Superstar – 3×11 – Semifinal

superstar 7

Olá amigos, já estamos na semifinal do Superstar – passou rápido, né?

Muitas surpresas e muitas apresentações medianas nesse programa. Bora conferir, então!

Continua após a publicidade

 
 
PERFORMANCES

Melim – “Balada do Amor Inabalável / Garota de Ipanema / The Girl From Ipanema” – (44%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (30%): Eu acho o trio de irmãos desafinados. Essa foi mais uma apresentação que destoou completamente, não gostei nada.

Edu (30%): Ai gente, o que aconteceu com eles? Como vocês sabem, eu gosto muito dos irmãos, mas dessa vez o trio veio com uma apresentação lastimável. As vozes não casaram, a batida estava estranha, cruzes.

Let (30%): Sinceramente não foi nenhuma surpresa essa apresentação bem blé! Eu gostei muito quando eles investiram no autoral, mas pelo jeito eles preferem mesmo criar versões, e desa vez nada deu certo. Começou mal porque a desafinação com “balada do amor inabalável” foi terrível, desnecessário, aliás, não entendi porque colocaram a música no meio se o foco foi apenas Garota de Ipanema – em uma versão batida, chata. A nota refletiu o desgosto com a banda, já deu. 

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”30″]

 
 

Valente – “Teu Ser” – (50%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (90%): Não é bairrismo, mas eu gosto muito da Valente. Esse rockzinho simples, sem muita evolução e sem se arriscar é gostoso demais. A letra é linda, e os violinos deram um toque tão lindo. A apresentação foi ótima, como sempre a Valente sabe fazer.

Edu (80%): Mais uma apresentação muito boa dos caras. Dessa vez eles vieram com algo mais singelo, mas com aquela marca impactante, com melodia junto com letras que te prendem e pegam fundo no seu emocional. Eu não consigo mais encontrar adjetivos para qualificá-los.

Let (90%): Tá, nem de longe foi a melhor apresentação da banda, mas não adianta, sou fã. Assim como a Ana também sou gaúcha, e quem é daqui consegue se identificar muito com o estilo da Valente, o rock gaúcho e melódico na sua essência. Também amei a letra, mas infelizmente a apresentação não teve mesmo muita força – como aconteceu na semana passada. E isso me deixou com o coração na mão.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”86″]

 
 

Playmobille – “Oceano / Roda Viva” – (45%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (80%): Não foi a melhor apresentação da Playmobile, não mesmo. Mas que essa releitura de dois clássicos da MPB ficou sensacional, ficou. Até gostei de Djavan nas vozes deles. É uma banda pronta, tem muito pela frente e quero eles no programa semana que vem.

Edu (60%): Gosto tanto deles, mas não foi a melhor performance, infelizmente. Cantar dois grandes clássicos da MPB é de uma responsa muito grande, e tipo até curti a releitura de “Roda Viva” – que música, meus amigos -, porém “Oceano” não curti.

Let (50%): Roda Viva é uma das músicas da minha vida, uma das primeiras que eu cantei, ainda criancinha, então ela é muito especial para mim. Quando vi que seria mix desses dois clássicos, fiquei esperando ver isso, mas só ouvi Oceano, sério, não acabava nunca. E quando chegou em Roda Viva acabou a apresentação, fiquei é bem decepcionada, confesso. Que pena Playmobille, assim não dá para te defender.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”63″]

 
 

Powertrip – “Run To My Soul – Sonhos” – (40%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (10%): Que preguiça deles, ainda não entendo o que eles estão fazendo na competição. Semana passada eliminaram Pagan John, cara! Inadimissível. Sobre a apresentação, dormi no meio.

Edu (10%): E esse começo? Gente, eu ri demais com ele falando “Sometimes”. Performance sofrível, música chata, e Powertrip está na hora de dar tchau, sejamos francos. PS: estou rolando de rir com O NOME DA MÚSICA, SOCORRO!

Let (0%): MAS QUE MERDA É ESSA??? Essa banda me irrita muito, não que a música seja péssima, tem até uma melodia interessante (mesmo que roubada de várias outras bandas, até da ala gospel), mas o problema é o seguinte: ELES NÃO TEM IDENTIDADE NENHUMA. Isso já me tirou do sério há tempos, o que eles tocam, afinal de contas? Podem partir hoje, por favor.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”6″]

 
 

Bellamore – “With Or Without You” – (58%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (40%): Ai, já deu de Bellamore, né? Olha esse cover. Não é nem uma releitura, é um cover. Achei meio médio.

Edu (90%): Aninha saiba que eu te amo, mas vou discordar de ti. Eu gostei sim da apresentação, foi sem aqueles exageros e firulas que já se tornou a marca registrada do Bellamore. Sinceramente gostei por demais em ver uma versão mais “orgânica” deles, dessa versatilidade, e pra mim se tornou inclusive, uma das melhores apresentações deles.

Let (80%): Olha, eu vou concordar com vocês dois. Não foi uma versão, foi sim cover, mas um cover melhorado. Eles pegaram a versão original (com a melodia original inclusive) e deixaram com uma cara mais jovem, mais a cara do que gostamos hoje e isso me fez gostar da apresentação. Curti e meio que me odeio por isso, porque foi uma versão linda mesmo, parabéns para a banda.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”70″]

 
 

OutroEu – “O Que Te Faz Feliz?” – (49%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (85%): Uma apresentação sem tanto boom em relação as outras apresentações, mas ainda assim uma apresentação com o brilho que OutroEu sabe exibir. Não nego que minha torcida vai para eles e Plutão Já Foi Planeta, e estar no Top 4 é por direito.

