SuperStar – 2×01 – Audições

superstar-2x01

Caraca muleke, que isso? E começou Superstar, de longe o reality show mais bem sucedido nas terras tupiniquins, trazendo bandas que até hoje fazem sucesso por aí. Com um formato que agrada e traz muita tensão.

A primeira noite trouxe algumas bandas já bem conhecidas, como Wannabe Jalva e Tianastácia, e também serviu para nos apresentar os novos e duvidosos mentores: Sandy, Thiaguinho e Paulo Ricardo.

Mas chega de papo e vamos ao que interessa?

Continua após a publicidade

 

PERFORMANCES

 

StellaBella – “O que eu quiser” (36%)

Clique aqui para ver a performance.

Ana (35%): Socorro, o que foi essa performance? A banda é boa, o grunge tá em baixa, assim como várias vertentes do rock. O tímbre do vocalista não me convenceu, ele não tem o timing pra grunge. Sdds Nirvana. Não achei legal.

Eduardo (10%): Temporada começando já logo de cara com essa morte horrível? Próximo!

Letícia (20%): E o “Kim Lírio” carioca não convenceu hein gente? Eu quase dormi aqui, e olha que sou fã de grunge e de uma boa camisa xadrez. Só que não vou concordar com o voto de pena de Paulo Ricardo, adeus.

Paula (25%): Começamos mal, hein galera? Achei bem fraca. A voz do vocalista está bem aquém do esperado. Eu gosto do estilo da música, mas deixou a desejar. Próximo!

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”23″]

 

Samba Livre – “Manda um Sinal” (64%)

Clique aqui para ver a performance.

Ana (30%): Posso dizer que já era previsível que Little Thiago tivesse sua preferência em grupos de pagode? Song choice não ajudou, Pixote é emoção, tem que ser com o coração,o vocalista tem um tímbre de voz mais grave, a música precisava de um agudo, ficou uma coisa meio mecânica. Não curti, mais uma vez.

Eduardo (50%): O grupo é bom, isso é evidente, mas aí os caras vêm com uma música que já está batida. Aí fica difícil de defender né gente?

Letícia (30%): Olha, já me perderam porque não é autoral, e o mínimo que uma banda pode ter é UMA MÚSICA AUTORAL CACETE! Apesar de adorar essa música do Pixote, não curti o tom de voz do cantor, muito baixo. E por isso acabou desafinando um pouco.

Paula (35%): Em primeiro lugar, como Sandy está estranha com esta “armadura”… Já Fernanda continua linda e gostosa como sempre. Quanto à banda, não sou muito fã de samba, mas cantou Pixote… sucesso antigo. Poderia ter elevado mais a voz do vocalista. Pessoal de casa está mais exigente? Sim, estamos mesmo. Vai ter que se esforçar mais gente para ganhar nosso voto!

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”36″]

 

EletroNaipe – “Na rua, na chuva, na fazenda” (77%)

Clique aqui para ver a performance.

Ana (20%): Que porra de nome é esse, mano? E que porra de act foi essa, gente? Já é permitido morrer?? E SUBIU A TELA!! Não curti, sério. Foi empolgante, foi. Mas a MPB não precisava disso. Espero que a autoral não seja isso, pfvr. PS.: O naipe dos metais foi o que mereceu esse 20%.

Eduardo (60%): Meninas me julguem, mas eu curti essa performance. Não foi a melhor das mil maravilhas, isso é fato, porém vamos dar uma chance para os caras né? Só acho que na próxima fase tem que rolar algo que seja mais “a cara” deles.

Letícia (45%): Fiquei com vergonha alheia pelo nome da banda, mas até que eles animaram o pessoal, vamos ver se na próxima eles me conquistam.

Paula (65%): Vamos dizer que esta não é a melhor versão da música da casinha de sapê, mas confesso que curti a banda. Adoro a música e este lado mais elétrico deu uma animada. Porque cá entre nós, de parado já basta estes jurados sem graça (saudades, Ivete divertida). Só o nome da banda que poderia trocar, hein? #ficadica

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”48″]

 

Leash – “Contando as Horas” (72%)

Clique aqui para ver a performance.

Ana (75%): Seu Cuca feelings. Apesar da definição do estilo da banda “pop surf music”, a banda trouxe uma autoral, diferente das outras que se apresentaram. Gostei da composição, a melodia da música encaixou perfeitamente no tom de voz do vocalista. Concordei com Paulo Ricardo, uma música extremamente melódica, leve. Até então, minha preferida.

Eduardo (80%): Gente, que música gostosa de se ouvir, e realmente até então foi a melhor banda a se apresentar. Sem contar, que ganharam pontos positivos por terem apresentado algo autoral. Já é uma das minhas bandas favoritas na competição.

Letícia (70%): Também me lembrou Seu Cuca Ana, e quer saber? Gostei. Só por apresentarem uma música autoral já me ganharam, sem esquecer que amei a voz do cantor, a letra, a delícia da música. E que tensão hein? Achei que não iria subir, MAS SUBIU!

