Técnicos do The Voice + fazem escolhas que dividem opiniões, rumo à semifinal

The Voice Mais Técnicos

Técnicos estão com total poder em The Voice +

Depois de uma primeira fase empolgante, o The Voice + teve continuidade nas últimas semanas com o poder total dos técnicos. Primeiramente tivemos a fase de Tira-Teima, seguida de Top dos Tops.

Continua após as recomendações

Ambas as fases foram marcadas por escolhas total do quarteto que ocupa a bancada do programa, mas será que todas as escolhas foram sensatas? Isso é o que vamos saber. Vem com a gente!

EDU NOGUEIRA – TIME CLAUDIA

Imagem: GShow/Divulgação

Continua após a publicidade

– Tira-Teima

Com um time bem diversificado, Milk chegou nessa segunda fase da disputa com uma grande responsabilidade pela frente. Com grandes candidatos, a cantora teve decisões que eu, em seu lugar, não saberia lidar.

Já no primeiro episódio da fase, ela teve a difícil missão de parear uma batalha com três grandes nomes. Eu fiquei desnorteado em assistir o duelo de gigantes entre Mario Figueiredo, Oscar Henriques e Zé Alexanddre. Por mim os três ficariam, entretanto doeu ver o primeiro citado saindo.

Em contrapartida teve o duelo de três mulheres poderosas e de fibra, e também com escolhas difíceis. Foi difícil ver Evinha do Forró partir, no entanto achei coerente as escolhas de Milk por aqui. Já em sua terceira rodada, ao meu ver, as escolhas foram fáceis e óbivas, uma vez que Juarez Caseh não ficaria tanto tempo na disputa. Pra mim, foi o grupo mais fácil e, além disso, justo para a loira.

Por fim tivemos o grupo mais difícil bem como mais emocionante de todos. Chorei por demais com as três performances, com Claudya, Daniel Gomes e Vera do Canto e Mello. No entanto, é claro que eu queria os três avançando na disputa, mas confesso que as duas veteranas se sobressaíram mais.

Com isso, ao meu ver, Milk saiu dessa fase com o time mais forte.

 

– Top dos Tops

Nessa terceira fase, dos oito candidatos de cada time, os técnicos escolheram quatro para a semifinal. Milk, por sua vez, fez novamente escolhas sensatas.

Primeiramente seu grupo masculino deixou claro desde o início quem sairia melhor. Oscar Henriques sempre chamou minha atenção entre os homens do time, mas no Top dos Tops o grande destaque com certeza foi Zé Alexanddre. O que foi ele cantando Aretha Franklin? Eu simplesmente fiquei boquiaberto aqui.

Já entre as mulheres, Claudya e Vera novamente foram os destaques. E, além disso, mais uma vez, me emocionaram de forma única. Ceiça e Zeni, como sempre, foram maravilhosas, mas convenhamos que as duas primeiras se sobressaíram mais.

Milk vai para a semifinal definitivamente como o time mais forte, e já aposto minhas fichas entre Vera e Oscar como forte candidatos em representar a loira na grande final.

 

LUKE FRANCO – TIME DANIEL

The Voice Mais Técnicos

Imagem: GShow/Divulgação

– Tira-Teima

A fase do Tira-Teima do The Voice + nunca é simples para qualquer team. Daniel conquistou bons nomes e excelentes pedras brutas para lapidar. Acho que teremos grandes surpresas por aqui e espero que boas escolhas.

Entre Áurea Catharina, Catarina Neves e Jorge Darrô tivemos exemplos de carisma e personalidade. Jorge despede da competição após uma song choice segura, contudo, não equiparada as outras competidoras. Na segunda tarde, Daniel começa coloca Abadia Pires, Carlos Miziara e José Mariano na disputa. Três apresentações coesas ao potencial de cada competidor. Portanto, mais uma vez tivemos uma difícil, mas honesta decisão, deixando Carlos Miziara para trás na competição.