Edu (90%): Outra banda que já não encontro mais palavras para falar deles. Foi algo mais “leve”, para os padrões do OutroEu? Claro que sim, mas gostei demais do que vi, curto muito canções mais cruas, tanto na letra quanto no instrumental.

Let (90%): Ah, eu amo OutroEu, e sempre que eles sobem ao palco meu coração pula. Amei a letra, amei a melodia, e só faltou puxar um banjo mais pegado ali para eu chorar litros, vocês sabem que eu sou do folk, né! E concordo com a Dani Mercury, eles são pura poesia. A nota foi baixa, mas hoje tá tudo tão baixo que só de subir a tela já dá uma esperança.

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”88″]

 
 

Plutão Já Foi Planeta – “O Ficar e o Ir da Gente” – (61%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (100%): Plutão arrasando quarteirões mais uma vez. Candidatos sérios e fortes a ganhar a terceira edição. A música é maravilhosa, a letra é tocante, e ela fica ainda mais bonita na voz da Natália, rainha da minha existência! Nossa, viajei muito com a música, já estou em cólicas na espera da música chegar no Spotify.

Edu (100%): Não consigo mais elogiar essa banda, sério. A cada semana é um tiro novo, e fico cada vez mais extasiado. Deem logo o título para eles, por favor, pois não tenho mais o que falar desses maravilhosos, é sério.

Let (100%): Ai gente, o que dizer mais sobre essa banda?? Eu fico besta toda semana, emocionada porque eles me lembram o melhor do indie. Gosto de falar que não existe outra banda como eles no Brasil, não existe mesmo. Até agora foi tudo autoral (até quando eles cantaram Kid Abelha foi autoral, porque se apropriaram da música) e isso só mostra como a banda está pronta, como a voz de Natália é unica, como essa banda é perfeita e merece o título. Arrasaram de novo!

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”100″]

 
 

Fulô de Mandacaru – “A Vida do Viajante” – (69%)

Clique aqui para ver a performance

Ana (100%): Que vibe, senhores! Agradeço aos Céus pela produção ter dado chance à Fulô, depois do flop que foi Daniela Mercury no primeiro dia! Olha que maravilha de apresentação, levantando a gente com um baião que deveria ser tombado como patrimônio da Humanidade! Dancei muito enquanto eles tocavam, tenho um pé no Sertão!

Edu (100%): EU ESTOU EMOCIONADO! Essa música é tão poderosa e incrível, que mais uma vez eles conseguiram honrar com muito louvor a mais um grande clássico da nossa riquíssima música brasileira. Não dá pra explicar, o grupo tem uma energia tão revigorante, que todas as vezes que eles aparecem, já quero sair e dançar como se não houvesse amanhã.

Let (100%): Outra banda pronta, perfeita, incrível. Não tem como não sair abalado após uma apresentação dos lindos do Fulô. Concordo com a Sandy, é lindo demais isso que eles fazem, de manter a tradição brasileira viva, de preservar o som do povo, a nossa cultura (mesmo que eu não seja do Nordeste, me aproprio também). Mais uma apresentação linda!

[skillbar title=”MÉDIA DO MIX:” level=”100″]

 
 

ELIMINADAS: Melim, Playmobile, Powertrip e Valente

NA FINAL: Bellamore, Fulô de Mandacaru, OutroEu e Plutão Já Foi Planeta

Clique aqui para ver a performance

Ana: Nesse momento, tudo afunila. Meu coração chora cântaros ao perceber que nem Playmobile, nem Valente, que foram constantes em todas as suas apresentações, estarão na final. E chora ainda mais ao ver que Bellamore tira o lugar de uma delas na final, pelo amor de Deus. Melim não poderia passar, já era para ter sido eliminada, e ficou até agora pelo apelo da audiência. Powertrip era pra ter saído antes de começar os tops, fico feliz que não teve ajuda de ninguém pra ficar no programa, porque eles estarem na final é uma morte lenta e dolorosa.

Edu: Estou extremamente decepcionado por Valente não ter ido para a final, como assim? Enquanto isso, Bellamore, que nem tinha que estar ali, entrou para o Top 4. A injustiça foi tanta nesse quesito, que me senti como se estivesse assistindo ao The Voice US. Pelo menos Fulô, OutroEu e Plutão foram para a final, graças ao meu maravilhoso Deus,ou seja, estou 75% satisfeito. Eu só sei de uma coisa, as duas primeiras colocações têm e devem ser por essas duas maravilhosas bandas nordestinas, independente de quem ganhar ou ser vice.

Let: Sei nem o que dizer, só sentir: uma tristeza enorme por Valente não ir para a final por apenas UM PONTO, Valente 57%, Bellamore 58%, e com isso uma banda sem personalidade vai para a etapa mais importante do programa, com chances claras de ganhar. E eu nem posso xingar os jurados por isso, eles foram justos dessa vez, Dani e Sandy votaram em OutroEu (que antes delas estava eliminada), e Paulo Ricardo lembrou de Valente. Pena que o público burro já tinha dado uma nota ótima para Bellamore, e os gaúchos de Estância Velha não conseguiram ultrapassar. Que bom mesmo que pelo menos OutroEu, Plutão e Fulô estarão lá, e qualquer um deles merece ganhar o título, cada um com o seu mérito. Meu coração está dividido em três – mesmo que a parte de Plutão seja um pouquinho maior.

E vocês amigos, gostaram das bandas que irão para a grande final da próxima semana?

 

Avatar

Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.

1 comment

Add yours
  1. Avatar
    PEDRO HENRIQUE DE PADUA AMORIM 21 junho, 2016 at 17:15 Responder

    Vocês juram que gostaram de Fulô na final? Uma banda que só fez cover em cima de cover, não apresentou nada de novo? Quero Fulô em quarto… Banda sem personalidade…

Post a new comment