Superstar – 3×08 – Top 16

Imagem: GloboPlay/Reprodução

superstar 4

Continua após publicidade

Olá amigos!

Continua após a publicidade

A competição está afunilando cada vez mais, e já estamos no Top 16.

Continua após publicidade

Será que a banda preferida de vocês se deu bem? Bora ver!

 

Continua após publicidade

PERFORMANCES
 
Preto Massa – “Pode Vir Quente Que Estou Fervendo” (68%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (70%): Preto Massa está muito boa, e essa foi uma boa apresentação. Não foi a melhor e a mais animada, mas foi ótima e espero que eles permaneçam na disputa.

Edu (75%): Apesar de não ter sido a melhor apresentação, os caras superaram aquela lástima da semana passada. É tão bom ver a qualidade dessa banda e, se depender de mim, eles passam fácil para o Top 12.

Let (80%): Ah eu gostei bastante dessa apresentação, eles conseguiram dar uma cara nova para esse clássico. Ficou um pouco diferente do estilo da banda, com muito mais rock que swing, mas gostei.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”75″]
 
 

Fulô de Mandacaru – “No Dia Em Que Eu Saí de Casa / O Canto da Ema / Ó Eu Aqui de Novo” (72%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (80%): Amo Fulô, e essa apresentação demonstra o quão maravilhosa a banda é, mas acho que eles precisam apresentar uma autoral. Nesse momento,a competição está acirrada, e o nível está começando a se elevar.

Edu (90%): Eu não entendi muito ter começado com a música de Zezé & Luciano, mas quando eles chegaram com “O Canto da Ema”, veio uma vitalidade sem igual. E quando eles chegaram com a última música, lá estava eu, batendo palmas aqui junto com eles. Bravo!

Let (90%): Também achei desnecessário começar com a música de Zezé de Camargo & Luciano, mas o que veio depois novamente foi incrível. Eu dancei junto e curti demais, é impressionante a vitalidade deles, a força que eles levam para o palco.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”86″]

 
 

Negra Cor – “Sossego / Uptown Funk” (68%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (40%): Fui trouxa. Assisti seca a apresentação, esperando uma música boa, porém hoje foi meio confuso, não parecia a Negra Cor.

Edu (40%): Acho que alguém faltou nas aulas de inglês da Fisk, hein?! Essa mesclagem foi tudo uma bagunça, não consegui sentir uma conexão, faltou foco. Os caras tiveram a melhor das intenções, mas pra mim não vingou.

Let (30%): Aii o que isso? Que sofrência. Não gostei de nada, nada mesmo, foi tudo horrível. Sei nem o que dizer de tanta decepção.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”36″]

 
 

Powertrip – “Satisfaction” (76%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (40%): Não entendo como o público gosta de uma banda que destrói as músicas. Achei horrível, e não entendo o que eles ainda fazem no programa.

Edu (40%): Outra bagunça que achei, muito instrumental e pouca cantoria. Dessa vez os caras não conseguiram me cativar em nada.

Let (30%): Por mim, essa banda já teria vazado há milênios. Detesto essas bagunças que eles fazem, essas experimentações que não dão em nada. Sem contar que o vocalista só me causa tristeza.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”36″]

 
 

Katarinas – “Suite 14” (51%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (0%): Repreendido em nome do Senhor Jesus Cristo…Sam, Clover e Alex passam vergonha e nem ficam vermelhas. Socorro!

Edu (0%): O que elas ainda fazem na competição mesmo? Só consegui sentir vergonha alheia.

Let (0%): Outras que já deveriam ter vazado há tempos! Que apresentação ruim, foi uma coisa louca no palco, da vibe acústica à dancinha nada coreografada no palco. Mas pior que tudo foi aquele rap, NOSSA! Pelo vão embora, e não serei mais obrigada a ouvir essas vozes “ocas” delas, parece que cantam para dentro.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”0″]

 
 

Melim – “Avião de Papel” (74%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (60%): Achei muito desafinado, apesar da música ser muito boa. Uma pena, os irmãos são ótimos.

Edu (80%): Eu achei uma delícia essa música, apesar de não ter sido a melhor apresentação deles. Não sei se foi o nervosismo de cantar algo próprio, mas senti as vozes estremecidas, não atingindo o tom certo do timbre.