Paula (90%): Eu já curto o estilo, logo já tem praticamente o meu voto. Que delícia de som, gente! Ufa, ainda bem que a tela subiu no último segundo! Ótima música, para mim a banda Leash tem futuro! Até deu uma vibe boa para este fim de domingo. Fica quieto, Paulo Ricardo.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”79″]

 

Vibrações – “Ela Partiu” (78%)

Clique aqui para ver a performance.

Ana (90%): Tim Maia teria orgulho dessa versão muito bem encaixada em um reggae de raiz. Merece a tela ter subido. Vibe sensacional, o vocalista canta afinadinho, no tom. Gostei de cara!

Eduardo (80%): Outra banda que trouxe aquela sensação de good vibes, e eu curti também. O que uma boa song choice faz numa performance hein?!

Letícia (75%): Reggae que raiz, com pegada. Adorei o que eles fizeram com essa música, apesar de não nada tão inovador. A voz do vocalista é maravilhosa, e o show deles deve ser delicioso de se ver. Amei!

Paula (85%): Continuando no clima Paz e Amor, Vibrações cantando Tim Maia… que top! Reggaezinho bom, viu! Mandaram bem demais! Adorei… até das opiniões dos jurados eu tive que concordar, a simetria da banda foi perfeita. Parabéns, puderam até escolher o padrinho.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”82″]

 

Wannabe Jalva – “Down the Sea” (71%)

Clique aqui para ver a performance.

Ana (95%): ROCK AUTORAL, minha gente! É disso que eu tô falando! Nossa senhora, que vibe maravilhosa! Que indie sensacional. As guitarras deram um banho de sonoridade, o vocalista apesar de tímido, tem uma voz ótima. Já sou #TeamWannaBeJalva!

Eduardo (90%): Que legal a cena indie brasileira estar em evidência também, pois é um estilo musical tão primoroso, porém ainda muito pouco valorizado aqui no Brasil. A banda foi espetacular, e olha quero muito vê-los indo muito mais além na competição. Simplesmente ESPETACULAR!

Letícia (95%): MEU DEUS EU AMO ESSA BANDAAAA! E fiquei em pé no sofá torcendo por eles, representantes gaúchos do bom rock psicodélico. Bairrismo falou alto, assim como a qualidade da banda. Somos #TeamWannabeJalva

Paula (90%): Rockzinho sempre bom e autoral ainda, já eleva a porcentagem. Indie é um estilo que eu adoro, então sou suspeita para falar. Sandy tentando agradar dizendo que mesmo com música em inglês o povo gosta. Gente, é o estilo da banda, vamos respeitar. O vocalista achei que tem uma ótima performance, a banda toda aliás. Wannabe Jalva ganhou uma fã! #TeamWannabeJalva

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”92″]

 

Trio Sinhá Flor – “Na Puxada da Rede” (84%)

Clique aqui para ver a performance.

Ana (85%): É por essas e outras que eu curto ser eclética. Com certeza as meninas estariam na minha playlist diária! Que presença de palco, a sanfona a zabumba e o triângulo estavam uma delícia, as vozes das três meninas são sensacionais, as backings estavam no tom certinho, tô até emocionada!

Eduardo (80%): Esse não é o estilo musical que gosto, mas seria hipocrisia dizer que essas moças não foram bem. A performance foi tão gostosa, que deu vontade de levantar e sair dançando.

Letícia (80%): Eita que eu curti bastante as meninas do forró pé de Serra. Assim como todo mundo, levantei e bati palma aqui também, foi bom demais ouvir isso, que harmonia maravilhosa.

Paula (75%): Não sou fã de forró, mas estas meninas são animadas, hein?! Elevou a temperatura do programa, com certeza. Boa energia! Um equilíbrio este trio. Aprovado.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”80″]
Tianastácia – “Cabrobró” (77%)

Clique aqui para ver a performance.

Ana (80%): Gente, tô bem em dúvida se devo odiar ou amar Tianastácia, por motivos dela não ser caloura, mas…mas…NÃO DEU, DANCEI LEGAL AQUI!

Eduardo (85%): Caraca que momento nostalgia agora. Por mais que eu não seja fã da banda e conhecer uma música ou outra, os caras fizeram parte da minha adolescência e gostei de vê-los na competição. Para encerrar essa primeira noite, eles simplesmente vieram para destruir tudo. Foi muito bom, tudo contagiante e uma música legalzinha até.

Letícia (85%): Eu queria muito odiar eles – já que tô torcendo pela Wannabe Jalva – mas não tem como, EU DANCEI AQUI! Os tiozões do rock arrasaram com um estilo de música bem anos 80.

Paula (100%): ADOROOOOOO! Minha adolescência, saudades! Já merece ser campeã! Melhor banda, gente! Até assustei eles aqui, pois são um nível acima de qualquer outra banda caloura, sério! Eles mandam muito bem! Banda mineira, né! Representa! 😀 Tiozões da Tianastácia arrasaram no rock! Mudei de time… kkkk #TeamTianastácia

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX: ” level=”87″]

E o que vocês acharam da estreia do programa? Curtiram as bandas? Já baixaram as músicas?

Tags SuperStar
Avatar

Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.

No comments

Add yours