Na terceira tarde do The Voice +, Fran Marins, Henriette e Mauro Goroni chegam saindo da zona de conforto. Mauro trouxe um momento incrível ao som de “Pefect”, contudo, alguns deslizes o tiraram da competição esta semana. Para finalizar, Cássio Tucunduva, Eduardo Milan bem como Vanderlei Santana embalam a nostalgia com grandes clássicos nacionais e internacionais.

A qualidade o team é tanta que qualquer perda seria sentida. Foi a saída de Cassio que comoveu nossos corações nesta última tarde de Tira-Teima.

 

– Top dos Tops

Na primeira tarde, começamos com Daniel em uma escolha bastante arriscada e estratégica. As vozes de Abadia Pires, Aurea Catharina, Fran Marins e José Mariano se apresentam com song choices inusitadas. A matriarca da família Pires vem ao som de Gonzaguinha, embalando um romance em palco. Aurea com seu estilo único de viver traz sua identidade ao som de “Pagu” e encanta a todos. Fran Marins foi um estouro em palco, colocando todos para dançar e curtir ao som de um clássico da voz de Pablo Vittar. José Mariano resgata Claudio Zoli ao som de “Noite de Prazer”, colocando sorrisos nos rostos de todos os técnicos. Nosso coach faz uma escolha completamente coesa, ao trazer Fran Marins e Abadia Pires para a próxima etapa.

Na segunda tarde, Catarina Neves, Eduardo Milan, Henriette Fraissat e Vanderlei Santana embalas as apresentações. Tivemos song choices bem peculiares e que dificultaram muito a decisão. Catarina vem com sua graça ao apresentar Cartola em um nível emocional impressionante. Eduardo relê o clássico “O Sole Mio”, quebrando qualquer estrutura emocional que eu ainda poderia ter nesta etapa. Henriette traz “Summertime” com todo seu potencial do jazz, apresentando um potencial vocal sempre belo de assistir. Por fim, Vanderlei encerra a tarde com Paulinho da Viola, em uma apresentação muito bem acompanhada e embalada com um samba-enredo delicioso.

A difícil escolha de Daniel traz Catarina Neves e Henriette Fraissat, colocando duas grandes vozes para seguir e despedindo de duas outras tão incríveis.

 

LUKE FRANCO – TIME LUDMILLA

The Voice Mais Técnicos

Imagem: GShow/Divulgação

– Tira-Teima

Com o Tira-Teima, Ludmilla define boas escolhas ao seu team, contudo, deixa excelentes nomes para trás. A competição nunca é fácil, mas vamos em frente que há muito o que comentar.

Entre Dudu França, Dulce Borges e Vera Ambrósio, conseguimos captar grandes momentos musicais em uma mesma equipe. A saúde de Vera Ambrósio marca uma grande perda, principalmente pelo potencial de crescimento da competidora.

Na segunda tarde, vemos as icônicas apresentações de Mamá Mota, Miracy de Barros e Tia Elza. Apesar de apresentações completamente distantes, tivemos uma qualidade impressionante. A partida de Tia Elza fica sentida na competição, contudo, acreditei na coesão da escolha estratégica de Ludmilla. Na terceira tarde temos Felix, Lucia de Maria e Nice Lea, ambos com altas expectativas para a apresentação. A saída de Felix não foi simples de digerir, contudo, foram apresentações de qualidades muito semelhantes. A escolha, no fim, traduz os sentimento de Lud para com seu team.

Na última semana, Lud traz Duda Ribeiro, Marisa Mel e Sueli Rodrigues. Um trio de excelência dentro de seu team e que nos promete surpresas. No entanto, a saída de Dona Duda é um triste até breve, principalmente pela qualidade de sua presença de palco.

 

– Top dos Tops

Lud traz na primeira tarde as vozes de Dudu França, Dulce Borges, Miracy de Barros e Nice Lea. Quatro vozes completamente distintas, todavia, com apresentações de se impressionar. Dudu relembra um clássico da MPB com Primavera, song choice completamente envolvente a sua potência vocal. Dulce Borges também embala os clássicos da MPB com Djavan, colocando emoção vocal em sua apresentação. Miracy é uma graça em todos os sentidos e conseguiu colocar toda sua personalidade ao retratar um clássico de João Gilberto. Nice Lea fechou a primeira tarde colocando lágrimas nos olhos de cada técnico com um samba-enredo mais do que especial. Portanto, Ludmilla segue com Dudu França e Miracy de Barros, realizando uma das escolhas mais estratégicas desta fase, com toda certeza.