Let (60%): Também sofri com as desafinadas. Apesar disso, gostei mais da apresentação dos irmãos do que das outras vezes, o uso do ukelele pode ter grande participação na minha nota. Ainda assim, tô querendo descobrir onde está a maravilha que todo mundo enxerga neles e eu não vejo.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”66″]

 
 

Gringo’s Washboard Band – “Negro Gato / Sweet Home Chicago” (67%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (80%): Sobre música antiga: amo. Gringo’s mandaram muito bem, como sempre, e são uma banda ótima.

Edu (90%): Isso é saber fazer um medley perfeito. Eu simplesmente amei, foi espetacular, e os caras souberam usar o espaço adequado para cada canção.

Let (90%): O que dizer além de que foi incrível? Amo essa banda, amo a vibe jazz antigão, me senti em New Orleans. E amei que dessa vez (assim como na audição) eles investiram em um clássico nacional também.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”86″]

 
 
Alphazimu – “Nos Barracos da Cidade” (61%)
Clique aqui para ver a performance
Ana (25%): Já vi melhores. Me decepcionei.
Edu (10%): Que preguiça!
Let (30%): O que aconteceu com essa banda?
[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”21″]
 
 

Plutão Já Foi Planeta – “Mesa 16” (77%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (90%): Ainda me impressiona como Plutão pode ser versátil e nos impressionar a cada semana. Essa apresentação foi muito boa. A vocalista, mesmo tendo um sotaque forte quando fala, não expressa nada na música. Isso me impressiona, e não tem como não dizer que eles são favoritos ao título.

Edu (90%): Que vibe gostosa, letra deliciosa, e essa apresentação só me fez confirmar que a banda tem tudo pra levar essa temporada. É incrível a versatilidade que eles têm, vindo com uma música muito mais leve e positiva de se escutar.

Let (100%): Aii como eu amo essa banda, como eu amo o jeito que essa menina canta, a voz dela é deliciosa. E se não bastasse uma vocalista maravilhosa, a banda é incrível e investe em uma melodia maravilhosa sempre. Outro fator determinante para o meu 100 é sempre investirem em músicas autorais, isso é coisa de banda pronta. Amo!

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”93″]

 
 

Samba de Donanna – “Aviso Aos Navegantes / Loving Every Minute” (54%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (45%): Odiei, mas não posso dizer que foi ruim a apresentação. Foi regular, mas não foi o suficiente pra sair da zona de risco da eliminação.

Edu (60%): Se eles tivessem ficado só com a música do Lulu teria sido infinitamente melhor. Não que tenha sido ruim, mas foi longe de ser ótima.

Let (40%): Essa banda só tem me decepcionado, por mim adeus!

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”48″]

 
 

Outro Eu – “Dona Cila” (73%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (90%): Não tem como não amar Outro Eu. Apesar de não ser a melhor apresentação deles, foi simples e limpa, como o folk é. A releitura de Maria Gadu ficou até melhor que a original.

Edu (90%): Apesar de não gostar dessa música, a forma e intensidade que o Outro Eu se entregou foi algo único. Eu fiquei abismado e arrepiado com essa apresentação, sério mesmo.

Let (100%): Sou apaixonada por essa banda, e amei como eles transformaram essa música linda da Gadú em um indie folk bem parecido com o pessoal do The Luminners faz (inclusive o “hey” bem coisa deles). Ficou uma apresentação linda, eu viajei para longe aqui com essa performance maravilhosa.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”93″]

 
 

Valente – “Insossego” (75%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (95%): Mais uma ótima apresentação. O rock gaúcho está bem representado por Valente. Consigo identificar alguns momentos em que vemos algumas características do gênero na música, e isso é maravilhoso, já que as bandas de rock gaúcho são nosso patrimônio. Amei a autoral e quero que eles vão longe.

Edu (90%): Eles deixaram o nervosismo atrapalhar no começo, mas a evolução foi gradual e incrível. A letra é linda, maravilhosa e me deixou bem satisfeito com a obra como um todo.

Let (100%): Aii gente, amei né, que dúvida! Como a outra gaúcha da bancada, eu fico até emocionada com essa banda, eles nos lembram o melhor do rock daqui, letras que dizem muito, melodia que conquista. Amo Valente, e quero um futuro lindo para eles!

