Supernatural – 12×22 – Who We Are

Youtube/Reprodução
Imagem: YouTube/Reprodução

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

Os Homens das Letras Britânicos não existem mais! No episódio anterior, os ingleses conseguiram encurralar os irmãos Winchester, além de transformar Mary em uma zumbi matadora de hunters. Mas, tal como se espera de um final feliz, o Bem saiu vencedor. Mas, por favor, não cantem vitória antes do tempo, pois ela é provisória: o Coisa Ruim está à solta e à procura de seu filho.

Continua após a publicidade

“Who we are” conseguiu resumir muito bem o título do episódio. Após conseguirem libertar-se do Bunker, os Winchester começam a avisar todos os caçadores acerca do eminente perigo que estavam correndo. Enquanto isso, Mary já se preparava para dar cabo da vida de Jody Mills, mas, felizmente, a xerife sabe se defender: quando Dean e Sam chegaram, Mary já estava imobilizada e com aquele sorrisinho cínico que somente os psicopatas conseguem reproduzir.

Continua após publicidade

Um dos detalhes mais notórios deste episódio é a posição de liderança que Sam assumiu. Sem titubear, ele convocou vários hunters para detonar os Britânicos. Dean, por sua vez, resolveu enfrentar o desafio de recuperar o estado mental de sua mãe e, para isso, contou com a ajuda nada solícita de Lady Bevell. De volta ao Bunker, ela faz com que Dean entre no inconsciente de Mary para tentar convencê-la a voltar para a realidade. Foi uma sessão de desabafo, em que o Winchester primogênito acusou a mãe de mentirosa, jogou em suas costas a culpa de todos os horrores de sua vida miserável, mas depois a perdoou de tudo. Mas o momento do descarrego foi interrompido por Mr. Ketch e, então, deu-se uns longos minutos de porradaria em que Dean estava realmente levando a pior. Contudo, Mary voltou a si e eliminou Ketch com um tiro na cabeça.

Imagem: YouTube/ Reprodução

No Bunker dos ingleses, a situação estava um pouco mais favorável, porém não tão tranquila. Sam e os hunters conseguiram destruir os soldados Britânicos e colocaram Mrs. Hess contra a parede. Porém, antes que Jody mandasse a jararaca para outra dimensão, ela revela que Crowley está morto e que o Capiroto está buscando seu filho. É, as coisas estão tensas!

Continua após publicidade

O episódio foi muito bom! Uma ótima preparação para os lances finais da temporada. “Who We Are” deixou muito claro que os Winchester levam muito a sério o “negócio da família”. Isso é o que eles verdadeiramente são: eles matam a pau! No geral, durante toda a temporada, os Homens das Letras Britânicos se mostraram como bons adversários. Trazê-los à série foi uma boa sacada dos produtores, pois eles poderiam ter se tornados ótimos aliados ou terríveis inimigos. A segunda opção se mostrou verdadeira, pois deixou claro que o problema é bem maior que somente enfrentar as forças do mal. Muito pelo contrário, os humanos também são barra pesada. Agora o circo está armado e prontinho para pegar fogo! Go, Winchester, go!