Na segunda tarde de apresentações, Lud vem com Lúcia de Maria, Mamá Mota, Marisa Mel e Sueli Rodrigues. Tivemos quatro song choices de extrema qualidade e boa estratégia. Lúcia vem com Gilberto Gil de forma emotiva e intensa no palco, garantindo merecidos aplausos ao fim da apresentação. Mamá traz uma releitura de “Crazy” com muita alegria e contagiando qualquer telespectador. Além disso, Marisa Mel me traz uma emoção especial ao apresentar um clássico de Roupa Nova, com qualidade e coesão vocal.

Por fim Sueli Rodrigues encerra as apresentações trazendo Dionne Warwick e conseguindo exprimir emoções de forma intensa. Portanto seguimos na competição com Sueli Rodrigues e Marisa Mel, em uma escolha extremamente difícil.

 

EDU NOGUEIRA – TIME MUMUZINHO

The Voice Mais Técnicos

Imagem: GShow/Divulgação

– Tira-Teima

Com um time bem diversificado, Mumuzinho teve escolhas coerentes, no entanto outras questionáveis nessa segunda fase.

Primeiramente tudo começou com dona Celestina Maria, Elias Isaias e a maravilhosa Yeda Maranhão. Felizmente por aqui o nosso técnico foi sensato, uma vez que acabou escolhendo as duas mulheres nesse primeiro grupo. Entretanto no segundo grupo não posso dizer o mesmo, pois o cantor decidiu escolher Geraldo Maia do que Nana Barcelos. Ao meu ver, ela era um elemento promissor no time, entretanto Mumuzinho foi sensato ao escolher Angela Máximo. Pelo menos isso, não é mesmo?

A mesma coisa em relação ao terceiro grupo do The Voice +. Como assim ele deixou Leila Marhia partir, ao invés de Renato Castelo? Simplesmente inadmissível. E por fim, ao menos sua redenção, no último grupo veio de forma sensata. Não desmerecendo Iracema Monteiro que foi incrível, mas convenhamos que Leila Maria e Tereza Cristina reinaram, não é mesmo?

 

– Top dos Tops

Chegamos na terceira fase com uma missão bem difícil ao nosso técnico. Depois de algumas escolhas precipitadas no Tira-Teima, é claro que eu ficaria ressabiado com o carismático cantor nessa fase tão decisiva. Bingo!

O primeiro grupo do Top dos Tops foi bem difícil, meu Deus! Todos ali foram simplesmente maravilhosos. Angela com seu jeito tímido, encanta com a suavidade de sua voz. Em contrapartida tivemos Carlos Candeias como um verdadeiro lorde romântico, com uma apresentação apaixonante. Leila Maria surpreendeu com um grande clássico de Quincy Jones, enquanto Yeda Maranhão veio de Clara Nunes.

Um duelo de titãs, que todos ali mereciam passar. Dessa forma, Mumuzinho optou por escolher Angela e Carlos e achei corente. Contudo as suas decisões no seu segundo grupo mais uma vez decepcionou.

Vou polemizar aqui, mas ao meu ver Geraldo não é tudo isso no The Voice +. Ele é simplesmente teatral, mas a voz mesmo deixa a desejar. Além disso, sempre entrega os mesmos números chatos e que dão sono, os quais me dão medo de levá-lo à final. Renato veio com sua redenção, enquanto Tereza Cristina emocionou de forma única, mas convenhamos que dona Celestina é um acontecimento.  Portanto a amazonense mereceu ir para a semifinal, e aposto minhas fichas que ela acaba se tornando uma forte candidata para representar o time na final.

E então, o que acharam dessas duas fases do The Voice +? Quais as apostas para a semifinal? Deixem nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.

Tags The Voice