Supernatural – 12×18 – The Memory Remains

Imagem: Youtube/Reprodução
Imagem: Youtube/Reprodução

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

Logo quando o episódio começou, pensei que se tratava de mais uma estória de vampiros. Para falar a verdade, não aguento mais vampiros, lobisomens e afins. Mas me enganei, “The Memory Reamains” trata de escolhas que se faz independentemente dos “negócios da família”.

Continua após a publicidade

Sam e Dean são enviados por Mr. Ketch, se passando por Mick Davies, à cidade de Tomahawk, no Wisconsin, para investigar um caso. Um jovem desapareceu em uma floresta, sem deixar vestígios. Isso seria um caso policial corriqueiro, entretanto, há registros de que várias pessoas já sumiram sob as mesmas condições nessa cidade. Os Winchester, ao conversarem com a pessoa que viu o jovem pela última vez, descobrem que ele foi morto por uma criatura conhecida como Black Bill. Trata-se de um monstro metade homem, metade bode. Na mitologia grega, ele era chamado de Sátiro.

Continua após publicidade

Infelizmente, a testemunha interrogada por Dean e Sam também não é muito sortuda e acaba sendo atacada por Black Bill. A coincidência entre os dois casos é que ambas as vítimas trabalhavam na mesma fábrica, cujo dono é Barret Bishop Jr., o xerife da cidade. Logo, os irmãos começam a desconfiar do xerife e resolvem invadir sua casa e lá encontram um porão sinistro trancado à chave: era um tipo de frigorífico cheio de correntes e algemas. Eita!

O xerife Bishop chega em casa e é rendido pelos Winchester. Finalmente, a trama começa a ser explicada porque, até então, estava uma “encheção” de linguiça danada: o xerife é o herdeiro de uma família riquíssima que fez sua fortuna depois de aprisionar o tal Sátiro. Em troca, a criatura exigia sangue humano. Após a morte de seus pais, Bishop se recusou a manter essa prática (o tal negócio da família) e manteve Black Bill enclausurado. Só que o monstrão foi liberto pelo meio-irmão do xerife! Resumindo, Dean e Sam agora têm que lidar com a aberração que está solta pela cidade. Para nossa alegria, o Colt salvou o dia!

Continua após publicidade

Que estória ruim, Jesus! Não foi uma das piores, mas também não está entre o Top 10. O fato mais importante desse episódio é que, enquanto os irmãos estavam enfrentando a besta mitológica, os Homens das Letras Britânicos invadiram o Bunker e fizeram de tudo: reviraram a casa em busca do Colt, instalaram microfones e Mr. Ketch roubou uma fotinho de Mary Winchester! Nhoim, que fofo! Acho que ele está furioso por seu amor não correspondido.

O episódio foi um daqueles que apenas preenchem espaço, e isso não é legal, pois já estamos no final da temporada, né, gente! Aí não dá! Castiel está sumido, foi para o céu e não soubemos mais dele. Os Winchester já perceberam que tem alguma coisa errada acontecendo. Quanto aos Homens das Letras, estou começando a ficar com um pé atrás: espero que a briga não seja uma questão de dor de cotovelo de Mr. Ketch, mas sim uma luta pelos motivos que realmente interessam, ou seja, salvar o mundo do filho do capiroto. Se os produtores de Supernatural estiverem lendo este post, eu peço, por favor, NÃO ESTRAGUEM A TRAMA! Não queremos acompanhar crises de ciúme, mas o fight das forças do bem contra o lado negro da força, please!

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!