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”95″]

 
 

Playmobile – “Dama de Áries” (75%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (90%): Eles vieram com autoral, e francamente, pra mim foi a melhor apresentação deles. Verdadeiros, completamente seguros de si e sabendo que a música ia agradar.

Edu (100%): Definitivamente a melhor apresentação dos caras até aqui, já chegaram com força total, e não tiveram dificuldade alguma de fazer o telão subir. Gosto assim, e o grupo se continuar nesse ritmo terá vida longa na competição.

Let (100%): GENTE PELAMOR DE DEUS QUE MÚSICA MARAVILHOSAAA!  Letra incrível, melodia que pega, gruda, anima. Eu fiquei realmente emocionada, com o coração acelerado (é isso que música boa faz comigo). Playmobile é uma banda perfeita, pronta, que sempre me surpreende. Amei, e como não amar?

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”96″]

 
 

Bellamore – “Love Me Again” (79%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (80%): Bellamore fez uma apresentação boa, mas não sei se gosto dessa sintetização que eles fazem. Mandaram bem, mas senti falta de algo.

Edu (90%): Não achei que a performance casou com a música totalmente, mas não vamos desmerecer os caras. Eles mandaram bem, com uma presença de palco única, instrumental impecável e tudo mais. Só não dei 100%, justamente por conta da song choice.

Let (60%): Ah, depois de duas apresentações incríveis de bandas que investem no autoral, me vem a Bellamore que eu não curto há tempos. Foi sofrido, como sempre acho.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”76″]

 
 

Pagan John – “Inesperado” (72%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (100%): A banda consegue me impressionar pela terceira apresentação seguida. Tô arrepiada com o feeling da música, da apresentação. Outro Eu e Pagan John vão me saindo como boas surpresas dentro do folk pop.

Edu (100%): GENTE DO CÉU! Que apresentação mais linda, eu amei por demais. Que letra apaixonante, melodia impecável. Amei, amei e amei.

Let (100%): Gente, eu chorei aqui, que apresentação mais linda! Letra linda, folk perfeito e melancólico para deixar meu coração todo meloso. Essa banda me conquistou faz tempo.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”100″]

 
 

Georgia –  “(You Make Me Feel) A Natural Woman” (76%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (100%): O FUZILAMENTO QUE SOFRI! Arrepiou tudo! Eles vieram com uma música mais tranquila, mas nem por isso não foi maravilhosa! Tô em posição fetal esperando a atualização no Spotify pra eu escutar indo pra faculdade me imaginando em um clipe! QUE TIRO, MEU DEUS!

Edu (100%): MEU DEUS DO CÉU! Eu estou completamente emocionado e arrepiado, alguém me ajuda? Essa foi a melhor releitura desse maravilhoso clássico de Aretha Franklin que já ouvi até hoje. Eu estou jogado no chão, afogado em minhas lágrimas. Eu quero e muito ver essa obra prima no modo repeat infinito.

Let (90%): Melhor versão também não, né Edu? Se alguém acompanha meus coments pelos realitys musicais da vida, sabe que eu tenho um caso de amor com essa música, minha ídola-mor da música japonesa fez a melhor versão dessa música de todos os tempos, e vocês podem conferir aqui uma versão ao vivo. Ainda assim preciso aplaudir Georgia por essa versão linda, há tempos não via alguém cantar a musa Aretha com tanta paixão. Foi emocionante!

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”96″]

 
 
ELIMINAÇÕES
 

Ana: Choro pela eliminação do Gringo’s, achei uma performance ótima. Alphazimu também foi impactante, mas entendível, já que a apresentação deles hoje foi bem fraca. Donanna também foi uma decepção, logo uma banda tão gostosa de se ouvir acabou sendo maçante hoje. Katarinas foi mais do que justo, ainda não sabia o que elas estavam fazendo ali até agora, Cristo Rei!

Edu: A única eliminada ali que achei injusto foi a galera do Gringo’s Washboard Band, pois eles tinham um diferencial em relação aos demais concorrentes. Em relação aos outros, nem sei, francamente, como conseguiram chegar até aqui. Já vão tarde, e não farão falta alguma por aqui.

Let: Eu só sofri (e muito) pela Gringo’s Washboard Band, eles tinham potencial demais. Ainda assim, por ser uma banda tão diferentona, acho até que eles duraram tempo demais no programa. As outras bandas eliminadas nem lembro mais.

E vocês, o que acharam das eliminações?