a king again, maybe you need to remember how to be a soldier.” Dean Winchester

[spacer size = “20”]

Continua após a publicidade

Ai meu coração, o que foi esse episódio de supernatural? Acho que não estou pronto para o que vem a seguir. Depois dos eventos passados, eu achei até engraçada a conversa de Chuck/Deus com Lúcifer no início do episódio. O ódio reprimido de pai pra filho foi bem caracterizado nesse drama familiar tragicômico do primeiro ato. Lúcifer trancado no quarto ouvindo rock como um bom adolescente de birra com os pais e com o mundo foi hilário, não concordam? A segunda conversa dos dois foi quase que um “casos de família” moderado por Sam e Dean. Gostei bastante de como resolveram a rixa de Deus e Lucífer. O que ele mais queria era um pedido de desculpas do próprio Pai. A conversa entre os dois foi bem emocionante deixando claro o motivo de Deus ter trancado o filho preferido na jaula. Nessa conversa tivemos muitos esclarecimentos. Por exemplo, eu não lembrava que Lúcifer tinha sido o primeiro a carregar a marca/selo que aprisionou Amara. Lúcifer não era tão mau quanto é agora, o problema foi a Marca/Selo que ele carregava que exponenciou o que ele sentia.

Continua após publicidade

Ainda estou sem saber se a reunião de Crowley com os súditos planejando um golpe pra retomar o trono foi engraçada ou triste, mix de sentimentos aí. É verdade que ele foi a “putinha” de todos recentemente. Os Winchesters, Rowena, Amara e Lucífer conseguiram acabar com a credibilidade que o pobre Fergus tinha. Mas na verdade foi só uma preparação para o que vinha a seguir.

Imagem: Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal

O objetivo no fim das contas é simples, aprisionar Amara. Mas ela é poderosa demais para que Deus possa dar conta dela sozinho. Para derrotá-la, Deus precisa que sua irmã esteja enfraquecida. Como fazer isso? Bate nela até ela cair. Mas para bater nela até a danada cair foi necessário algo não tão simples: a união de bruxas, anjos e demônios. Um grupo bem improvável de trabalhar juntos. E se não bastasse isso ainda precisavam de alguém para carregar a Marca/Selo e quem se voluntariou dessa vez foi o Sam, claro que não sem a objeção do Dean. Enfim, com todas as peças no tabuleiro foi hora de colocar o plano em ação. E não é que deu certo? Bem, quase isso.

Continua após publicidade

No fim das contas, demoraram demais pra aprisionar Amara de novo. Ela ficou tão brava vendo a possibilidade de voltar para a prisão que, num surto de poder, virou o jogo. Amara condenou Deus e a Criação ao Fim. Eu estou completamente sem saber o que pensar. Sabendo que a 12º temporada está confirmada, fico aqui tentando imaginar como é que vão resolver isso. Será que a décima segunda temporada de Supernatural será realmente a ultima? Será que nela veremos apenas o fim do universo de Supernatural? Literalmente o fim? Estamos todos aguardando as repostas que vem no próximo episódio!