Supernatural – 9×20 – Bloodlines

How To Make a Spinoff

 

Supernatural em: Como fazer um (bom) piloto de um spin-off…

Se o episódio anterior foi uma lástima, o dessa semana prova que quando você quer, você consegue. Bloodlines tem a função de servir como introdução para um possível spin-off de mesmo nome, com a seguinte premissa: Existem 5 “famílias” de monstros que governam a cidade de Chicago. Lobisomens, Vampiros, a salada toda. Quando Ennis Ross (Lucien Laviscount) tem a namorada assassinada, ele é apresentado ao mundo dos monstros. Não sem a pequena ajuda de David Lassiter (Nathaniel Buzolic), um metamorfo que tem certo “carinho” pelo os humanos e ama Violet Duval (Melissa Roxburgh), que é de uma família diferente, em um esquema Romeu-Julieta.

Feita as apresentações, vamos seguir em frente. Quando anunciaram que iriam derivar uma série de Supernatural, muita gente torceu o nariz, e com razão. Já são nove temporadas e a série apresenta certo desgaste. O que teria para se contar de novo em um spin-off? Adicione o fato de que nenhum membro do elenco regular migrará para a nova série e Voilà! A bagunça tava feita.

Em um episódio que relega a trama principal a um plano de fundo e torna os Winchesters figurantes, as Linhagens se sobressaem. A escolha de Chicago para o cenário da série é perfeita. The Windy City, é especial para mim (Early Edition [v_icon color=”#dd3333″ size=”10px” target=”_blank” name=”moon-heart-3″]) e com certeza contribui com o ambiente que querem passar.

Todo o episódio é uma prova de sua própria existência. Várias situações apresentadas nesse episódio, nunca aconteceriam na Supernatural que conhecemos. Me fala que dia que Dean ia preferir matar um humano que estava procurando justiça para a sua criança assassinada, e deixar livre uma lobisomem (Pontinhos para quem me disser como se chama uma lobisomem mulher, em português) E um metamorfo em uma só situação? Em Bloodlines teremos uma dinâmica diferente. Monstros vão ser algo mais, além de “malvados/vamos matar!

Para o futuro, somos deixados com algumas linhas narrativas. Temos a irmã de David,  Margo Lassiter (Danielle Savre), que está doida para ver o bicho pegar fogo e não vê a hora de começar uma guerra. Temos também a ligação do além que Ennis (Ainda estou tentando me acostumar com esse nome…), recebe de seu pai, um antigo policial com um pé no ramo dos Caçadores, já falecido. E por último o romance proibido entre Violet e David, para atrair a faixa jovem de audiência da CW (mas não deixa de ser clichê).

Em tempo, Dean recebe notícias de Cas, que com pistas do Metatron, serve para tirar os Winchesters da cidade. Chicago, governada por monstros é algo muito grande para se deixar passar, mas as circunstâncias os farão. De qualquer maneira, Dean diz que chamou caçadores para lá. Veremos…

Com mais três episódios, o ritmo para a Finale deve só aumentar. Já no próximo, King of the Damnedteremos Crowley e Castiel com seus núcleos sendo desenvolvidos. Abaddon também aparece e promete fazer uma revelação “chocante”. Já era hora não é?

PS: Incrível como conseguem fazer um episódio ruim e logo em seguida vir um bom desse nível. É demais pedir certa constância, Supernatural?

PS²: O último spin-off que vi, que não tinha a presença de ninguém da série-mãe, foi The Finder, vinda de Bones. Se conseguiram fazer as coisas funcionarem lá, aqui deverão também.

PS³: Apesar de ser considerado como certo, o spin-off ainda não foi oficialmente confirmado. Com uma boa audiência, esse episódio, no entanto, não agradou muito a todos. #Recalque

PS do PS:

Dean: -Você está comigo, Romeu.

David:-Parece bom, Buffy.

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

2 comments

Add yours
  1. Avatar
    Michele Amâncio Araújo 6 maio, 2014 at 22:50 Responder

    Luis, querido whovian, que review fantástica. Gostei demais do episódio e não sabia da possibilidade de um spin-off. E, mesmo sem saber do suposto spin-off, como boa seriadora que sou, pensei durante o episódio “nossa, essa história das 5 famílias de Chicago daria uma ótima série de vampiros/lobisomens e afins” auahuahauhaua
    O modo como apresentaram os personagens foi demais. Ennis já ganhou minha simpatia, eita rapaz de coragem.

    A parte do zueira chamando o Dean de Buffy foi demais!! hahaha
    #hunters

  2. Avatar
    Michele Amâncio Araújo 6 maio, 2014 at 22:50 Responder

    Luis, querido whovian, que review fantástica. Gostei demais do episódio e não sabia da possibilidade de um spin-off. E, mesmo sem saber do suposto spin-off, como boa seriadora que sou, pensei durante o episódio “nossa, essa história das 5 famílias de Chicago daria uma ótima série de vampiros/lobisomens e afins” auahuahauhaua
    O modo como apresentaram os personagens foi demais. Ennis já ganhou minha simpatia, eita rapaz de coragem.

    A parte do zueira chamando o Dean de Buffy foi demais!! hahaha
    #hunters

Post a new comment